Manuel Cordeiro Neto

político brasileiro

Manuel Cordeiro Neto (Russas, 31 de dezembro de 1901 - Fortaleza, 22 de outubro de 1992) foi chefe de Polícia e secretário de Polícia e Segurança Pública do Ceará.[1][2] Foi promovido ao posto de general-de-brigada em 1959 e transferido para a reserva remunerada. Exerceu o cargo de presidente do Aeroclube do Ceará (1941), de diretor-administrativo da Companhia Elétrica do Ceará (COELCE). Foi prefeito de Fortaleza (1959-1963)[3] eleito pela legenda do PL tendo sido seu vice Aécio de Borba Vasconcelos. Faleceu em 1992 vítima de isquemia cerebral na Casa de Saúde São Raimundo. Está sepultado no Cemitério São João Batista de Fortaleza.

Manuel Cordeiro Neto
32.º Prefeito de Bandeira de Fortaleza.svg Fortaleza
Período 1 de janeiro de 1959
até 1 de janeiro de 1963<br
Antecessor(a) Acrísio Moreira da Rocha
Sucessor(a) Murilo Borges Moreira
Dados pessoais
Nascimento 31 de dezembro de 1901
Russas, CE
 Brasil
Morte 22 de outubro de 1992 (90 anos)
Fortaleza, CE
 Brasil
Partido PL

Referências

  1. Noca, Francisco Wilson (1996). Sermões, matracas e alcatrão: religiosos e comunistas na luta pelo poder, 1946-1950. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora. p. 116 
  2. «O capitão Manuel Cordeiro Neto passa». Portal da História do Ceará. 1937. Consultado em 27 de março de 2021 
  3. «Administração Pública - Ex-Prefeitos de Fortaleza». Anuário de Fortaleza. Consultado em 27 de março de 2021 

Precedido por
Acrísio Moreira da Rocha
Prefeito de Fortaleza
19591963
Sucedido por
Murilo Borges Moreira
  Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.