Abrir menu principal

Maria Paleóloga de Monferrato

Maria Paleóloga
Princesa de Monferrato
Reinado 1533 - 1540
Casa Casa Soberana de Monferrato
Dinastia Paleólogos
Nascimento 19 de setembro de 1508
  Casale, Flag of Montferrat.svg Marca de Monferrato
Morte 15 de setembro de 1530 (21 anos)
  Casale, Flag of Montferrat.svg Marca de Monferrato
Filho(s) sem geração
Pai Guilherme IX de Monferrato
Mãe Ana de Alençon

Maria Paleóloga, (Casale Monferrato, 19 de setembro de 1508 – Casale, 15 de setembro de 1530), foi uma nobre italiana, membro dos Paleólogo, família que desde 1306 governou a Marca de Monferrato. Era a primogénita do marquês Guilherme IX de Monferrato e de Ana de Alençon.

BiografiaEditar

Já em 1515 seu pai negociara o seu casamento com Frederico Gonzaga, herdeiro de Mântua. Em 15 de abril de 1517 o matrimónio foi efetivamente celebrado em Casale[1] mas, dado que a noiva tinha apenas 9 anos de idade, só seria consumado quando Maria atingisse os dezasseis anos, ficando, até lá, a residir com os pais.

Em 1519, Guilherme IX morre, sucedendo-lhe o jovem Bonifácio IV de Monferrato, ainda menor, irmão mais novo de Maria, sendo a regência assegurada pela mãe. Dada a instabilidade vivida pelo conflito militar que opunha a França e o Império, o Monferrato teve que pagar elevadas somas a ambas as partes para evitar invasões e saques das tropas estrangeiras. Entretanto, Frederico enamorara-se de Isabella Boschetti que até lhe dera um filho natural (Alexandre) e dada as mudanças dos interesses políticos dos Gonzaga, Frederico desinteressou-se do casamento. Com a cumplicidade de sua mãe Isabella d'Este, acusou a jovem noiva da tentativa de assassinato da sua amante. O Papa Clemente VII acabou por aceder ao pedido de Frederico, decretando a anulação do casamento. [2].

O imperador Carlos V chega a propôr a Frederico II o casamento com sua sobrinha Júlia de Aragão, filha do rei de Nápoles, mas a súbita morte de Bonifácio IV, em 6 de junho de 1530 devido à queda dum cavalo, faz com que Frederico reacenda o seu interesse pelo casamento com Maria que se tornara herdeira do Monferrato.

Maria morre também inesperadamente em 1530 e a tão esperada união entre os Gonzaga e os Paleólogo acaba por se concretizar quando Frederico se consorcia com Margarida, irmã mais nova da sua anterior noiva.

AscendênciaEditar


Ligações externasEditar

NotasEditar

  1. Marchesi Monferrato: Layout
  2. «Frederico II». Consultado em 12 de março de 2015. Arquivado do original em 1 de maio de 2007 

Referências