Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2009). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Nota: Para o povo indígena, ver Maués. Para a cidade do estado de Amazonas, no Brasil, ver Maués (Amazonas).
Maues
Moeda representando Maues montado num cavalo.
Cônjuge Machene

Maues (conhecido em grego pelo genitivo ΜΑΥΟΥ, "de Mauou", em suas moedas) foi um rei indo-cita que reinou por volta de 85 a.C.-60 a.C., e que invadiu o território indo-grego do Paquistão moderno.[1]

Conquistador de GandaraEditar

 
Moeda de Maues representando Balarama, primeiro século antes de Cristo. Museu Britânico.

Maues fez, de Sircape, a sua capital, e cunhou a maioria das suas moedas em Taxila. Mas Maues não conseguiu conquistar o território dos indo-gregos na região do Punjabe, e esse continuou sob o controle grego. Após a sua morte, os indo-gregos reconquistaram a maior parte do seu território.

Maues é conhecido principalmente pelas suas moedas, que são, na grande maioria das vezes, inspiradas na cunhagem indo-grega. Ele representou deidades gregas e indianas, e usou a língua grega e o alfabeto Caroste nos textos das moedas.

Isso tende a indicar um nível de respeito pela cultura grega e um desejo de assimilá-la, mais que destruí-la.

Maues recebeu o título de "O Grande Rei dos Reis", uma versão de um título real tradicional do Império Aquemênida.

ReferênciasEditar