Abrir menu principal

A marinada é uma técnica culinária que consiste em colocar um alimento, geralmente uma peça de carne, numa mistura de água, sal, temperos e algum componente ácido, como o vinagre.[1][2]

Os ingredientes podem ficar a marinar desde alguns minutos até várias horas. A marinada era, primitivamente, uma forma de conservar os alimentos. Atualmente, é usada com diferentes fins, como amaciar a carne, realçar sabor e adicionar (ou retirar) umidade, conforme o tipo de tempero utilizado.[3] Também é uma forma de cozedura ou pré-cozedura, já que o ácido age sobre a carne, desnaturando as proteínas.[4]

Outra técnica, usada no México pré-colombiano, é temperar a carne com mamão cru. A papaína, presente na polpa da fruta, rompe as fibras da carne, que assim solta o seu caldo.[5]

ExemplosEditar

Uma marinada muito simples é limão com sal – a base do ceviche, em que o alimento principal (geralmente peixe ou marisco) não necessita sequer ser cozido. Podem ser utilizados como líquido da marinada o vinagre, o vinho, o iogurte e sumos (sucos) de vários frutos. Os temperos também variam segundo o resultado final que se pretende: desde o alho à pimenta, passando por várias especiarias, eles vão igualmente fornecer ao ingrediente principal o seu sabor específico.[carece de fontes?]

O Escabeche é outra forma de marinada, em vinagre, semelhante ao ceviche. A vinhadalhos é uma marinada típica de Portugal, mas que deu origem a um prato da culinária da Índia, o vindaloo.[carece de fontes?]

Referências

  1. Segredos para o preparo da marinada Arquivado em 1 de julho de 2012, no Wayback Machine.. Terra Culinária
  2. O sabor das marinadas Arquivado em 7 de março de 2012, no Wayback Machine.. Terra Culinária
  3. Marinar. Diário do Chef
  4. Marinada Arquivado em 17 de junho de 2013, no Wayback Machine.. Saber do Sabor
  5. Marinar[ligação inativa]. SIC - Serviço de Informação da Carne