Abrir menu principal
Translation to english arrow.svg
A tradução deste artigo está abaixo da qualidade média aceitável. É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, tente encontrar a página original e melhore este verbete conforme o guia de tradução.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde julho de 2019).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Centro financeiro de Cingapura a partir de Marina Bay

A Baía da Marina (em inglês: Marina Bay) é uma baía artificial próxima da Área Central de Singapura. Formou-se quando a recuperação da terra criou o Marina Centre e a área South Marina, que no processo de recuperação, a bacia Telok Ayer foi removida do mapa, enquanto o rio de Singapura flui agora para a baía, em vez de o fazer diretamente para o mar. Uma barragem foi concluída em 2008 para fazer da Marina Bay um reservatório de água potável (o Singapura Marina Reservoir)[1].

O TermoEditar

Contudo, pelo uso comum do local, o termo Marina Bay tem sido largamente anexado à evolução nas proximidades da Marina, na área reclamada do Sul da Marina. Embora tecnicamente errada, a sua associação pode ter tido origem a partir da associação do espaço limitado da acessibilidade à Estação Marina Bay MRT, que tem servido como o principal meio de transporte público para o Sul da Marina.[2]

Foi anunciado em 2007 que a Marina Bay iria acolher um Grande Prémio de Fórmula 1. O primeiro Grande Prémio de Singapura de Fórmula 1 realizou-se a 28 de Setembro de 2008 no Circuito Urbano de Marina Bay. Foi o primeiro Grande Prémio de Fórmula 1 noturno, com a pista totalmente iluminada[3].

Referências

  1. «Marina Bay». www.ura.gov.sg. Consultado em 22 de julho de 2019 
  2. «The Marina Bay Story». www.ura.gov.sg. Consultado em 22 de julho de 2019 
  3. «Fórmula 1: histórico e polêmico, foi o GP de Cingapura de 2008». Torcedores.com. 16 de setembro de 2016. Consultado em 22 de julho de 2019