Abrir menu principal

Merrily We Live

filme de 1938 dirigido por Norman Z. McLeod
Merrily We Live
Sua Exa., O Vagabundo (PRT)
Sua Excelência, O Chauffeur (BRA)
 Estados Unidos
1938 •  p&b •  95 min 
Direção Norman Z. McLeod
Produção Milton H. Bren
Hal Roach
(não creditado)
Roteiro Eddie Moran
Jack Jevine]
Baseado em The Dark Chapter; a Comedy of Class Distinctions (romance) de E. J. Rath
They All Want Something (peça de teatro) de Courtenay Savage
Elenco Constance Bennett
Brian Aherne
Alan Mowbray
Gênero Drama
Música Marvin Hatley
Direção de arte Charles D. Hall
Direção de fotografia Norbert Brodine
Efeitos especiais Roy Seawright
Edição William Terhune
Companhia(s) produtora(s) Hal Roach Studios
Distribuição MGM
Lançamento Estados Unidos 4 de março de 1938
Portugal 23 de junho de 1939
Idioma inglês

Merrily We Live (Sua Excelência, O Chauffeur BRA ou Sua Exa., O Vagabundo PRT) é um filme norte-americano de 1938, do gênero comédia, dirigido por Norman Z. McLeod e estrelado por Constance Bennett e Brian Aherne.

Numerosos críticos tem declarado erroneamente que o roteiro se baseia em My Man Godfrey de 1936, quando na verdade é um retrabralho de What a Man de 1930, que adaptou o romance de 1924 The Dark Chapter; a Comedy of Class Distinctions de E. J. Rath[1][2] e da peça da Broadway de 1926 They All Want Something de Courtenay Savage.[3]

Índice

Notas sobre a produçãoEditar

 
Nascida em 1923, em Nova Iorque, Bonita Granville começou no teatro aos três anos de idade. Astro infantil em filmes na década de 1930, foi indicada ao Oscar por These Three. Entre papéis de jovens cruéis e maliciosas, também interpretou uma detetive na série policial B Nancy Drew. Deixou o cinema após casar-se com um magnata do petróleo e tornou-se empresária. Também produziu a telessérie Lassie. Faleceu em 1988, vítima de câncer[4]

Com o sucesso de Topper, que revitalizou a carreira declinante de Constance Bennett,[5] o produtor Hal Roach reuniu-a novamente com vários membros da equipe daquele filme, com o intuito de obter novo sucesso. A fórmula funcionou e Merrily We Live, apesar de considerado mera cópia de My Man Godfrey,[6][7][8] foi bem acolhido pelo público e pela crítica.

Exceto por dois outros filmes com O Gordo e o Magro, Merrily We Live concluiu a longa parceria entre Roach e a MGM.[9] Suas produções passaram a ser distribuídas pela United Artists, que, ironicamente, viria a ser adquirida pela própria MGM anos mais tarde.

O filme recebeu cinco indicações ao Oscar, inclusive na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante (para Billie Burke).

Segundo o crítico e historiador Ken Wlaschin, este é um dos dez melhores trabalhos de Constance Bennett no cinema.[10]

Constance Bennett, Alan Mowbray, Billie Burke e o diretor Norman Z. McLeod, que estiveram juntos também em Topper, voltariam a ser reunidos por Hal Roach para a continuação deste, Topper Takes a Trip, realizado neste mesmo ano de 1938.

SinopseEditar

Matrona da alta sociedade, que tem mania de dar emprego a ex-condenados e vagabundos, acolhe o andarilho Wade Rawlins. Enquanto passa de mordomo a motorista, Wade vai de encontro à falsidade da família, mas a todos acaba por conquistar, inclusive a filha Jerry, que é a mais arrogante entre todos da casa.

PremiaçõesEditar

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor Atriz Coadjuvante (Billie Burke)
Melhor Fotografia
Melhor Direção de Arte
Melhor Canção Original
Melhor Mixagem de Som
Indicado
Indicado
Indicado
Indicado
Indicado

ElencoEditar

Ator/Atriz Personagem
Constance Bennett Jerry Kilbourne
Brian Aherne Wade Rawlins
Alan Mowbray Grosvenor
Billie Burke Senhora Kilbourne
Patsy Kelly Etta
Ann Dvorak Minerva Harlan
Tom Brown Kane Kilbourne
Clarence Kolb Senhor Kilbourne
Bonita Granville Marian Kilbourne
Marjorie Rambeau Senhora Harlan
Phillip Reed Herbert Wheeler
Willie Best George
Sidney Bracey Mordomo
Paul Everton Senador Harlan
Marjorie Kane Rosa
Kenneth Harlan Mr. Remington (não creditado)

Referências

  1. Frank Nugent (18 de março de 1938). «Godfrey's Ghost Haunts 'Merrily We Live,' at the Capitol». New York Times. Consultado em 20 de outubro de 2008 
  2. Hal Erickson. «Merrily We Live Plot Synopsis». Allmovie. Consultado em 20 de outubro de 2008 , "a blatant copy of My Man Godfrey"
  3. ibdb title 7868 Acessado em 10-10-2106
  4. KATZ, Ephraim, The Film Encyclopedia, sexta edição, Nova Iorque: HarperCollins, 2008 (em inglês)
  5. PASSAFIUME, Andrea. «Merrily We Live». TCM. Consultado em 26 de junho de 2015 
  6. ERICKSON, Hal. «Merrily We Live». AllMovie. Consultado em 26 de junho de 2015 
  7. MALTIN, Leonard, Leonard Maltin's Movie Guide - 2011 Edition, Nova Iorque: New American Library, 2010 (em inglês)
  8. Gomes de Mattos, Antonio Carlos (1991). Hollywood Anos 30. Rio de Janeiro: EBAL ]
  9. EAMES, John Douglas, The MGM Story, Londres: Octopus Books, 1982 (em inglês)
  10. WLASCHIN, Ken, The World's Great Movie Stars and Their Films, Londres: Peerage Books, 1985 (em inglês)

BibliografiaEditar

Ligações externasEditar