Abrir menu principal
Merlin Stone
Nascimento 27 de setembro de 1931
Brooklyn
Morte 23 de fevereiro de 2011 (79 anos)
Daytona Beach
Cidadania Estados Unidos
Ocupação professor, escultora, escritora, professora universitária, feminista, historiadora
Empregador Universidade de Buffalo

Merlin Stone (BrooklynNew York, 27 setembro de 1931 - 23 de fevereiro de 2011) foi uma autora, escultora e professora de arte e história da arte, mais conhecida pelo livro que escreveu, When God Was a Woman (1976).

BiografiaEditar

Merlin Stone tornou-se interessada em arqueologia e religião antiga a partir de estudos em história da arte. Ela deu aulas na Universidade de Nova York.

A autora passou uma década pesquisando antes de escrever o livro então intitulado The Paradise Papers e depois na edição norte-americana como When God Was a Woman (1976). A obra descreve a teoria sobre como os hebreus teriam suprimido a suposta religião baseada no culto à Deusa mãe, que teria sido praticada em Canaã, e como essa estrutura de religião matriarcal e matrilinear teria moldado a estrutura da religião judaica e portanto o Cristianismo.

Em outra obra, Ancient Mirrors of Womanhood agregou estórias, mitos e orações envolvendo a figura de deusas de uma variada gama de religiões. A hipótese de Stone é radical e desafiadora para as visões normalmente aceitas sobre a antiguidade e como tais são controversas. É autora também de inúmeros ensaios, como por exemplo "3,000 Years of Racism."

A obra When God Was a Woman teve um profundo impacto na emergente cultura do culto à Deusa dos anos 70 e 80 nos EUA. É escrito de forma clara e simples, especialmente para mulheres criadas numa tradição Judaico-Cristã e propiciou por isso que o tema da uma divindade feminina fosse mais acessível.

ObrasEditar

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar