Mariano Deidda

músico italiano

Mariano Deidda (Iglesias, 19 de junho de 1961) é um cantor, músico e cantautor italiano.

Mariano Deidda
O cantautor italiano Mariano Deidda
Informação geral
Nascimento 19 de junho de 1961 (61 anos)
Local de nascimento Iglesias
 Itália
Instrumento(s) Vocal
Gravadora(s) Valentim de Carvalho
Página oficial http://www.marianodeidda.com/

Tendo dedicado grande parte da sua obra a cantar os versos de Fernando Pessoa, Mariano Deidda publicou discos em Itália e em Portugal, país onde tem costumado atuar, inclusivamente em importantes palcos, eventos e teatros como, entre outros, a Exposição Mundial de 1998,[1] o Teatro Nacional D. Maria II,[2] o Teatro São Luiz de Lisboa[3][4] e o Centro Cultural de Belém.[5] No contexto do seu projeto musical pessoano, colaborou com músicos e cantores portugueses, lusófonos e internacionais, como, entre outros, o fadista português Camané,[6] a cantora portuguesa Mafalda Arnauth,[7] a cantora cabo-verdiana Celina Pereira,[8][9] o cantor brasileiro Carlos Careqa[10] e o baixista jazz checo Miroslav Vitous.[11]

Discos dedicados a PessoaEditar

São cinco os discos que Mariano Deidda dedicou a musicar e cantar os versos de Fernando Pessoa: Deidda interpreta Pessoa (2001), Nel mio spazio interiore (2003), L'incapacità di pensare (2005), Mensagem (2013), Pessoa sulla strada del jazz (2016) e Faust - Fernando Pessoa (2022). Todos estes discos têm como letras os poemas e as prosas de Fernando Pessoa, nas traduções italianas, particularmente as versões realizadas pelo escritor e académico Antonio Tabucchi.[12]

O disco Mensagem é dedicado ao homónimo livro de Fernando Pessoa, publicado em 1934.[13] Este disco foi apresentado no contexto do Congresso Internacional Fernando Pessoa de 2013, realizado no Teatro Aberto de Lisboa e organizado pela Casa Fernando Pessoa,[14] centro cultural oficial dedicado ao poeta português, naquela altura dirigido pela escritora Inês Pedrosa.[15]

Os discos Deidda interpreta Pessoa (2001), Pessoa sulla strada del jazz (2016) e Faust - Fernando Pessoa (2022), foram publicados diretamente em Portugal, respetivamente pelas editoras portuguesas Lusogram (apenas o primeiro) e Valentim de Carvalho.[16][17] Os outros três discos foram publicados em Itália, mas distribuídos em Portugal. Estes trabalhos tiveram repercussão neste país, quer na imprensa,[1][12][18][19] quer na televisão[20][21][22] e na net,[23] quer ainda na agenda musical portuguesa, graças aos vários concertos[2][3][5][19][24] e projetos que Mariano Deidda realizou em Portugal, inclusivamente sob o patrocínio de prestigiosas instituições culturais como, entre outras, o Grémio Literário de Lisboa[25] e a referida Casa Fernando Pessoa.[1][3]

No álbum Faust - Fernando Pessoa, que põe em música os textos da obra inacabada e fragmentária Fausto, de Pessoa, participa o coro do Teatro Nacional de São Carlos de Lisboa.[6]

Mencionado na comunicação social lusófona enquanto «grande divulgador da obra de Fernando Pessoa»,[26] Mariano Deidda foi referido várias vezes com a designação de «cantapoeta»[27][28] pela imprensa italiana, devido à sua específica proposta musical, que procura a síntese entre literatura e música jazz. Existem, além disso, canções de Deidda cuja letra é inteiramente dele, como é o caso do tema «Io ti regalo un fiore»,[29] presente no disco dedicado a Mensagem.

Em Itália, os trabalhos de Mariano Deidda sobre Pessoa suscitaram significativo interesse a nível nacional e mediático,[27][28][30][31][32] tendo ele ganho prémios literários e artísticos, entre os quais o Prémio Maria Carta.[33][34]

Ainda a nível internacional, o projeto musical de Deidda sobre Pessoa foi apresentado em 2006 no contexto da UNESCO, nomeadamente num concerto do cantor decorrido em Beirute, no Líbano, no Festival du poème chanté.[35][13]

Discos dedicados a outros escritoresEditar

Para além do projeto plurianual sobre Pessoa, Mariano Deidda realizou outros discos, em que canta os versos de outros escritores, nomeadamente do escritor italiano Cesare Pavese e da escritora sarda Grazia Deledda, laureada com o Nobel de Literatura em 1926.

Estes discos também foram apresentados ou publicados em Portugal: o disco sobre Pavese foi apresentado na Casa Fernando Pessoa[36] e no Grémio Literário de Lisboa;[37] a segunda edição de Deidda canta Deledda foi publicada em Portugal em 2020, na ocasião da tradução portuguesa do romance Cinzas de Grazia Deledda, pela editora Sibila.[38]

Outros projetos e destaquesEditar

Em 2015, Mariano Deidda impulsionou a inauguração de um jardim dedicado a Fernando Pessoa, em Itália, na cidade de Chivasso.[39] Tal acontecimento foi comentado e elogiado pela escritora portuguesa Alice Vieira.[40]

Em 2017, Mariano Deidda é uma das personagens do romance A Viagem à Sicília de Alberto Caeiro, obra publicada em Portugal pelo escritor italiano Accursio Soldano,[41] que nesta ficção literária narra uma viagem imaginária de Alberto Caeiro, heterónimo de Fernando Pessoa, pelas terras da Sicília, ilha italiana.

No mesmo ano, a revista filosófica e cultural Nova Águia, ligada ao Movimento Internacional Lusófono, publica um artigo-entrevista intitulado «O pensamento e a música de Mariano Deidda», da autoria de António José Borges.[42]

DiscografiaEditar

  • 1998 - L'era dei replicanti
  • 2001 - Deidda interpreta Pessoa (ed. Lusogram)
  • 2003 - Deidda interpreta Pessoa - Nel mio spazio interiore
  • 2005 - Mariano Deidda interpreta Pessoa - L'incapacità di pensare
  • 2007 - Mariano Deidda canta Grazia Deledda - Rosso Rembrandt
  • 2011 - Deidda canta Pavese - Un paese ci vuole
  • 2013 - Mariano Deidda canta Pessoa - Mensagem
  • 2016 - Mariano Deidda canta Pessoa - Mensagem (edição para Portugal)
  • 2016 - Pessoa sulla strada del jazz (ed. Valentim de Carvalho)
  • 2020 - Deidda canta Deledda - (edição para Portugal)
  • 2022 - Faust - Fernando Pessoa (Valentim de Carvalho)

ReferênciasEditar

  1. a b c Pacheco, Nuno. «Mariano Deidda canta "Mensagem" de Pessoa, "44 poemas apontados ao futuro de Portugal"». PÚBLICO. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  2. a b Seara.com. «Mariano Deidda canta Pessoa». Teatro Nacional D.Maria II. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  3. a b c Municipal, São Luiz Teatro. «Mariano Deidda Canta Fernando Pessoa». Teatro São Luiz. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  4. Portugal, Rádio e Televisão de. «Mariano Deidda canta "Ode Marítima" de Álvaro de Campos e outros poemas de Pessoa». Mariano Deidda canta "Ode Marítima" de Álvaro de Campos e outros poemas de Pessoa. RTP. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  5. a b Portugal, Rádio e Televisão de. «Mariano Deidda cancela espectáculo em Faro e actua hoje à noite em Lisboa». Mariano Deidda cancela espectáculo em Faro e actua hoje à noite em Lisboa. RTP. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  6. a b Pacheco, Nuno. «Mariano Deidda dá voz ao "Fausto "de Pessoa para que a vida vença o inferno». PÚBLICO. Consultado em 27 de março de 2022 
  7. «MARIANO DEIDDA, MARE PORTOGHESE ft MAFALDA ARNAUTH - YouTube». www.youtube.com. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  8. «África hoje». África hoje: 148. Setembro de 2002. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  9. «Mariano Deidda, Misteriosa orchestra special guest Celina Pereira - YouTube». www.youtube.com. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  10. «MARIANO DEIDDA, DON DINIZ ft CARLOS CAREQA - YouTube». www.youtube.com. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  11. «Clarino chiaro (feat. Miroslav Vitous) - YouTube». www.youtube.com. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  12. a b «Compositor italiano descobre em Pessoa chave para a crise». Jornal Expresso. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  13. a b Portugal, Rádio e Televisão de. «Mariano Deidda apresenta novas músicas para poemas de "Mensagem"». Mariano Deidda apresenta novas músicas para poemas de "Mensagem". RTP. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  14. AA. VV., Congresso Internacional Fernando Pessoa 2013, Lisboa, Casa Fernando Pessoa, 2017, pp. 7, 11, 15.
  15. Pedrosa, Inês. «CASA FERNANDO PESSOA - Fevereiro 2008 – Abril 2014 - PLANO ESTRATÉGICO E ACTIVIDADES» (PDF). Site de Inês Pedrosa. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  16. «Mariano Deidda - Deidda Interpreta Pessoa». Discogs (em italiano). Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  17. «Mariano Deidda». Valentim de Carvalho. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  18. «Mais Sobre: Mariano Deidda - Correio da Manhã». www.cmjornal.pt. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  19. a b «Visão | Mariano Deidda canta em Gouveia Fernando Pessoa e os seus heterónimos». Visão. 30 de maio de 2015. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  20. «Mariano Deidda su RTP INFORMACAO - YouTube». www.youtube.com. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  21. «Intervista a Mariano Deidda su RTP2 BAIRRO ALTO - YouTube». www.youtube.com. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  22. «MARIANO DEIDDA Io Ti Regalo Un Fiore Luís Filipe Borges 5 Para a Meia Noite - YouTube». www.youtube.com. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  23. «Mariano Deidda - Il canto del sangue». SAPO Vídeos. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  24. «Sérgio Godinho e Mariano Deidda actuam no Festival Literário da Madeira». www.netmadeira.com. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  25. «Boletim do Grémio Literário de Lisboa» (PDF). Grémio Literário de Lisboa. Junho de 2011. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  26. mi.tv. «Inesquecível (Séries): Teresa Salgueiro e Mariano Deidda S06 E47 | Programação de TV | mi.tv». mi.tv (em portuguese). Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  27. a b «Blog | Mariano Deidda, cantapoeta nel segno di Fernando Pessoa». Il Fatto Quotidiano (em italiano). 23 de julho de 2014. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  28. a b Andrea Lavalle, «Mariano Deidda "Folgorato dai libri di Pessoa - Così è diventato il mio Mogol"», in La Repubblica, 5 jan. 2018.
  29. «MARIANO DEIDDA, IO TI REGALO UN FIORE - YouTube». www.youtube.com. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  30. «Mariano Deidda canta Pessoa- MENSAGEM- Tg2 04-02-2014. - YouTube». www.youtube.com. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  31. «I magnifici 8» (PDF). La Stampa. 20 de dezembro de 2005. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  32. «Mariano Deidda e Roberto Vecchioni a Lisbona Effetti personali - YouTube». www.youtube.com. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  33. «Premio Strada degli Scrittori, ecco i nomi». Strada degli Scrittori (em italiano). 27 de junho de 2017. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  34. «Edizione 2015». Fondazione Maria Carta (em italiano). Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  35. «Anniversaire - Le « poème chanté » pour fêter les 60 ans de l'Unesco Dialogue musical des rimes et des deux rives». L'Orient-Le Jour. 29 de maio de 2006. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  36. Pacheco, Nuno. «Pessoa recebe Pavese». PÚBLICO. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  37. Camões, Associazione Culturale Luís De (12 de junho de 2011). «Piazza Camões: Lisbona festeggia il 123° compleanno di Fernando Pessoa». Piazza Camões. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  38. «Grazia Deledda, Cinzas». Sibila. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  39. Lusa, Agência. «Fernando Pessoa dá nome a jardim na cidade italiana de Chivasso». Observador. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  40. Vieira, Alice, «Mariano Deidda e Fernando Pessoa», in Só Duas Coisas Que, Entre Tantas, me Afligiram, Alfragide, Casa das Letras, 2017 [páginas não numeradas].
  41. «Accursio Soldano editado pela primeira vez em Portugal com romance de temática pessoana - DN». www.dn.pt. Consultado em 29 de dezembro de 2020 
  42. Borges, António José (2017). «O pensamento e a música de Mariano Deidda». Nova Águia - Revista de Cultura para o Século XXI (19): 241-244 

Bibliografia básica em portuguêsEditar

  • BORGES, António José, «O pensamento e a música de Mariano Deidda», in Nova Águia - Revista de Cultura para o Século XXI, n.º 19, pp. 241-244.
  • SOLDANO, Accursio, A Viagem à Sicília de Alberto Caeiro, Lisboa, Ler Devagar, 2017.

Ligações externasEditar