Melungos

Melungos

Melungos (em inglês: Melungeon) é um termo tradicionalmente aplicado a um dos vários grupos étnicos trirraciais - taxados, pelos estadunidenses, como "isolados"- do sudeste dos Estados Unidos.[1][2][3]

Nomeadamente há nas montanhas dos Apalaches muitos indivíduos que há mais de 300 anos se autointitulam "portugee", e muitos melungos acreditavam que eram descendentes de portugueses.[4][5]

Porém, estudos genéticos afastam a teoria de que os melungos sejam descendentes de portugueses. Evidências genéticas mostram que as famílias historicamente chamadas de melungas são descendentes de homens africanos subsaarianos e de mulheres brancas com origem no norte e no centro da Europa.[6] É provável que esse povo seja resultado da união entre homens negros e mulheres brancas que trabalhavam como servos na Virgínia, em meados do século XVII, antes da escravidão ser instaurada.[5]

Estudiosos concluem que, quando foram criadas leis para penalizar a miscigenação, essas famílias só puderam casar entre si, migrando da Virgínia através das Carolinas, antes de estabelecerem-se principalmente nas montanhas do leste do Tennessee.[5]

Dizer que eram de "origem portuguesa" provavelmente foi uma maneira que os antepassados dos melungos encontraram para escapar da escravidão e para reter outros privilégios que acompanhavam o status de serem considerados "brancos".[5]

Ver tambémEditar

Referências