Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde setembro de 2015). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Palacete Princesa Isabel, atual sede do Ecomuseu do Quarteirão Cultural do Matadouro. O mesmo originalmente era a residência dos veterinários do antigo Matadouro de Santa Cruz

Matadouro de Santa Cruz foi uma importante unidade industrial para abastecimento de carne do município do Rio de Janeiro que funcionou do final do século XIX até a segunda metade do século XX no bairro de Santa Cruz. Foi construído devido a deterioração do primeiro matadouro do Rio de Janeiro, criado em 1774 na Praia de Santa Luzia (hoje aterrada) e transferido para o Aterrado de S. Cristóvão em 1853.

Foi inaugurado oficialmente em 30 de Dezembro de 1881, com a presença do Imperador D. Pedro II. O mesmo era servido por um ramal circular da Estrada de Ferro Central do Brasil que ia da Estação Santa Cruz até a Estação Matadouro dentro de suas dependências e abastecia de carne toda a cidade do Rio de Janeiro.

Hoje funciona no prédio em que funcionava o matadouro uma escola técnica da FAETEC desde 1998, chamada CETEP-Centro de Educação Tecnológica e Profissionalizante Santa Cruz ou ETESC -Escola Técnica Estadual Santa Cruz.

Ligações externasEditar