Maurice Bishop

político granadino

Maurice Rupert Bishop (Aruba, 29 de maio de 1944Saint George's, 19 de outubro de 1983) foi um advogado e político granadino.

Maurice Bishop
Nascimento 29 de maio de 1944
Aruba
Morte 19 de outubro de 1983 (39 anos)
São Jorge
Cidadania Granada
Alma mater
Ocupação político
Prêmios
Religião ateísmo
Causa da morte fuzilamento

BiografiaEditar

Graduou-se me Direito na Grã-Bretanha. Em 1966 casou com Angela Redhead. Tiveram dois filhos, John e Nadia. Angela emigrou para o Canadá, com os dois filhos, em 1981.

Em 1979, o Movimento New Jewel, ao qual Bishop pertencia, derrubou o regime de Eric Gairy e nomeou-o primeiro-ministro de Granada. O seu governo levou a cabo muitas reformas, de caráter socialista, e estreitou as relações com Cuba, URSS e outros países do bloco comunista.

Bishop iniciou vários projetos, incluindo a construção de um novo aeroporto internacional, no extremo sul da ilha. O financiamento proveio de Cuba, embora a maior parte da infraestrutura do aeroporto tenha sido desenhada por contratados europeus.

Ronald Reagan, então presidente dos Estados Unidos, acusou Bishop de pretender destinar o novo aeroporto a uso militar por Cuba e URSS. O governo norte-americano passou a fomentar uma feroz guerra mediática, gerando um favorável à invasão a Granada e à destituição de Bishop.

Em outubro de 1983, ao regressar de uma visita diplomática à Checoslováquia e Hungria, Bishop foi deposto pelos partidários do vice-primeiro-ministro Bernard Coard, seu antigo companheiro, e posto em prisão domiciliar. A revolta popular pela libertação de Maurice Bishop não teve êxito, pois o governo de Bernard Coard, apoiado por Hudson Austin, ordenou a execução do primeiro-ministro deposto, na base militar de Fort Rupert.

Maurice Bishop foi fuzilado em 19 de outubro de 1983, junto com a sua companheira e ministra da Educação do seu governo, Jacqueline Creft. O mesmo destino tiveram outros membros do seu governo, como Unison Whitman.

Durante a invasão de Granada, iniciada em 25 de outubro, os Estados Unidos tomaram de assalto o aeroporto em construção, matando vários trabalhadores civis cubanos. Não foi encontrado nenhum assessor militar cubano ou soviético. A construção do aeroporto, depois denominado Aeroporto Internacional Maurice Bishop, foi concluída, alguns anos depois, com apoio dos Estados Unidos.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.