Abrir menu principal

Manuel Calecas(† 1410), também Kalekas, foi um monge e teólogo bizantino.

Índice

BiografiaEditar

Calecas foi discípulo de Demétrio Cidone e viveu na Itália, em Creta e em Lesbos, onde ele traduziu as obras de Boécio e Anselmo de Cantuária do latim para o grego[1]. Ele apoiava a União das Igrejas decretada no Segundo Concílio de Lyon (1274) e buscou reconciliar as igrejas do oriente com a do do ocidente.

Ele retornou para Constantinopla em 1403 com o imperador Manuel II Paleólogo, mas, para sua surpresa, não teve uma boa recepção por seus antigos amigos. Como resultado, ele foi forçado a buscar refúgio entre os dominicanos em Mitilene, onde ele morreu em 1410[2].

ObrasEditar

Em 1390, ele escreveu uma obra admoestando os bizantinos por terem se separado da Igreja Católica. Calecas também traduziu o Comma para o grego a partir da Vulgata.

Ambrogio Traversari traduziu sua obra em grego para o latim (Ingolstadt, 1608), que é o texto publicado por Migne na Patrologia Graeca (vol. CLII, col. 13-661), a única tradução conhecida de Calecas.

Referências

  1. Browning, Robert (1992). The Byzantine Empire (em inglês). [S.l.]: CUA Press. p. 268. Consultado em 9 de setembro de 2011 
  2. Angold, Michael (2006). Eastern Christianity (em inglês). [S.l.]: Cambridge University Press. p. 71. Consultado em 9 de setembro de 2011 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um teólogo cristão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.