Abrir menu principal

Marcelo Nicácio

futebolista brasileiro

Predefinição:Manaus Futebol Clube

Marcelo Nicácio
Marcelo Nicácio.JPG
Informações pessoais
Nome completo Marcelo da Paixão Ramos Nicácio
Data de nasc. 5 de janeiro de 1983 (36 anos)
Local de nasc. Salvador (BA),  Brasil
Nacionalidade brasileira
Altura 1, 78 m[1]
Destro
Apelido Neguim, Timbaleiro, O Predestinado, Matador Tricolor,
Salvador do Ceará
Informações profissionais
Período em atividade 2003presente (14 anos)
Clube atual Esporte Clube Jacuipense
Número 9
Posição Atacante
Clubes de juventude
19992002 Brasil Bahia
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
20032006
2005
2006
20072010
2007
2008
2009
2010
20102011
2012
20122013
2013
2014
2015
2015
20152017
2016
2017
2017
2018
2018
Brasil Bahia
Grécia Skoda Xanthi (emp.)
Brasil Votoraty (emp.)
Brasil Atlético Mineiro
Brasil CRB (emp.)
Brasil América de Natal (emp.)
Brasil Fortaleza (emp.)
Brasil Figueirense (emp.)
Brasil Ceará
Bulgária Litex Lovech
Brasil Vitória
Brasil Paysandu
Arábia Saudita Al-Faisaly
Brasil Boavista-RJ
Brasil Boa Esporte
Brasil Boavista-RJ
Brasil CSA (emp.)
Brasil Icasa
Brasil Caucaia
Brasil Uniclinic
Brasil Manaus
0024 000(13)
0013 0000(8)
000? 000(11)
0011 0000(3)
0023 000(15)
0025 0000(7)
0045 000(34)
0010 0000(2)
0063 000(25)
0016 000(11)
0023 000(10)
0025 0000(8)
0021 0000(7)
0010 0000(3)
0005 0000(1)
0021 0000(5)
0010 0000(3)
0002 0000(1)

0013 0000(5)
Seleção nacional
2002
2003
Brasil Brasil Sub-20
Brasil Brasil
0005 0000(1)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 17 de março de 2018.

Medalhas
Jogos Pan-Americanos
Prata Jogos Pan-Americanos 2003

Marcelo da Paixão Ramos Nicácio,[1] mais conhecido como Marcelo Nicácio, ou simplesmente Nicácio (Salvador, 5 de janeiro de 1983), é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente joga pelo Esporte Clube Jacuipense.

CarreiraEditar

Revelado pelo Bahia, era apontado por muitas pessoas como o sucessor de Pelé, um dos grandes ídolos de Marcelo Nicácio, embora tenham estilos de joManaus Futebol Clubego diferentes. Marcelo "The João de Barro killer" Foi o artilheiro da Taça Estado da Bahia de 2003, com 10 gols, ano em que chegou ao estrelato. Foi apelidado de Neguim da musica pois quando pequeno tocava tambor na Fonte Nova na Torcida Fiel, uma das torcidas organizadas do baiense.

Passou por empréstimo pelo Skoda Xanthi, da Grécia e Votoraty Futebol Clube, do interior de São Paulo, até ser contratado em definitivo pelo CRB, de Alagoas, onde fez excelentes participações, que o fez ser contratado pelo Atlético Mineiro, em 2008, que buscava um grande atacante para suprir a carência no setor. Sem muito sucesso, foi emprestado ao América de Natal, onde jogou em 2008.

Em 2009, foi novamente emprestado, dessa vez ao Fortaleza, onde conquistou o título e a artilharia do Campeonato Cearense. Já na disputa da Série B do mesmo ano, apesar da equipe ter sido rebaixada, Nicácio foi artilheiro da competição, com 17 gols.

Após o empréstimo ao Fortaleza, Nicácio jogou em 2010 no Figueirense, novamente emprestado pelo Atlético Mineiro. Insatisfeito no clube catarinense, o jogador acertou sua transferência ao Ceará.

Acertou com o Litex Lovech, da Bulgária, onde ele jogará em 2012. Na sua estréia pelo Litex, Nicácio marcou 3 gols na vitória de 3x0 sobre o Vidima-Rakovski. [2] Em julho de 2012, com a falência do Litex Lovech, Marcelo Nicácio ficou disponível para negociar com qualquer clube.

Poucos dias depois, mais precisamente em 5 de julho, firmou contrato com o Vitória, inicialmente válido até maio de 2013.[3] No rubro-negro baiano, alternou bons e maus momentos. Em seu primeiro ano, ainda como reserva, fez parte do elenco que garantiu o retorno do clube à Série A após dois anos, marcando um gol no campeonato. No início de 2013, agora sob o comando do treinador Caio Júnior, assumiu a camisa 9 do rubro-negro baiano e foi o artilheiro da Copa do Nordeste, ainda nos primeiros meses do ano. Vinha em excelente fase, até que uma lesão muscular em abril o afastou por cerca de duas semanas.[4] Tal lesão afetou definitivamente sua permanência no Vitória, e Nicácio não retornou ao time titular após recuperar-se.

Em 30 de maio de 2013, após um longo destino incerto desde o início do ano, envolvendo Fortaleza e Paysandu, que disputavam a contratação do atacante, Marcelo Nicácio optou pela proposta do time paraense.[5] Em um jogo válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B de 2013 contra o Palmeiras, um vídeo flagrou o jogador falando para a torcida do Paysandu; "Vamos torcida de M.....!"[6]

Após ser dispensado do Paysandu, acertou com o Al-Faisaly, Arábia Saudita.

Para o estadual de 2016, foi contratado pelo Boavista-RJ. No dia 1 de junho de 2016, o CSA confirmou a sua contratação por empréstimo.[7]

Hoje, ele defende as cores do Esporte Clube Jacuipense.

Seleção BrasileiraEditar

Foi um atleta de destaque da Seleção Brasileira Sub-20, participando dos Jogos Pan-Americanos de 2003 e conquistando a medalha de prata na competição. Entretanto, teve uma discreta passagem pela Seleção principal.

TítulosEditar

Fortaleza
Ceará
Vitória

Campanhas de destaqueEditar

Seleção Brasileira

ArtilhariasEditar

Bahia
Votoraty
Fortaleza
Ceará
Vitória

Junto com Rodrigo Silva

CuriosidadesEditar

 
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.

Referências

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Marcelo Nicácio
   Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.