Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Megabizo, veja Megabizo.
Megabizo
Nascimento Século VI a.C.
Morte Século VI a.C.

Megabizo, filho de Datuvahya, foi um dos sete persas que derrubaram o usurpador Esmérdis. Ele foi comandante das forças de Dario I no Helesponto.

A conspiração para derrubar Esmérdis, começou com Otanes, filho de Farnaspes,[1] que contou a dois amigos, Aspatines e Gobrias, que Esmérdis era um impostor; cada um escolheu um amigo, sendo Megabizo o escolhido de Gobrias.[2] Finalmente, quando Dario se juntou à conspiração, este urgiu que eles agissem logo, porque quanto mais pessoas soubessem, maior o risco de traição.[3]

Após a derrubada, quando os sete discutiram sobre a melhor forma de governar os persas.[4] Otanes defendeu a democracia,[4], e Megabizo a aristocracia.[5]

No discurso de Megabizo defendendo a aristocracia, registrado por Heródoto, seus argumentos são que, para se opor à tirania a melhor solução não era entregar o governo à multidão, como havia proposto Otanes, porque nada é mais insensato ou insolente que uma multidão sem mérito, pois a multidão age por impulso violento e sem conhecimento.[5] A melhor forma de governo seria escolher os melhores para governar.[5]

Dario propôs a monarquia,[6] e esta foi a opinião defendida pelos outros quatro;[7] Dario tornou-se o rei através de um truque.[8]

Ele teve um filho de nome Zópiro,[9] um neto de nome Megabizo [10] e um bisneto de nome Zópiro. [10]

Referências