Abrir menu principal

Maurício de Oliveira Anastácio

futebolista brasileiro

Maurício de Oliveira Anastácio, mais conhecido como Maurício (Rio de Janeiro, 20 de setembro de 1962), é um ex-futebolista e treinador brasileiro que atuou como atacante.

Maurício
Informações pessoais
Nome completo Maurício de Oliveira Anastácio
Data de nasc. 29 de setembro de 1962 (56 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ),  Brasil
Altura 1,84 m
Informações profissionais
Posição Ponta direita
Clubes de juventude
19741980 Brasil Bonsucesso
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
19801983
19831984
19841986
19861988
19881989
19891990
19901991
19911992
19921993
19931994
19941995
1996
1996
19971998
19981999
20002001
Brasil Bonsucesso
Brasil Rio do Sul
Brasil America
Brasil Botafogo
Brasil Internacional
Brasil Botafogo
Espanha Celta de Vigo
Brasil Grêmio
Brasil Internacional
Brasil Portuguesa
Coreia do Sul Ulsan Hyundai
Japão Zico All Star FC
Brasil America
Brasil Londrina
Brasil XV de Piracicaba
Brasil Portuguesa
00 00000(0)
00 00000(0)
0110 00000(26)
0103 00000(15)
040 00000(9)
057 00000(16)
029 00000(2)
057 00000(10)
060 00000(9)
065 00000(11)
018 00000(2)
01 00000(1)
019 00000(6)
00 00000(0)


Seleção nacional
1987
1991
Brasil Brasil (pré-olímpico)
Brasil Brasil
00003 000(0)
00001 000(0)
Times/Equipas que treinou
2005
2008
Brasil Atlético Roraima
=Emirados Árabes Unidos Emirates Club

CarreiraEditar

Atacante, que pelas suas grandes atuações no America se transferiu para o Botafogo, aumentou ainda mais a sua fama a partir de 1989, quando fez o gol que quebrou o jejum do alvinegro carioca de 21 anos sem títulos, sendo assim campeão carioca deste ano, assim como por ter sido um dos grandes personagens do Internacional, naquele que ficou conhecido como o Gre-nal do Século. Em 1991, foi convocado pra um amistoso entre a Seleção Brasileira e a Seleção Paraguaia, no dia 27 de Fevereiro de 1991, Mauricio entrou na partida aos 16 minutos do segundo tempo. A partida foi no Estádio Pedro Pedrossian, em Campo Grande. Maurício jogou com a camisa número 16. Mazolinha cruza da esquerda, Maurício aparece na área e acaba com o jejum de títulos que secava a boca dos botafoguenses havia 21 anos. "O empurrão em Leonardo não aconteceu", garante o ex-ponta, sobre o lance que originou o gol do Glorioso sobre o Flamengo, em 1989.

Essa foi a jogada marcante da carreira de Maurício de Oliveira Anástacio, o Maurício, que nasceu na capital carioca no dia 20 de setembro de 1962 e deu seus primeiros passos no futebol no Bonsucesso, ainda nos anos 70.

Maurício passou por diversos clubes antes de ganhar prestígio no Botafogo. Depois do Bonsucesso, ele defendeu o Rio do Sul (SC), de 1981 a 1982, o Internacional, de 1983 a 1984, o América, de 1984 a 1986, e só aí chegou ao alvinegro.

Em 1988, o ponta-direita alto e veloz foi emprestado ao Internacional. Chegou a disputar a camisa 7 com Heyder, ex-Bahia e Cruzeiro. Maurício foi o titular do time colorado vice-campeão brasileiro (o Bahia, de Bobô, foi o campeão).

No ano seguinte, retornou ao Botafogo e ajudou o título a conquistar o Carioca, título inesquecível na vida dos botafoguenses. Sob o comando de Valdyr Espinosa, o Botafogo bateu o Flamengo com jogadores como Paulinho Criciúma, Mauro Galvão, Ricardo Cruz, Josimar e companhia.

Em 1990 se transferiu para o Celta, da Espanha, mas sua passagem pelo Velho Continente foi rápida e no seguinte retornou ao futebol gaúcho, desta vez para defender o Grêmio. Lá, atuou mais uma vez ao lado de Nilson. A dupla de ataque também jogou junta no ano seguinte, na Portuguesa.

Em 1992, Maurício teve mais uma passagem pelo Sport Club Internacional e já veterano vestiu as camisas do Hyundai, da Coréia do Sul, do Zico All Star, do Japão, do Londrina (PR), do XV de Piracicaba (SP) e mais uma vez da Portuguesa.

O ex-jogador também passou pelas seleções brasileiras principal e olímpica. Pela principal, atuou apenas no empate diante do Paraguai em 27 de fevereiro de 1991 que terminou empatado em 1 a 1. Já pela olímpica atuou em duas ocasiões, com uma vitória e um empate. Em 2007, a diretoria do Botafogo prestou-lhe uma homenagem, criando uma camisa comemorativa, lançada no evento Feijão do Fogão 2007.

TítulosEditar

Ligações externasEditar

   Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.