Abrir menu principal

Maria Luísa da Espanha

Maria Luísa
Infanta da Espanha
Retrato por Anton Raphael Mengs, 1770
Imperatriz Consorte do Sacro Império Romano-Germânico
Reinado 30 de setembro de 1790
a 1 de março de 1792
Predecessora Maria Josefa da Baviera
Sucessora Maria Teresa das Duas Sicílias
Arquiduquesa Consorte da Áustria,
Rainha Consorte da Hungria e Boêmia
Reinado 20 de fevereiro de 1790
a 1 de março de 1792
Predecessora Isabel Cristina de Brunsvique-Volfembutel
Sucessora Maria Teresa das Duas Sicílias
Grã-Duquesa Consorte da Toscana
Reinado 18 de agosto de 1765
a 22 de julho de 1790
Predecessora Maria Teresa da Áustria
Sucessora Luísa das Duas Sicílias
 
Marido Leopoldo II do Sacro Império Romano-Germânico
Descendência Maria Teresa da Áustria
Francisco I da Áustria
Fernando III, Grão-Duque da Toscana
Maria Ana da Áustria
Carlos, Duque de Teschen
Alexandre Leopoldo da Áustria
José, Palatino da Hungria
Maria Clementina da Áustria
Antônio Vítor da Áustria
Maria Amália da Áustria
João da Áustria
Ricardo José da Áustria
Luís da Áustria
Rodolfo, Arcebispo de Olomouc
Casa Bourbon (nascimento)
Habsburgo-Lorena (casamento)
Nascimento 24 de novembro de 1745
  Palácio Real de Portici, Portici, Nápoles
Morte 15 de maio de 1792 (46 anos)
  Palácio Imperial de Hofburg, Viena, Áustria, Sacro Império Romano-Germânico
Enterro Cripta Imperial, Viena, Áustria
Pai Carlos III da Espanha
Mãe Maria Amália da Saxônia
Religião Catolicismo

Maria Luísa da Espanha (Portici, 24 de novembro de 174515 de maio de 1792), foi Imperatriz Romano-Germânica, Rainha da Germânia, Rainha da Hungria e Boêmia e Grã-Duquesa da Toscana como consorte do imperador Leopoldo II do Sacro Império Romano-Germânico.[1] Era filha do rei Carlos III da Espanha e Maria Amália da Saxônia.

Em 1790, em ocasião da morte do imperador José II do Sacro Império Romano-Germânico, o irmão sem filhos de Pedro Leopoldo, o marido de Maria Luísa herdou as terras dos Habsburgos na Europa Central e logo foi eleito Imperador do Sacro Império Romano-Germânico. Tomando o nome de Leopoldo II do Sacro Império Romano-Germânico, o novo Imperador mudou-se com sua família para Viena, onde Maria Luisa assumiu o papel de consorte imperial. Leopoldo morreu apenas dois anos depois, em 1 de março de 1792. Maria Luisa morreu em menos de três meses após o marido, não vivendo o suficiente para ver seu filho mais velho, Francisco, subir ao trono.

DescendênciaEditar

De seu matrimônio com Leopoldo II, Sacro Imperador Romano-Germânico (1747), tiveram 16 filhos, dos quais 14 nasceram vivos e chegaram à vida adulta.

AncestraisEditar


 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Maria Luísa da Espanha


Maria Luísa da Espanha
Casa de Bourbon
Ramo da Casa de Capeto
24 de novembro de 1745 – 15 de maio de 1792
Precedida por
Maria Teresa da Áustria
 
Grã-Duquesa Consorte da Toscana
1765 - 1790
Sucedida por
Luísa das Duas Sicílias
Precedida por
Maria Josefa da Baviera
 
Imperatriz Consorte Romano-Germânica e Arquiduquesa Consorte da Áustria,
Rainha Consorte da Hungria e Boêmia

1790 - 1792
Sucedida por
Maria Teresa das Duas Sicílias


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.