Manuel Mendes da Conceição Santos

Manuel Mendes da Conceição Santos
Arcebispo da Igreja Católica
Arcebispo de Évora
Atividade eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Évora
Nomeação 24 de julho de 1920
Entrada solene 9 de fevereiro de 1921
Predecessor D. Augusto Eduardo Nunes
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 27 de maio de 1899
por D. António Mendes Bello
Nomeação episcopal 9 de dezembro de 1915
Ordenação episcopal 3 de maio de 1916
Lema episcopal Sub tuum præsidium
Nomeado arcebispo 26 de junho de 2018
Brasão arquiepiscopal
Coat of arms of Manuel Mendes da Conceição Santos.svg
Dados pessoais
Nascimento Pé de Cão, Olaia, Torres Novas
13 de dezembro de 1876 (143 anos)
Morte Évora
30 de março de 1955 (78 anos)
Nacionalidade português
dados em catholic-hierarchy.org
Arcebispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

D. Manuel Mendes da Conceição Santos GCCGCB (Pé de Cão, Olaia, Torres Novas, 13 de Dezembro de 1876 - Évora, Paço Arquiepiscopal, 30 de Março de 1955) foi um prelado português.

BiografiaEditar

Filho de Manuel Mendes e de Maria da Conceição Rodrigues Mendes.

Cedo despertou para a vida religiosa, vindo a ingressar no Seminário Patriarcal de Santarém. Foi, depois, enviado para Roma, onde se doutorou em Teologia, no Ateneu de Santo Apolinário. Recebeu a ordenação sacerdotal em 27 de Maio de 1899.

Foi professor no Seminário e no Liceu Nacional de Santarém, até que foi nomeado vice-reitor do Seminário da Guarda, de cuja Sé foi feito Cónego. Destacou-se, então, como ínsigne pastor, com alguma actividade na imprensa, durante os conturbados tempos da Primeira República Portuguesa.

A 9 de Dezembro de 1915 foi nomeado pelo Papa Bento XV Bispo de Portalegre, sendo ordenado em 3 de Março de 1916, na igreja do Carmo, em Torres Novas. Permaneceu em Portalegre durante cerca de quatro anos, até que, a 4 de Junho de 1920, foi nomeado Arcebispo Coadjutor de Évora (como Arcebispo Titular de Filipopólis), vindo a entrar na nova diocese, já na qualidade de Arcebispo Metropolitano, por morte do anterior prelado. Tomou posse da Arquidiocese de Évora a 11 de Fevereiro de 1920, iniciando um notável percurso de reconstrução da diocese, dando prioridade à formação do clero.

A 1 de Julho de 1933 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo e a 8 de Junho de 1949 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem de Benemerência.[1]

A sua Causa de Beatificação está em curso, tendo sido iniciada pelo Papa Paulo VI a 11 de Fevereiro de 1972, sendo já Servo de Deus.

Referências

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Manuel Mendes da Conceição Santos". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 3 de abril de 2016 
Precedido por
D. António Moutinho
 
Bispo de Portalegre

1915 - 1920
Sucedido por
D. Manuel Domingos
Maria Frutuoso
Precedido por
D. Augusto Eduardo Nunes
 
Arcebispo de Évora

1920 - 1955
Sucedido por
D. Manuel Trindade Salgueiro