Abrir menu principal

Maria Isabel de Bragança, Rainha de Espanha

A Rainha Portuguesa que Fundou o Museu do Prado em Madrid
Maria Isabel
Retrato por Vicente López Portaña, c. 1816
Rainha Consorte da Espanha
Reinado 29 de setembro de 1816
a 26 de dezembro de 1818
Predecessora Júlia Clary
Sucessora Maria Josefa da Saxônia
 
Marido Fernando VII da Espanha
Casa Bragança (por nascimento)
Bourbon (por casamento)
Nome completo
Maria Isabel Francisca de Assis Antónia Carlota Joana Josefa Xaviera de Paula Micaela Rafaela Isabel Gonzaga
Nascimento 19 de maio de 1797
  Palácio Real de Queluz, Queluz, Portugal
Morte 26 de dezembro de 1818 (21 anos)
  Palácio Real de Aranjuez, Aranjuez, Espanha
Enterro Mosteiro e Sítio do Escorial, San Lorenzo de El Escorial, Espanha
Pai João VI de Portugal
Mãe Carlota Joaquina da Espanha
Religião Catolicismo

Maria Isabel Francisca de Assis Antónia Carlota Joana Josefa Xaviera de Paula Micaela Rafaela Isabel Gonzaga de Bragança e Bourbon (Queluz, 19 de maio de 1797Aranjuez, 26 de dezembro de 1818) foi a terceira filha, segunda menina, do rei João VI de Portugal e da infanta Carlota Joaquina da Espanha, era irmã mais velha do futuro imperador dom Pedro I do Brasil. Casou-se com o rei Fernando VII da Espanha, que era seu tio além de seu marido. Morreu após lhe retalharem o ventre numa cesariana desastrosa.

BiografiaEditar

Maria Isabel nasceu em 19 de maio de 1797 no Palácio Real de Queluz, Portugal. Ela foi nomeada em homenagem à sua avó Maria e a sua bisavó Luísa Isabel da França e seu nome completo era Maria Isabel Francisca de Assis Antónia Carlota Joana Josefa Xaviera de Paula Micaela Rafaela Isabel Gonzaga. Desde seu nascimento recebeu o prefixo honorífico de "Dona".

Seu pai era o então D. João, Príncipe do Brasil, com Dona Maria Isabel sendo assim membro da Casa de Bragança. Seus avós eram a rainha D. Maria I e o rei D. Pedro III de Portugal, que eram sobrinha e tio além de marido e mulher (assim como ela e o marido Fernando VII). Sua mãe era Carlota Joaquina de Boubon, infanta da Espanha e filha do rei Carlos IV da Espanha e de sua esposa Maria Luísa de Parma.

No final de novembro de 1807, quando Maria Isabel tinha apenas dez anos de idade, o exército francês do imperador Napoleão Bonaparte invadiu Portugal e toda a família real portuguesa fugiu de Lisboa. A corte atravessou o oceano Atlântico até chegar em março do ano seguinte à cidade do Rio de Janeiro, então capital do Brasil, a maior e mais rica colônia de Portugal.

Seu casamento com Fernando VII, celebrado no dia 29 de Setembro de 1816, em Madrid, tinha como objetivo reforçar as relações entre Espanha e Portugal. Por este mesmo motivo, também ocorreu o matrimónio entre o infante Carlos de Bourbon, irmão de Fernando, com a infanta Dona Maria Francisca.

D. Maria Isabel de Bragança e seu tio Fernando VII tiveram duas filhas. Logo após a morte de sua primogênita, ela engravidou, mas o parto foi difícil. O bebê estava na culatra e os médicos logo descobriram que a criança havia morrido. Maria Isabel parou de respirar logo depois e os médicos pensaram que ela estava morta; Quando eles começaram a cortá-la para extrair o feto morto, ela de repente gritou de dor e caiu em sua cama, sangrando pesadamente.

Ainda hoje esta rainha dos espanhóis é recordada como "a rainha que morreu duas vezes"[1]. Seu corpo está sepultado no mosteiro do Escorial, nos arredores da capital espanhola.

LegadoEditar

Maria Isabel destacou-se por sua cultura e afeição pela arte. Foi dela que partiu a iniciativa de reunir obras de arte dos monarcas espanhóis para criar um museu real, o futuro Museu do Prado, inaugurado em 19 de Novembro de 1819, um ano após sua morte[2].

Títulos, estilos e honrasEditar

Estilo de tratamento de
Maria Isabel de Bragança
 

Brasão de armas de Maria Isabel

Estilo Sua Majestade
Tratamento direto {{{directo}}}
Estilo alternativo Sua Majestade Católica

Títulos e estilosEditar

  • 19 de maio de 1797 – 29 de setembro de 1816: Sua Alteza Real, a Infanta Maria Isabel de Portugal
  • 26 de setembro de 1816 – 26 de dezembro de 1818: Sua Majestade, a Rainha

HonrasEditar

DescendênciaEditar

Nome Nascimento Morte Notas
Maria Luísa Isabel da Espanha 21 de agosto de 1817 9 de janeiro de 1818 Morreu na infância.
Maria Luísa Isabel da Espanha 26 de dezembro de 1818 Natimorta

AscendênciaEditar

Referências

  1. (Rezzutti, 2016)
  2. «Museu do Prado, A Relíquia». Consultado em 1 de setembro de 2008. Arquivado do original em 24 de março de 2009 
  3. a b Sauer, Arthur (1889). Almanak Administrativo, Mercantil e Industrial (Almanaque Laemmert). Rio de Janeiro: Laemmert & C. p. 42 


Maria Isabel de Bragança
Casa de Bragança
Ramo da Casa de Avis
19 de maio de 1797 – 26 de dezembro de 1818
Precedida por
Júlia Clary
 
Rainha Consorte da Espanha
29 de setembro de 1816 – 26 de dezembro de 1818
Sucedida por
Maria Josefa da Saxônia


 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Maria Isabel de Bragança, Rainha de Espanha