María Ripoll

María Ripoll (Barcelona, 1964) é uma cineasta espanhola, ​​com formação internacional e oito longas-metragens em seu currículo.[1] O sucesso de seu filme It's Now or Never a colocou como a diretora de cinema de maior bilheteria da história da Espanha.[2]

María Ripoll
Ripoll em 2017
Nascimento 1964 (57 anos)
Barcelona, Espanha
Nacionalidade espanhola
Ocupação Diretora
Prêmios ver lista
Página oficial
mariaripoll.com

BiografiaEditar

María Ripoll nasceu em 1964 em Barcelona, na Espanha.[3] Ela estudou cinema em Los Angeles no American Film Institute (AFI),[4] onde filmou o curta-metragem Kill Me Later.

CarreiraEditar

Seu primeiro longa-metragem, The Man with Rain in His Shoes[5] estrelado por Lena Headey, Douglas Henshall e Penélope Cruz ganhou o Festival de Cinema de Montreal na categoria Melhor Roteiro, o Audience Award[6] e o Festival de Cinema Feminino de Seattle. Isso levou Ripoll a ser nomeada para o Goya Award de Melhor Diretor Estreante.[7]

Ela então dirigiu Tortilla Soup[8] em Los Angeles, estrelado por Hector Elizondo, Jacqueline Obradors, Raquel Welch e Elizabeth Peña. Produzido por Samuel Goldwyn Jr, foi um sucesso notável, quebrando estereótipos latino-americanos e recebendo nove indicações no ALMA Awards.[9] Ela então filmou um documentário em Nova Iorque, WITNESS: Cameras Against Violence, para o Canal Plus.[10][11]

De volta à Espanha, Ripoll filmou seu terceiro longa-metragem Utopia, que estreou em 2003. Em Barcelona, ​​ela dirigiu Your Life in 65, um filme baseado na peça de Albert Espinosa. Este filme foi convidado para vários festivais, incluindo o Festival de Cinema AFI de Los Angeles e o Festival Internacional de Cinema de Estocolmo e foi outro sucesso na Espanha.[12] Para a Televisión Española (TVE), ela dirigiu Fame, Everything for a Dream e depois passou a produzir e dirigir Chromosome 5,[13][14] um documentário para a TVE. Foi bem recebido na Espanha[15] e em todo o mundo, ganhando melhor filme no Festival de Cinema Bosifest-Belgrado, entre outros.[16][17]

Em 2014 ela dirigiu o drama indie Traces of Sandalwood[18] estrelado por Aina Clotet, um filme rodado em Mumbai e Barcelona em hindi, inglês e catalão. O filme ganhou o Gaudí Award de 2014 na categoria melhor filme[19] e o Prêmio do Público em Montreal[20] e Festival Cinequest.

O próximo filme dela, It's Now or Never, estreou em junho de 2015. Esta comédia romântica estrelada por Dani Rovira, Maria Valverde e Clara Lago foi um blockbuster de verão e transformou Ripoll na diretora de cinema espanhola de maior sucesso e maior bilheteria na história da Espanha.[21] O filme foi exibido nos festivais de Montreal, Toronto e Miami.[22]

Seu filme mais recente, a comédia romântica Don't Blame the Karma for Being an Idiot, estrelando Verónica Echegui e Álex García, foi baseado no livro com o mesmo nome. Ele estreou em novembro de 2016, alcançando o número 1 na Espanha durante sua segunda semana[23] e sendo exibido no Festival de Cinema de Miami em março de 2017.[24][25]

FilmografiaEditar

Prêmios e indicaçõesEditar

Ano Prêmio Categoria Resultado Trabalho
1993 Festival de Cinema de Oberhausen Venceu Kill Me Later
Festival de Cinema de Houston Panavision Grant Venceu
1998 Festival de Cinema de Montreal Melhor Roteiro Venceu The Man with Rain in His Shoes
Festival de Cinema de Sitges Gran Angular Award Venceu
1999 Festival de Cinema de Bogotá Bronze Precolumbian Circle Venceu
Indicado
2000 Goya Awards Melhor Diretor Estreante Indicado
2001 Alma Awards Melhor Diretor Indicado Tortilla Soup
Melhor Filme Indicado
Melhor Ator Coadjuvante Indicado
Melhor Atriz Indicado
Melhor Atriz Coadjuvante Venceu
Melhor Roteiro Indicado
2014 Gaudi Awards Melhor Filme Venceu Traces of Sandalwood
Montreal Awards Prêmio do Público Venceu
2016 Goya Awards Melhor Figurino Indicado Don't Blame the Karma for Being an Idiot

Referências

  1. Prieto, Carlos. «The Miracle of María Ripoll, the highest grossing female filmmaker in the history of our cinema». El Confidential. Consultado em 3 de março de 2017 
  2. Zurro, Javier. «Maria Ripoll, the most profitable female director in spanish film history». El Español. Consultado em 3 de março de 2017 
  3. «Biografía de Maria Ripoll - Personajes de cine». ABC. Consultado em 22 de abril de 2017 
  4. «Maria Ripoll Biography». ABC. Consultado em 6 de março de 2017 
  5. Holden, Steven. «Daydream Or a Chance, With Echoes Of Bunuel». New York Times. Consultado em 3 de março de 2017 
  6. Romero, Ana. «Warm welcome in Montreal for the film by María Ripoll». El PAIS. Consultado em 3 de março de 2017 
  7. «GOYA AWARDS 2000». Consultado em 27 de abril de 2017 
  8. Thomas, Kevin. «'Tortilla Soup' Adjusts a Recipe». Los Angeles Times. Consultado em 3 de março de 2017 
  9. «AlMA AWARDS NOMINATIONS AND WINNERS 2002» (PDF). Consultado em 27 de abril de 2017 
  10. «Social Documentary Series shown on Canal +». El Pais. 25 de setembro de 2002 
  11. SECUOYA. «Presentation of the different Episodes of Social Documentary Series "Valor Humano"» 
  12. «Film Critique». Fotogramas 
  13. «documentary». RTVE. Consultado em 27 de abril de 2017 
  14. «WEBDOC». RTVE. Consultado em 27 de abril de 2017 
  15. «film critique». Cine Maldito. Consultado em 27 de abril de 2017 
  16. «BEST PICTURE 2013». Bosifest - Belgrade 
  17. «Award List of Cromosome 5». Promofest. Consultado em 27 de abril de 2017 
  18. Scheib, Ronnie. «East meets West, art encounters science and Bollywood's Nandita Das confronts Spain's Aina Clotet in María Ripoll's sibling saga.». Variety. Consultado em 3 de março de 2017 
  19. «Best Film Traces of Sandalwood». RTVE. Consultado em 3 de março de 2017 
  20. «Public Awards for the most popular film of the Festival». Festival de Cinema de Montreal. Consultado em 3 de março de 2017. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  21. Prieto, Carlos. «The Miracle of María Ripoll, the highest grossing female filmmaker in the history of our cinema». El Confidential. Consultado em 3 de março de 2017 
  22. Zurro, Javier. «Maria Ripoll, the most profitable female director in Spanish film history». El Español. Consultado em 3 de março de 2017 
  23. Pereda, Olga. «Triumphal first weekend». El Periodico. Consultado em 3 de março de 2017 
  24. «screening schedule». Festival de Cinema de Miami. Consultado em 27 de abril de 2017 
  25. «Film Review and Sinopsis». Consultado em 27 de abril de 2017 

Leitura adicionalEditar

Ligações externasEditar