Abrir menu principal

Mastro especial da Praça dos Três Poderes

Mastro especial da Praça dos Três Poderes
Vista do monumento.
Estilo dominante Modernista
Arquiteto Sérgio Bernardes
Construção 1972
Classificação nacional Secretaria de Cultura do Distrito Federal
Estado de conservação Distrito Federal, Brasil
Geografia
Cidade Brasília
Cerimônia mensal da troca da bandeira, na Praça dos Três Poderes, em Brasília (Imagem:José Cruz/ABr) .

O Mastro especial da Praça dos Três Poderes, também conhecido pelos nomes de Pavilhão Nacional do Brasil, Mastro Nacional do Brasil e/ou Mastro Nacional de Brasília, é um monumento em forma de obelisco metálico localizado na Praça dos Três Poderes, em Brasília.

HistóriaEditar

Criado pela Lei dos Símbolos Nacionais[1] e inaugurado em novembro de 1972, foi um projeto de Sérgio Bernardes. O mastro apresenta em sua base, a inscrição:

Composição arquitetônicaEditar

A obra consiste em 24 hastes metálicas, cada uma representando um dos então 24 estados, tem cem metros de altura e guarda no cimo a maior bandeira hasteada do Brasil.[2]

A bandeiraEditar

A Lei 5.700/71 determina a presença perene de uma bandeira nacional. Segundo o Livro Guinness dos Recordes, esta já foi a maior bandeira hasteada do mundo medindo, 286 m2. Ela é substituída todo primeiro domingo de cada mês em cerimônia solene.[3][4]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b LEI No 5.700, DE 1 DE SETEMBRO DE 1971, Artigo 12. Palácio do Planalto. Acesso em 1 de janeiro de 2015
  2. Mastro e Pavilhão Nacional. Secretaria de Estado de Cultura do Distrito Federal. Acesso em 1 de janeiro de 2015.
  3. «Atrações turísticas». STF. Fevereiro de 2007. Consultado em 27 de maio de 2012 
  4. «PATRIOTISMO - Organização da Sociedade Civil de Interesse Público». patriotismo.org.br. 2012 [última atualização]. Consultado em 21 de agosto de 2012. Arquivado do original em 27 de novembro de 2010  Verifique data em: |ano= (ajuda)