Metempsicose

doutina da transmigração das almas entre corpos
(Redirecionado de Metempsychosis)

Metempsicose (gr. μετεμψύχωσις, meta "além de", psiquê "alma") é o termo genérico para transmigração, reencarnação[1][2][3] ou teoria[4] da transmigração da alma, de um corpo para outro, seja este do mesmo tipo de ser vivo ou não. Era uma crença amplamente difundida na Pré-história e na Antiguidade, sendo encontrada entre os egípcios, gregos, romanos, chineses e na Índia, etc.. Entre os budistas tibetanos essa migração é possível, embora muito rara (os budistas descrevem várias formas de reencarnação, sob vários contextos diferentes). Os esquimós e outros povos mantém a mesma convicção.

O termo é encontrado em Pitágoras e Platão. Acredita-se que Pitágoras aprendeu seu significado com os egípcios, que por sua vez aprenderam com os indianos. Porém, Platão e os indianos não acreditavam na metempsicose em espécies não-humanas. Já os egípcios, estes sim, acreditavam na metempsicose nesse sentido.

Para a Doutrina Espírita, o termo metempsicose se refere ao renascimento do espírito humano em espécies não-humanas, enquanto o termo "reencarnação" é usado apenas em referência à reencarnação humana. O Espiritismo opõe-se à doutrina da metempsicose, conforme entende esse termo, pois a transmigração da alma do homem para o animal implicaria na ideia de retrogradação evolutiva, o que entra em desacordo com um dos principais pontos da doutrina, que diz que o espírito apenas progride, nunca retrocede ou involui.[5]

Críticas

editar

Tomás de Aquino, no Capítulo LXXXII de sua Suma Contra os Gentios, descreve uma crítica contra a teoria da transmigração da alma humana em espécies animais, a partir da demonstração de que a alma dos animais racionais é diferente da alma dos animais brutos.[6]

Ele também argumenta que a metempsicose na espécie humana se baseia na ideia de que a alma é criada separada do corpo, o que, segundo ele, é falso.[7]

Ver também

editar

Referências

  1. «reincarnation summary | Britannica». www.britannica.com (em inglês). Consultado em 3 de fevereiro de 2024 
  2. «Reincarnation | Encyclopedia.com». www.encyclopedia.com. Consultado em 3 de fevereiro de 2024 
  3. McClelland, Norman C. (15 de outubro de 2018). Encyclopedia of Reincarnation and Karma (em inglês). [S.l.]: McFarland. ISBN 978-0786448517. Os quatro termos mais comumente usados, em ordem de popularidade, são renascimento ou reencarnação, transmigração, metempsicose e palingênese. Cada um destes termos é usado, em geral, para descrever um processo no qual uma única alma ou seu equivalente sobrevive à morte de um corpo apenas para entrar em outro corpo durante ou logo após a concepção biológica desse novo corpo. 
  4. "Metempsicose", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa (em linha), 2008-2013, (consultado em 22-01-2014).
  5. Kardec, Allan (213). O Que é Espiritismo. Brasília: FEB. pp. 115–116. ISBN 978-85-7328-766-0. A metempsicose dos antigos consistia na transmigração da alma do homem nos animais, o que implica uma degradação. [...] A pluralidade das existências, segundo o Espiritismo, difere essen- cialmente da metempsicose, em não admitir aquele a encarnação da alma humana nos corpos de animais, mesmo como castigo. 
  6. "Suma Contra os Gentios"
  7. «Thomas Aquinas: Quaestiones Disputatae de Potentia: English». isidore.co. Consultado em 3 de fevereiro de 2024 

Ligações externas

editar
 
Wikcionário
O Wikcionário tem o verbete metempsicose.