Menqueperré

Menqueperré (Menkheperre), filho do Faraó Pinedjem I com sua esposa Henutaui (filha de Ramessés XI com sua esposa Tentamon), era o Sumo Sacerdote de Amon, em Tebas, no Egito Antigo, de 1045 a.C. a 992 d.C. e o governante de facto do sul do Egito.

Menqueperré
Nascimento século XI a.C.
Morte 992 a.C.
Cidadania Antigo Egito
Progenitores
Filho(s) Pinedjem II, Gautseshen, Isetemkheb D, Henuttawy, Henuttawy C, Smendes II
Irmão(s) Henuttawy, Psusenés I, Masaharta, Djedkhonsuefankh
Ocupação sacerdote
Título faraó

Com seu irmão mais velho no comando em Tanis como o Faraó Psusenés I, o poder de Menqueperré, como também o de seu predecessor como Sumo Sacerdote, seu irmão Masaherta, deve ter sido algo restrito. Menqueperré intitulou-se o "Primeiro Profeta de Amon", assim como o avô dele, Herihor o fez, talvez uma indicação desse papel diminuído, embora ele tenha mantido as ornamentações, ao contrário de seus sucessores no templo.

Menqueperré casou-se com sua sobrinha, filha de seu irmão Psusenés I e sua cunhada Wiay, e foi sucedido pelo filho Esmendes, também conhecido como Nesbanebdjede II. Outros filhos do casal foram Henuttawy ou Henttawy II, Pinedjem II e Istenquebe. Pinedjem II e Istemkheb casaram-se e foram pais de Psusenés II, sucessor de Siamom; Henuttawy casou-se com Smendes II, e eles foram pais da outra esposa de Pinedjem II, Nesjons ou Nesikhons.