Abrir menu principal
Matilde
Condessa do Palatinado
Condessa de Württemberg
Arquiduquesa da Áustria
Representação de Matilde em 1459 do Códice de Ingeram feito para o seu segundo marido, Alberto VI da Áustria.
Cônjuge Luís I de Württemberg-Urach
Alberto VI da Áustria
Descendência Matilde, Condessa de Hesse
Luís II de Württemberg-Urach
André de Württemberg-Urach
Everardo I de Württemberg
Isabel de Württemberg-Urach
Casa Wittelsbach
Nascimento 7 de março de 1419
  Heidelberg, Baden-Württemberg, Alemanha
Morte 22 de agosto de 1482 (63 anos)
  Heidelberg, Baden-Württemberg, Alemanha
Enterro Cartuxa de Güterstein, Baden-Württemberg
Igreja Colegiada de São Jorge, Tubinga (reenterro em 1554)
Pai Luís III, Eleitor Palatino
Mãe Matilde de Saboia

Matilde do Palatinado (em alemão: Mechthild ; Heidelberg, 7 de março de 1419Heidelberg, 22 de agosto de 1482)[1][2] foi uma condessa do Palatinado por nascimento. [3] Ela foi condessa de Württemberg pelo seu primeiro casamento com Luís I de Württemberg-Urach, além de arquiduquesa da Áustria pelo seu segundo casamento com Alberto VI da Áustria. Também era conhecida como uma grande benfeitora das artes e da literatura.

Índice

FamíliaEditar

Matilde foi a filha primogênita de Luís III, Eleitor Palatino e de Matilde de Saboia. Os seus avós paternos eram o rei Roberto da Germânia e Isabel de Nuremberga. Os seus avós maternos eram o príncipe Amadeu de Saboia-Acaia e Catarina de Genebra.

BiografiaEditar

Aos 15 anos, Matilde casou-se com o conde Luís I, de 22 anos, no dia 21 de outubro de 1434, em Estugarda. Ele era filho do conde Everardo IV de Württemberg e da condessa Henriqueta de Montbéliard.

O casal teve cinco filhos, três meninos e duas meninas. Luís faleceu em 24 de setembro de 1450, quando a condessa tinha 31 anos de idade.

Quase dois anos depois, Matilda casou-se com o arquiduque Alberto VI, de 33 anos, no mês de agosto de 1452, na cidade de Böblingen. Alberto era filho de Ernesto, Duque da Áustria e de sua segunda esposa, Cimburga da Masóvia. Contudo, eles não tiveram filhos.

 
Matilde em um vitral da Igreja Colegiada de São Jorge, em Tubinga.

Após ficar viúva novamente, em 3 de dezembro de 1463, Matilde se retirou para a corte de Rotemburgo em Neckar, no principado em Hohenberg, onde passou a residir e tornou-se uma grande patrona da arte e da literatura. [3] [4]O autor Niklas van Wyle, quem conheceu em 1460 ou 1461 e por ele foi descrita como "uma admiradora de todas as artes",[5] dedicou-lhe quatro traduções de obras humanistas.[4] Outros benfeitores de Wyle foram o seu filho, Everardo I, e a nora de Matilde, Margarida de Saboia. [5]

A culta Matilde e a princesa Leonor da Escócia, uma tradutora e esposa do arquiduque Sigismundo da Áustria, mantinham contato. [6]

Uma bibliófilia, Matilde enviou uma lista de 94 livros a Jakob Püterich von Reichertshausen. Ele escreveu um poema para a nobre intitulado Carta de Honra, onde lista todos os livros que ambos colecionavam em suas bibliotecas particulares, notando que jamais havia ouvido falar de 23 dos livros listados. [7]

Enea Silvio Piccolomini dedicou a condessa o livro Euralius and Lucretia.[5]

Conhecida também como uma mulher piedosa, ela ajudou a fundar a Universidade de Friburgo, em 1460, e depois, a Universidade de Tubinga, em 1477, junto com seu filho, Everardo I. [5]

A condessa faleceu no dia 22 de agosto de 1482, e foi enterrada na Cartuxa de Güterstein, próxima a cidade de Bad Urach, no atual estado alemão de Baden-Württemberg. Em 1554, seu corpo e o de seu primeiro marido foram transferidos para a Igreja Colegiada de São Jorge, na Tubinga.

DescendênciaEditar

  • Matilde de Württemberg-Urach (1437/38 – 6 de junho de 1495), foi esposa do conde Luís II de Hesse, com quem teve três filhos;
  • Luís II de Württemberg-Urach (3 de abril de 1439 – 3 de novembro de 1457), sucessor do pai. Não se casou e nem teve filhos;
  • André de Württemberg-Urach (11 de maio de 1443 – 19 de maio de 1443);
  • Everardo I de Württemberg (11 de dezembro de 1445 – 25 de fevereiro de 1496), sucessor do irmão. Foi casado com Bárbara Gonzaga, com quem teve uma filha;
  • Isabel de Württemberg-Urach (4 de outubro de 1447 – 3 de junho de 1505), primeiro foi esposa do conde João II de Nassau-Sarbruque e depois foi casada com o conde Henrique de Stolberg e Wernigerode. Teve descendência.

AncestraisEditar


 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Matilde do Palatinado

Referências

  1. «Foundation for Medieval Genealogy». fmg.ac 
  2. «The Peerage». thepeerage.com 
  3. a b Clogan, Paul Maurice (1995). Studies in Medieval and Renaissance Culturre. Boston: Rowman and Littlefield Publishers. p. 141. Consultado em 19 de Abril de 2018 
  4. a b Piccolomini; Wyle, Aeneas Silvius; Niklas von (1988). The Tale of Two Lovers Eurialus and Lucretia. Amsterdã: Rodopi. p. 65. Consultado em 19 de Abril de 2018 
  5. a b c d Murdoch, Brian. Camden House History of German Literature. [S.l.: s.n.] p. 788. Consultado em 19 de Abril de 2018 
  6. Watanabe, Morimichi. Nicholas of Cusa: A Companion to His Life and His Times. [S.l.]: Ashgate. p. 106. Consultado em 19 de Abril de 2018 
  7. Jeep, John M. (2001). Medieval Germany: An Encyclopedia. Nova: Garland Publishing. p. 632. Consultado em 19 de Abril de 2018