Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Livraria Martins Fontes Editora
Livraria e editora
Fundação 1960 (como livraria)
Anos 1970 (como editora)
Fundador(es) Waldir Martins Fontes
Encerramento Anos 2000
Sede São Paulo
Produtos Livros
Sucessora(s) Martins Fontes - selo Martins
e WMF Martins Fontes

Martins Fontes, por vezes creditada como Livraria Martins Fontes Editora – LMFE, foi uma editora brasileira, a qual contava também com uma rede de livrarias.

Índice

HistóriaEditar

Após ter inaugurado a Livraria Martins Fontes em Santos em 1960,[1] Waldir Martins Fontes (1934-2000) fundou, no início da década de 1970, a Editora Martins Fontes na cidade de São Paulo.

Com a morte de Waldir, a editora passou a ser administrada por Evandro M. Martins Fontes e Alexandre Martins Fontes, herdeiros do fundador. Sua sócia majoritária passou a ser a viúva Norma Martins Fontes, que veio a falecer em 23 de julho de 2018.

 
José de Barros Martins, Guilherme de Almeida, Carlos Ribeiro, Manuel Bandeira e Carlos Drummond de Andrade, em 1959.

Em novembro de 2000, Evandro, filho mais novo de Waldir, criou um departamento editorial independente, o qual chamou de "selo Martins",[2] em homenagem à Livraria Martins Editora (1937-1974), fundada por José de Barros Martins, editor que ajudou a construir a história do livro no Brasil.[3]

Nos anos 2000, foram criadas duas novas empresas, que passaram a dar continuidade ao projeto editorial da Martins Fontes: o antigo selo editorial Martins passou a ser uma nova casa editorial, a "Martins Fontes - selo Martins", inicialmente também chamada Martins Editora', de Evandro (2005); por sua vez, Alexandre, filho mais velho de Waldir, fundou a Editora WMF Martins Fontes (2009).[4][2][5]

Notar que o também santista José Martins Fontes (1884-1937), médico e poeta brasileiro, e sua respectiva família não têm absolutamente nada a ver com a editora Editora Martins Fontes brasileira, segundo seu biógrafo, Rui Calisto,[6] o qual, aliás, é proprietário da Editora Martins Fontes Portugal, sem relação com a empresa brasileira. [7]

LivrariasEditar

Localizada na Avenida Paulista, centro financeiro de São Paulo, uma das livrarias hoje está ocupando uma área de 700 metros quadrados, onde estão expostos mais de 80 mil títulos, entre nacionais e importados, a livraria Martins Fontes Paulista é hoje uma referência no cenário livreiro nacional.

A livrarias Martins Fontes contam com um vasto acervo nas áreas das Ciências Humanas, Artes, Arquitetura, Psicologia, Literatura Infantil e Juvenil, além de livros para o ensino de idiomas. Estas três livrarias são administradas pelo herdeiro Evandro M. Martins Fontes.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

Referências

  1. Livraria Martins Fontes. "Quem somos". Disponível em: <http://www.wmfeditora.com.br/mfp/site2010/quemsomos.htm>.
  2. a b Martins Fontes - selo Martins. "Editora". Disponível em: <http://www.emartinsfontes.com.br/editora-h25/>.
  3. Martins Fontes. "Catálogo Martins Editora". Disponível em: <https://web.archive.org/web/20060712075939/http://www.martinsfontes.com.br/catalogoMe.asp>.
  4. Portal Martins Fontes. Disponível em: <http://www.martinsfontes.com.br/>.
  5. WMF Martins Fontes. "Quem somos". Disponível em: <http://www.wmfmartinsfontes.com.br/quem_somos>.
  6. Cefas Gráfica e Editora. Relação de Editoras e Livrarias. Disponível em: <http://www.cefasgraficaeeditora.com.br/editora-em-sao-paulo/editora-em-belem-sp.htm>.
  7. "Rui Calisto apresenta o livro sobre José Saramago". Gazeta das Caldas. 2010. Disponível em: <http://gazetacaldas.com/cultura/rui-calisto-apresenta-o-livro-sobre-jose-saramago/>.
  Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.