Manuel Vilar

Manuel Vilar (Terroso, Póvoa de Varzim, 14 de Setembro de 1903Porto, 7 de Março de 1941) foi um cônego português.

Manuel Vilar
Nascimento 14 de setembro de 1903
Terroso
Morte 7 de março de 1941
Porto
Cidadania Portugal
Ocupação cônego

BiografiaEditar

Aos 26, anos era já prefeito de estudos no Seminário Menor bracarense e professor no Seminário Conciliar; aos 27, cónego da Sé Primaz; aos 33, reitor do Seminário Conciliar; e, aos 35, reitor do Pontifício Colégio Português, em Roma».

Uma das suas maiores glórias foi a reforma dos estudos no Seminário Conciliar, que garantiu à instituição alta qualificação científica.

A sua ida para Roma foi aproveitada por D. Bento Martins Júnior no sentido de ele ter a seu cargo as diligências com vista à consagração do mundo ao Imaculado Coração de Maria,[1] pedida em Balazar.[2] Mas a morte prematura não lhe permitiu ver satisfeito este anseio, por que empenhadamente se bateu.

Dentre os muitos elogios que se registam sobre o Monsenhor Manuel Vilar, sobressai o da Beata Alexandrina de Balazar, que lhe chamou «abismo de santidade e de sabedoria».

Referências

  1. «Consagracao do mundo». alexandrinabalasar.free.fr. Consultado em 8 de março de 2021 
  2. «Imaculado Coração de Maria - História». alexandrinabalasar.free.fr. Consultado em 8 de março de 2021 

Ligações externasEditar