Maria João Mira (Lisboa, 18 de Setembro de 1959) é uma argumentista portuguesa. Contando com uma carreira de mais de vinte anos, é conhecida como a autora de diversas telenovelas da TVI[1][2][3] como, Sonhos Traídos (2002) ou Fala-me de Amor (2006). Em 2007, assina a telenovela Ilha dos Amores, centrada no arquipélago dos Açores e com a 2ª estreia mais vista do canal[4], tendo em 2008 sido eleita pelo público como a melhor telenovela da estação, na Gala de Ficção Nacional. Seguiram-se Flor do Mar em 2008, e Anjo Meu[5] em 2012, a primeira telenovela de época da TVI. Em 2012, escreve Doida por Ti para o horário das 19h, sendo uma das suas telenovelas com piores audiências, apenas ultrapassada por Prisioneira.[6][7] Em 2015, após 3 anos sem exercer, volta à TVI com o seu filho André Ramalho, para escrever a superprodução A Única Mulher, gravada entre Portugal e Angola. Em 2017, escreve a novela A Herdeira, uma novela que, pela primeira vez, aborda os costumes e etnias ciganas, com gravações em Viana do Castelo, México e Galiza. É reconhecida como uma das grandes pioneiras na consolidação da ficção portuguesa.

Maria João Mira
Nascimento 18 de setembro de 1959
Lisboa
Cidadania Portugal
Ocupação escritora, roteirista

Carreira editar

Com o pseudónimo Cristina Aguiar:

Como Maria João Mira:

Referências

  1. «Maria João Mira prepara «Lua de Papel»». Quinto Canal. Consultado em 10 de outubro de 2013 
  2. «Helena LaureanvolTVI». Diário de Notícias. Consultado em 10 de outubro de 2013 
  3. «TVI analisa sinopses para nova novela». Quinto Canal. Consultado em 10 de outubro de 2013 
  4. «Estreia de 'Ilha dos Amores' foi a segunda mais vista de sempre». Consultado em 24 de maio de 2015. Arquivado do original em 25 de maio de 2015 
  5. «Elenco jovem e divertido domina novela». Correio da Manhã. Consultado em 10 de outubro de 2013. Arquivado do original em 10 de agosto de 2014 
  6. ««Doida Por Ti»: Quem é quem na nova novela da TVI?». SAPO. Consultado em 10 de outubro de 2013. Arquivado do original em 10 de agosto de 2014 
  7. «Heróis, humor e romance juntos em 'Doida por Ti'». Correio da Manhã. Consultado em 10 de outubro de 2013. Arquivado do original em 29 de outubro de 2012