Maria Anunciata de Bourbon-Duas Sicílias

Maria Anunciata de Bourbon-Duas Sicílias (em italiano: Maria Annunziata Isabella Filomena Sebasia; Caserta, 24 de março de 1843 - Viena, 4 de maio de 1871), foi princesa real das Duas Sicílias e arquiduquesa da Áustria pelo casamento. Foi mãe do arquiduque Francisco Ferdinando cujo assassinato levou ao inicio da Primeira Guerra Mundial.

Maria Anunciata
Princesa Real das Duas Sicílias
Arquiduquesa da Áustria
Maria Anunciata de Bourbon-Duas Sicílias
Retrato por Ludwig Angerer, 1865
Nascimento 24 de março de 1843
  Palácio Real de Caserta, Caserta, Duas Sicílias
Morte 4 de maio de 1871 (28 anos)
  Viena, Áustria-Hungria
Sepultado em Cripta Imperial de Viena, Viena, Áustria
Nome completo  
Maria Anunciata Isabel Filomena Sebásia de Bourbon-Duas Sicílias
Cônjuge Carlos Luís da Áustria
Descendência Francisco Fernando
Oto Francisco
Fernando Carlos
Margarida Sofia
Casa Bourbon-Duas Sicílias (por nascimento)
Habsburgo-Lorena (por casamento)
Pai Fernando II das Duas Sicílias
Mãe Maria Teresa Isabel da Áustria
Religião Catolicismo

Biografía

editar

Família

editar

Quarta filha do rei Fernando II das Duas Sicílias e de sua segunda esposa, a arquiduquesa Maria Teresa Isabel da Áustria, Maria Anunciata era chamada carinhosamente de Ciolla por seu pai. Seus avós paternos foram o rei Francisco I das Duas Sicílias e Maria Isabel de Bourbon, infanta de Espanha; enquanto seus avós maternos foram o arquiduque Carlos de Áustria-Teschen (herói austríaco, vencedor da Batalha de Aspern-Essling) e a princesa Henriqueta de Nassau-Weilburg. À semelhança de suas irmãs, Maria Anunciata herdou o temperamento tímido e reservado da mãe, sempre reclusa e avessa às festas e cerimônias da corte (contrastando com seu marido e filhos varões, de temperamento alegre e festivo).

Exílio

editar

Com o avanço da Expedição dos Mil de Giuseppe Garibaldi sobre a Sicília e a Calábria, a família real das Duas Sicílias se refugia em Gaeta, onde as tropas fiéis a Francisco II combatem ferozmente por três meses. Em 13 de fevereiro de 1861 o exército finalmente capitula, obrigando o rei e sua família a exilar-se em Roma. Sob a proteção do Papa Pio IX, a realeza destronada ocupa inicialmente o Palácio do Quirinal e, em seguida, o Palácio Farnese.

Casamento e filhos

editar
 
Maria Anunciata das Duas Sicílias e arquiduque Carlos Luís da Áustria

Maria Anunciata permaneceu pouco mais de um ano com sua família em Roma, pois as negociações para seu casamento com o arquiduque Carlos Luís da Áustria, filho do arquiduque Francisco Carlos e da princesa Sofia da Baviera, já estavam bastante adiantadas. A cerimônia ocorreu em Veneza, em 21 de outubro de 1862. O casal teve quatro filhos:

 
Maria Anunciata e seu filho, o arquiduque Francisco Fernando

Maria Anunciata morreu de tuberculose, em 4 de maio de 1871, em Viena. Tinha apenas 28 anos. Seu corpo foi sepultado na Cripta Imperial de Viena.

Referências

editar
  • Weissensteiner, F. Franz Ferdinand - Der verhinderte Herrscher. Öst.Bundesverlag, 1983
  • Petacco, A . La regina del sud. Milano, Mondadori, 1992. ISBN 88-04-43391-4

Ver também

editar
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Maria Anunciata de Bourbon-Duas Sicílias