Matutina

município brasileiro do estado de Minas Gerais

Matutina é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Localizado na região da Mata da Corda, pertence a Microrregião de Patos de Minas e ao Circuito Turístico Caminhos do Indaiá[6]. Com economia fortemente ligada a pecuária leiteira, Matutina encontra-se na confluência de importantes cidades do estado como Belo Horizonte, Patos de Minas e Uberaba. Sua população estimada em 2017 era de 3.849 habitantes, de acordo com o IBGE.

Matutina
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Matutina
Bandeira
Brasão de armas de Matutina
Brasão de armas
Hino
Lema União e Paz
Apelido(s) "Matina
Princesinha do Alto Paranaíba"
Gentílico matutinense
Localização
Localização de Matutina em Minas Gerais
Localização de Matutina em Minas Gerais
Mapa de Matutina
Coordenadas 19° 13' 22" S 45° 58' 08" O
País Brasil
Unidade federativa Minas Gerais
Municípios limítrofes São Gotardo, Tiros, Arapuá e Rio Paranaíba.
Distância até a capital 306 km
História
Fundação 12 de dezembro de 1953 (66 anos)
Aniversário 10 de janeiro
Administração
Prefeito(a) José Adolfo Ribeiro Júnior (PV, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 260,957 km²
População total (Estimativa IBGE/2017[2]) 3 846 hab.
Densidade 14,7 hab./km²
Clima Tropical de Altitude (Cwb)
Altitude 1060 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [3]) 0,707 alto
PIB (IBGE/2014[4]) R$ 56 632 mil
PIB per capita (IBGE/2014[5]) R$ 14 698,17
Sítio matutina.mg.gov.br (Prefeitura)

HistóriaEditar

Não se tem dados exatos do início do povoamento da cidade de Matutina. Em meados do século XIX, um grupo de irmãos se estabeleceu na região. Tempos depois, ergueram um cruzeiro, na confluência de suas fazendas. No seu entorno, foram surgindo as primeiras casas, formando assim o povoado que deu origem ao município de Matutina, que acabou recebendo o nome da família de seus fundadores, o Arraial dos Pimentas[7].

Tempos depois, João Pimenta e José Martins, membros de duas das pioneiras famílias que ocuparam a região, doaram uma gleba de terra para que fosse construída uma igreja em homenagem a Nossa Senhora da Abadia. Tal templo, hoje não existe mais, a igreja hoje existente foi erguida em 1914. Quanto ao nome que a região recebeu após sua emancipação, sabe-se que foi dado por influência do Coronel Olímpio Alves Franco, que inclusive nomeia uma das ruas da cidade, que possuía uma fazenda com o nome de Matutina[7].

O Arraial dos Pimentas foi elevado a categoria de distrito em 1943, e a de município, dez anos depois em 1953, por efeito da Lei estadual número 1039, de 12-12-1953, desmembrando-se do município de São Gotardo[7] [8].

GeografiaEditar

  • Localização: Alto Paranaíba
  • Área: 259,01 km2
  • Altitude: Máxima: 1149 m (local: Divisa com o Município de São Gotardo)
  • Mínima: 934 m, na sede da prefeitura: 1060 m
  • Ponto central da cidade: 1313 m
  • Temperatura: (aproximadamente): média anual: 24,5°C , média máxima anual: 38,0°C, média mínima anual: 11,0°C
  • Índice médio pluviométrico anual: 1230,3 mm
  • Relevo - Topografia: Plano: 5 %, ondulado: 50 %, montanhoso: 45%
  • Principais rios: Rio Abaeté e Rio Borrachudo
  • Bacia: Bacia do rio São Francisco

EconomiaEditar

A economia do município baseia-se principalmente na pecuária leiteira, mas também na criação de gado de corte, na agricultura, cafeicultura, etc. As indústrias de laticínios também são importantes para o município, na produção e exportação de seus produtos. Sem contar na produção de produtos alimentícios e bebidas.

O artesanato é destaque, com elevada produção de cintos e bolsas de couro, tapeçaria de algodão e miniaturas em madeira trabalhadas a mão. O ouro também é muito extraído nesta região, e exportado para varias regiões do mundo.

Matutina possui uma fonte natural de água mineral (Fonte Santa Rita). A partir do ano de 2007, ela passou a ser comercializada sob a denominação Água Mineral Matutina.

CulturaEditar

Patrimônio HistóricoEditar

No ano de 2007, foi tombada como Patrimônio Histórico a igreja matriz Nossa Senhora da Abadia, por possuir um estilo neoclássico e arrojado, sendo eleita por muitos uma das mais belas da região. Junto à igreja, a Escola Municipal Frei Leopoldo e uma antiga capela do povoado nomeado Maria Preta, foram eleitos patrimônios históricos, resgatando assim a cultura e as raízes do povo.

Festa da Mostra AgroindústriaEditar

Em Matutina existe a Festa da Mostra Agroindústria no mês de julho. Milhares de visitantes vão a Matutina nesta data tão especial para prestigiarem dezenas de carros de boi que desfilam pelas ruas da cidade. A Festa conta com a produção e comercialização de biscoitos e doces, distribuídas em pequenas barracas no Parque de Exposições. Além disso, diversos shows, contando inclusive com bandas locais, desfiles e eleição da rainha, apresentação da Fanfarra Municipal, rodeios, cavalgada e o tradicional Festival do Carro de Boi, um dos maiores do Brasil.[9]

TransporteEditar

  • Principais rodovias que servem ao município: BR-262, BR-354, MG-235

HidrografiaEditar

De acordo com o Instituto Mineiro de Gestão de Águas (IGAM), Matutina é parte da bacia do rio São Francisco, mais especificamente do entorno da represa de Três Marias.[10]. A cidade é cortada internamente pelo córrego Pimenta e o córrego Matutina, tendo ainda o córrego Pirapetinga e os rios Borrachudo e Abaeté na sua zona rural.[carece de fontes?]

Referências

  1. IBGE. «Área territorial oficial». Consultado em 11 de setembro de 2017 
  2. «População estimada 2017» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 30 de agosto de 2017 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 18 de novembro de 2013 
  4. «Economia de Matutina-MG». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 2017 - Embratel - Correios. Consultado em 11 de setembro de 2017 
  5. «Produto Interno Bruto dos Municípios - 2014». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de setembro de 2014 
  6. «A cidade de Matutina». Minas Gerais MG.Net. Consultado em 11 de setembro de 2017 
  7. a b c «Matutina - Minas Gerais» (PDF). Biblioteca IBGE. Consultado em 27 de janeiro de 2019 
  8. «IBGE MAtutina». IBGE. Consultado em 27 de janeiro de 2019 
  9. «89 Carros de Boi Cantaram em Matutina MG 2016». Carro de Boi.com.br. Consultado em 10 de outubro de 2016 
  10. «Unidade de Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos do Entorno da Represa de Três Marias - SF4» (PDF). Instituto Mineiro de Gestão de Águas. Consultado em 12 de maio de 2018 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre municípios do estado de Minas Gerais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.