Melancia

espécie de planta trepadeira
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Melancia (desambiguação).
Como ler uma infocaixa de taxonomiaMelancia
Summer 99.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Cucurbitales
Família: Cucurbitaceae
Género: Citrullus
Espécie: C. lanatus
Nome binomial
Citrullus lanatus
(Thunb.) Matsum. & Nakai
Distribuição geográfica
2005watermelon.PNG

Melancia (Citrullus lanatus) é uma planta da família Cucurbitaceae e do seu fruto. Trata-se de uma trepadeira rastejante originária da África.

OrigemEditar

Originária das regiões secas tem um centro de diversificação secundário no sul da Ásia. A domesticação ocorreu na África Central, onde a melancia é cultivada há mais de 5000 anos. No Egito e no oriente médio é cultivada há mais de 4000 anos.[1] Na China a cultura foi introduzida por volta do século X, na Europa por volta do século XIII e na América no século XVI.[2] Foi trazida ao Brasil por negros de origem Banto e Sudanês no processo de escravidão.[3]

O termo arcaico do português para se referir à fruta é "balancia" ou "belancia".[4]

CaracterísticasEditar

A planta é rasteira e anual com folhas triangulares e trilobuladas e flores pequenas e amareladas, gerando um fruto arredondado ou alongado, de polpa vermelha, suculenta e doce, com alto teor de água (cerca de 92%) e diâmetro variável entre 25 e 140 cm. A casca é verde e lustrosa, apresentando estrias escuras.

O número do cromossomo é 2n = 22.[5]

A maioria das variedades tem polpa vermelha, mas há também variedades verdes, laranjas, amarelas e brancas e espécies terrestres. As sementes variam em cor (preto, castanho, vermelho, verde, branco), forma e tamanho; as características podem ser usadas para identificar as variedades.

Valor nutricionalEditar

A composição das melancias varia naturalmente, dependendo tanto da variedade e das condições ambientais (solo, clima) como da técnica de cultivo (fertilização, pesticida).

Dados por porção comestível de 100 g:[6]

Componentes
Água 90,2 g
Proteínas 0,6 g
Gorduras 0,2 g
Carboidratos 8,3 g
Fibras 0,2 g
Minerais 0,4 g
Minerais
Sódio 1 mg
Potássio 115 mg
Magnésio 9 mg
Cálcio 7 mg
Manganês 35 µg
Ferro 225 µg
Cobre 30 µg
Zinco 85 µg
Fósforo 9 mg
Selênio traços
Vitaminas
Vitamina A 85 µg
Tiamina (vit. B1) 45 µg
Riboflavina (vit. B2) 50 µg
Niacina (vit. B3) 150 µg
Ácido pantotênico (vit. B5) 1600 µg
Vitamina B6 70 µg
Ácido fólico 5 µg
Vitamina C 6 mg

O valor energético é de 152 kJ (=36 kcal) por 100 g de porção comestível.

Produção mundialEditar

País Produção em 2018
(toneladas anuais)
  China 62.803.768
  Irão 4.113.711
  Turquia 4.031.174
  Índia 2.520.000
  Brasil 2.240.796
  Argentina 2.095.757
  Rússia 1.969.954
  Uzbequistão 1.836.959
  Estados Unidos 1.771.051
  Egito 1.483.255
  México 1.472.459
  Cazaquistão 1.248.613
  Vietnã 1.200.104
  Espanha 1.092.401
Fonte: Food and Agriculture Organization[7]

Produção no BrasilEditar

Em 2018, o Brasil produziu 2,2 milhões de toneladas de melancia, sendo o 5º maior produtor do mundo. [8] O estado que mais produz é o Rio Grande do Sul (283 mil toneladas). A maior região produtora de melancia é o Nordeste, que somou 545 mil toneladas em 2016, onde os principais produtores são Bahia e Rio Grande do Norte. O Sul aparece na segunda colocação, com 458 mil toneladas. A Região Norte é a 3ª maior produtora, com 426 mil toneladas, seguida de Centro-oeste e Sudeste, que, juntos produzem 660 mil toneladas. Em 2017, o país exportou quase 74 mil toneladas, no valor de US$ 36 milhões, principalmente para a União Européia. [9]

AlergiaEditar

Por conter o aminoácido citrulina, deve ser evitado por pessoas que apresentam alergia a esse aminoácido.Também podem ocorrer uma série de problemas gástricos e diuréticos causando a hipertensão aguda, chamada fase de feijão.

GaleriaEditar

Referências

  1. Ancient Egyptians feasted on watermelons, too, according to find in ancient tomb por Elizabeth Pennisi (2019)
  2. http://www.dalmeida.com/hortnet/Melancia.pdf
  3. «Obtido em 19 de Agosto de 2009» 🔗. fesbe.org.br. Consultado em 5 de maio de 2019. Arquivado do original em 25 de outubro de 2007 
  4. Editores do Aulete (2007). «Verbete «melancia»». Dicionário Caldas Aulete. Consultado em 3 de março de 2014 [ligação inativa]
  5. Lewis, Walter H.; Suda, Yutaka; MacBryde, Bruce (1967). «Chromosome Numbers of Claytonia virginica in the St. Louis, Missouri Area». Annals of the Missouri Botanical Garden. 54 (2). 147 páginas. ISSN 0026-6493. doi:10.2307/2395000 
  6. Fachmann, W.; Kraut, H.; Senser, Friedrich.; Souci, S. W. (2009). Lebensmitteltabelle für die Praxis : der kleine Souci-Fachmann-Kraut 4. Aufl ed. Stuttgart: Wiss. Verl.-Ges. ISBN 978-3-8047-2541-6. OCLC 551921971 
  7. fao.org (FAOSTAT). «Watermelon production in 2018, Crops/World regions/Production quantity (from pick lists)». Consultado em 29 de agosto de 2020 
  8. «Agricultura do Brasil em 2019, pela FAO». FAO. Consultado em 1 de março de 2021 
  9. Anuário Brasileiro da Fruticultura 2018, página 75
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Melancia
 
O Wikcionário tem o verbete melancia.