Manuel Pinto de Morais Bacelar


Manuel Pinto de Morais Bacelar (Vilar de Ossos, 4 de Setembro de 1741Viseu, 1 de Maio de 1816), 1.º visconde de Montalegre, foi um nobre oficial general do Exército Português que se distinguiu na Guerra Peninsular.

Manuel Pinto de Morais Bacelar
Nascimento 4 de setembro de 1741
Vilar de Ossos, Portugal
Morte 1 de maio de 1816 (74 anos)
Viseu, Portugal
Ocupação Oficial general

Tendo começado a carreira militar como simples soldado voluntário alcançou o posto de tenente-general em 13[1] ou 15 de Setembro de 1809, depois de ter sido nomeado Governador das armas da Beira em 6 de Junho de 1809.[2]

Foi nomeado Comandante das Milícias da Beira, Trás-os-Montes e Douro, em Junho de 1810,[3] combatendo com grande sucesso contra as forças francesas que estavam sob o comando de André Masséna.

É um dos nomes, mencionado como herói de guerra, no Hymno Lusitano composto por João Domingos Bontempo.[4]

Dados genealógicosEditar

Filho de:

Casado com:

  • Joana Delfina van Zeller Teixeira de Andrade Pinto, filha de Pedro Francisco van Zeller e Maria Josefa Barbosa Teixeira de Andrade Pinto.

Teve:

  • Leonor Libória de Magalhães
  • Manuel António de Magalhães
  • Maria Inês Cândida Pinto Bacelar, 2ª viscondessa de Montalegre, casada com Luís Vaz Pereira Pinto Guedes.

Referências

Ligações externasEditar