Abrir menu principal
Brasão da família Castelo Branco, Marqueses de Belas.

O título nobiliárquico de marquês de Belas foi criado em 17 de dezembro de 1801 pela rainha D. Maria I de Portugal, a favor de D. Maria Rita de Castelo Branco Correia da Cunha, 6.ª condessa de Pombeiro.

Lista dos marqueses de BelasEditar

  1. D. Maria Rita de Castelo Branco Correia da Cunha (1769–1822) – 6.ª condessa de Pombeiro, 18.ª senhora de Pombeiro, 12.ª senhora de Belas e 14.ª administradora do Morgado de Castelo Branco;
  2. D. António Maria de Castelo Branco (1785–1834) – filho da anterior, 7.ª conde de Pombeiro, senhor de Belas, senhor de Pombeiro e senhor do Morgado de Castelo Branco;
  3. D. António Maria de Castelo Branco Correia da Cunha Vasconcelos e Sousa (1842–1891) – 9.º conde de Pombeiro, senhor de Belas, senhor de Pombeiro e senhor do Morgado de Castelo Branco; neto do anterior e filho de D. José Inácio Castelo Branco Correia e Cunha Vasconcelos e Sousa, 8.º conde de Pombeiro, em virtude de neste último não ter sido renovado o título de marquês de Belas por ser partidário de D. Miguel;
  4. D. José Inácio de Castelo Branco Correia da Cunha Vasconcelos e Sousa (1878–1965) – filho do anterior;

Após a proclamação da República e o fim do sistema nobiliárquico, tornou-se pretendente ao título José Antônio de Castelo Branco de Macedo Soares (1945-), bisneto do predecessor.

Ver tambémEditar