Abrir menu principal
Marcos Sabino
Informação geral
Nome completo Marcos Sabino Braga Ferreira
Nascimento 27 de janeiro de 1959 (60 anos)
Local de nascimento Niterói, Rio de Janeiro
Brasil
Gênero(s) MPB
pop rock
Ocupação(ões) músico
Instrumento(s) vocal
guitarra
violão
Período em atividade 1975 - atualmente
Gravadora(s) Som Livre
Polygram
RGE
Página oficial www.facebook.com/marcossabinocantor/

Marcos Sabino Braga Ferreira (Niterói, 27 de janeiro de 1959) é um cantor, instrumentista, compositor e produtor musical brasileiro.

CarreiraEditar

Ficou conhecido nacionalmente com o sucesso "Reluz", gravado em 1982 e que vendeu mais de um milhão de exemplares, ficando em primeiro lugar nas paradas do ano. Ao longo de sua carreira gravou dez discos.[1]

Toca e compõe desde criança. Ainda adolescente, integrou a banda de rock Os Inocentes. Em 1975 fez parte do grupo Antares, juntamente com Gote e Zé Henrique. Em 1978 integrou o grupo O Circo, ao lado de Fernando Bittencourt, Marcio Bahia, Humberto Resende, Simiana e Marise de Resende. Nesse mesmo ano, venceu o Festival de Miracema, interpretando a canção Esperança (Salu).

Marcos Sabino é parceiro de canção de nomes como Dalto, Erasmo Carlos, Paulo Sérgio Valle e Sérgio Caetano, dentre outros.

Compôs e interpretou trilhas sonoras para a Rede Globo, como De qualquer maneira (com Dalto), de Pão Pão, Beijo Beijo (1983); A dança das horas (Torcuato Mariano), de Ti-Ti-Ti (1985); Adoro (com Paulinho Lima e Dalto), de Bebê a Bordo (1988) e Uma história de amor (com Cacá Moraes), de História de Amor (1995).

Atualmente, Marcos Sabino apresenta o programa A Barca do Som, que vai ao ar toda terça-feira, às 22 horas na rádio 94 FM do Rio de Janeiro.

DiscografiaEditar

 
Marcos Sabino em 1985
 
Marcos Sabino ao vivo

ÁlbunsEditar

  • Reluz (1982)
  • Iluminar (1983)
  • Simples Situation (1985)
  • Romance e Prazer (1988)
  • Bicho Grilho (2001)
  • Marcos Sabino (2005)

SinglesEditar

  • Reluz/Remanso (1982)
  • Na Mira do Olhar/Jeito Doce ‎(1983)
  • Bolo De Coco/Nosso Adeus ‎(1984)
  • Simples Situation (1985)
  • Musa Tropical/Dança Das Horas ‎(1985)
  • No Tempo que A Gente Podia Namorar no Portão feat. Byafra (2018)

Referências

  1. Verbete no Dicionário Cravo Albin, página visitada em 24 de janeiro de 2013.

Ligações externasEditar