Margarida Ward

Santa Margarida Ward (c. 1550 - 30 de agosto de 1588), em inglês, Margaret Ward, a "pérola de Tyburn", foi uma mártir católica inglesa que foi executada durante o reinado de Elizabeth I por ajudar um padre a escapar da prisão e se recusar a converter ao anglicanismo. Ela foi beatificada em 1929 e canonizada em 1970, como uma dos Quarenta Mártires da Inglaterra e País de Gales.

Santa Margarida Ward
Imagem de Santa Margarida Ward na igreja de Santa Eteldreda em Londres
Mártir
Nascimento Congleton, Cheshire, Inglaterra 
1550
Morte Tyburn, Londres, Inglaterra 
30 de Agosto de 1588
Veneração por Igreja Católica
Beatificação 1929
por Papa Pio XI
Canonização 25 de outubro de 1970
por Papa Paulo VI
Gloriole.svg Portal dos Santos

VidaEditar

Margarida Ward nasceu em Congleton, Cheshire por volta de 1550. [1] Ela estava morando em Londres a serviço de uma senhora de "primeira linha" quando soube dos graves maus-tratos de Richard Watson, um padre confinado na prisão de Bridewell [2], e obteve permissão para visitá-lo. Foi completamente revistada antes e depois das primeiras visitas, mas aos poucos as autoridades se tornaram menos cautelosas e ela conseguiu contrabandear uma corda para a prisão. Padre Watson escapou, mas se machucou ao fazê-lo e deixou a corda pendurada na janela. O barqueiro que Margarida contratou para conduzi-lo rio abaixo se recusou a cumprir a barganha. Angustiada, Margarida confidenciou a tarefa a outro barqueiro, o Beato John Roche, que, compadecendo-se com a situação. comprometeu-se a ajudá-la. Ele providenciou um barco e trocou roupas com o padre, que conseguiu escapar, mas em seu lugar Roche acabou sendo capturado e preso. Margarida, tendo sido a única visitante do padre também foi presa. [3]

 
Um dos ícones de Santa Margarida Ward, onde ela é muitas vezes representada segurando uma corda.

MorteEditar

Margarida foi mantida a ferros por oito dias, foi interrogada sob tortura, pendurada pelas mãos e açoitada, mas se recusou terminantemente a revelar o paradeiro do padre. No julgamento, ela admitiu ter ajudado o sacerdote a fugir. O Padre Watson escapou e Margarida se alegrou por "ter libertado um cordeiro inocente das mãos daqueles lobos sangrentos". Foi-lhe oferecido perdão se comparecesse a um culto protestante (anglicano), mas ela se recusou fortemente.[2][3]

"Foi açoitada e suspensa pelos punhos, e só tocou o solo com as pontas dos dedos de seus pés durante tanto tempo, que ficou aleijada e paralisada, porém estes sofrimentos reforçaram em grande medida a gloriosa mártir em sua luta final" relata São Robert Southwell em uma de suas cartas ao Padre Acquaviva[4]

Ela foi enforcada em Tyburn em 30 de agosto de 1588, junto com o Padre Richard Leigh, o barqueiro John Roche, Edward Shelley, Richard Martin e Richard Lloyd, o primeiro por ser padre e os demais por terem ajudado padres a se esconder ou escapar.[5][6]

VeneraçãoEditar

Margarida Ward foi beatificada em 15 de dezembro de 1929 pelo papa Pio XI e canonizada pelo Papa Paulo VI em 25 de outubro de 1970, como uma dos Quarenta Mártires da Inglaterra e País de Gales [7][8]. Segundo o Martirológio Romano, sua festa é celebrada na data de sua morte, 30 de agosto, compartilhando o dia com as outras santas mártires inglesas, Santa Margarida Clitherow e Santa Anne Line [6]. No entanto, sua festa também pode ser celebrada junto dos Quarenta Mártires, no dia 4 de maio na Inglaterra, ou 25 de outubro no País de Gales.

Existem algumas escolas com o seu nome, incluindo a "Saint Margaret Ward Catholic Academy" em Chell, Staffordshire.[9]

 
Imagem pintada dos Quarenta Mártires da Inglaterra e Gales, onde a bem-aventurada Margarida é representada segurando a corda (primeira da direita para a esquerda).

Referências

  1. Borrelli, Antonio. "Santa Margherita Ward", Santi e Beati, 12 April 2003
  2. a b "St. Margaret Ward", Diocese of Shrewsbury
  3. a b Burton, Edwin. "St. Margaret Ward." The Catholic Encyclopedia Vol. 15. New York: Robert Appleton Company, 1912. 29 May 2016
  4. Hall, Arnold B. (novembro de 1912). «Corporations and the State. By Theodore E. Burton. (New York: D. Appleton and Company, 1911. Pp. xvi, 248.)». American Political Science Review (4): 629–630. ISSN 0003-0554. doi:10.2307/1944661. Consultado em 31 de agosto de 2020 
  5. Martin, Patrick H. Elizabethan espionage : plotters and spies in the struggle between Catholicism and the crown. [S.l.: s.n.] ISBN 9781476623597. OCLC 949258284 
  6. a b Martirologio, Vatican, 2005
  7. "Saint Margaret Ward: Firm in the Faith", Dioceses of Westminster
  8. Kelly-Gangiand, Carol. 365 Days with the Saints, Wellfleet Press, 2015 ISBN 9781627889636
  9. «St Margaret Ward Catholic Academy |» (em inglês). Consultado em 6 de junho de 2021 

Ligações externasEditar

https://stmargaretward.co.uk/