Abrir menu principal
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Maria Margarida Delgado Mercês de Mello (Luanda, 23 de Julho de 1953) é uma apresentadora portuguesa de televisão. Conhecida inicialmente por Margarida Andrade.

BiografiaEditar

Terceira de seis filhos e filhas de Francisco Constâncio Evâncio das Mercês de Mello (Goa, 22 de Abril de 1917 - Lisboa, 15 de Setembro de 1985), Goês, e de sua mulher (Lisboa, São Mamede, 9 de Outubro de 1948) Ema Martiniano Delgado (Faro, 8 de Junho de 1918 - Lisboa, 6 de Abril de 2011).

Em 1970 ingressa na Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa. Conclui a licenciatura em Germânicas no ano de 1975. Durante três anos foi professora de Liceu que abandona quando entra para a RTP. Entretanto, em 1973, casou com Manuel José Rolando da Fonseca Pereira de Andrade (Luanda, 12 de Junho de 1953 - Lisboa) do qual se divorciou.

Entrou para a televisão, em Outubro de 1978, com outros nomes conhecidos como Manuela Moura Guedes, Helena Ramos, Isabel Bahia, Fátima Medina e Fernanda Bizarro. Começou por usar o nome Margarida Andrade. Tal como os seus colegas começou por ser locutora de continuidade [1].

Em 1979 apresenta o programa "Top Sábado" em conjunto com David Ferreira. Trabalha também com Júlio Isidro na Rádio Comercial em programas como "Grafonola Ideal" e "Febre de Sábado de Manhã". Casa-se com David Ferreira em 1983.

Na RTP apresenta os programas "Ela por Elas" (1982 e 1983) e "Maria, Maria, Maria" (1983 e 1984) onde colaboraram Maria João Avilez e Teresa Sousa. Com Eládio Climaco apresenta o Festival RTP Canção de 1985.

Em colaboração com João David Nunes apresenta na Rádio Comercial o programa "Escola do Paraíso" da autoria de Miguel Esteves Cardoso. Apresenta também programas de rádio na Rádio Renascença e na Rádio Geste.

Entre 1989 e 1991 colabora com a revista Marie Claire. Em 1992 é uma das apresentadoras do programa "O Chá das Cinco" da RTP. Com António Sala volta a apresentar o Festival RTP da Canção desta vez em 1993 [2].

A partir de Outubro de 1995 apresenta o programa "Os Dias Úteis" do Canal 1. É o programa que lhe deu mais prazer como revelou em 2015 à revista Caras.

Para a Universidade Aberta apresenta a série de programas "Planeamento Familiar - Saber Nunca é Demais" (1998).[3] Apresenta também o programa "Jet7", em 1999.

Continua a fazer locução de vários programas e [4]apresenta na RTP1 o concurso juvenil "SMS (Ser Mais Sabedor)" em 2003 [5].

De 2004 a 2006 apresenta na 2: o espaço de debate "Tudo em Família"[6].

Apresenta programas especiais como "Terço Vivo" (Jamor, 2003), Gala da Bíblia Manuscrita (2004), Cerimónia dos 50 Anos da RTP (2007) e Gala da Cimeira UE-África (2007).

Na RTP África apresentou programas como "Iniciativa Africana" e "Negócios em África". Em 2008 apresenta o programa "Conversas ao Domingo".

A partir de Maio de 2012 colabora, com o Professor Carlos Amaral Dias, no programa de rádio "Janela Discreta" [7], na Antena 1, que marca o seu regresso à rádio.

Colabora num dos textos, dedicado a Hugo Ribeiro, da reedição do disco "Com Que Voz" de Amália.

É autora do documentário "Azul Alvim" que em 2014 foi premiado no FESTin.

Divorciada de David Ferreira, desde 2011, tem 4 filhos desse casamento (Maria Teresa, Margarida, David e Tomás) e dois netos (Vicente e Teresa) a que juntou um terceiro em Março de 2015. É também mãe de Joana e Manuel Andrade, do seu primeiro casamento, com Manuel Andrade.[8]

Continua a fazer locução de programas e em 2017 terminou a realização do documentário "A Casa Da Mensagem".

Referências

Ligações ExternasEditar