Mark Warner

Mark Robert Warner (Indianápolis, 15 de dezembro de 1954) é um político dos Estados Unidos, membro do Partido Democrata.[1] Foi Governador da Virgínia (2002-2006).[2]

Mark Warner
Nascimento 15 de dezembro de 1954 (67 anos)
Indianápolis
Residência Alexandria
Cidadania Estados Unidos
Alma mater
Ocupação político, capitalista de risco, congressional staff, empreendedor
Religião presbiterianismo
Página oficial
https://www.warner.senate.gov/public/, https://markwarnerva.com/
Assinatura
Mark Warner Signature.svg

Nasceu em Indianapolis, Indiana. Cresceu no Illinois e depois no Connecticut. Frequentou a George Washington University, e em 1977 tornou-se no primeiro membro da sua família com estudos universitários. Em 1980 completou o curso de direito na Universidade de Harvard.

Em 1989 ajudou a dirigir a campanha para Governador da Virgínia de Douglas Wilder, que se converteria no primeiro Governador afro-americano na história da Virgínia. Presidiu ao Partido Democrata na Virgínia, e foi candidato derrotado para o Senado dos Estados Unidos em 1996.

O seu grande momento chegaria em 2001.[1] Nesse ano decidiu apresentar-se como candidato a Governador da Virgínia.[1] Durante a campanha defendeu que a mudança tecnológica estava a desenhar a economia e a qualidade de vida dos cidadãos, e advogou por entender as mudanças necessárias, desde a maneira de educar as crianças até à reforma do sistema de impostos. Ganhou a eleição e converteu-se no primeiro governador democrata do estado em mais de dez anos, num momento no qual não havia nem um só oficial eleito a nível estatal que fosse democrata na Virgínia.[1] Teve que governar com uma assembleia legislativa controlada pelos republicanos.

Referências

  1. a b c d Lewers, Bill (2013). A Voter's Journey (em inglês). Bloomington: Xlibris Corporation. p. 240 
  2. Black, Jeremy (2014). Contesting History: Narratives of Public History (em inglês). Londres: A&C Black. p. 154 

Ligações externasEditar

Precedido por
Jim Gilmore
Governador da Virgínia
2002 - 2006
Sucedido por
Tim Kaine