Abrir menu principal

Metodismo

religião de fé cristã protestante
(Redirecionado de Metodistas)
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde dezembro de 2013). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo metodismo na história da medicina, veja Metodismo (medicina).

O metodismo foi um movimento de avivamento espiritual cristão ocorrido na Inglaterra do século XVIII que enfatizou a relação íntima do indivíduo com Deus, iniciando-se com uma conversão pessoal e seguindo uma vida de ética e moral cristã. Outra ênfase forte do movimento foi o seu engajamento em questões de assistência e ação social. O metodismo foi liderado pelos Reverendos John Wesley (1703-1791) e seu irmão Charles Wesley (1707-1788), considerado um dos maiores expoentes da música sacra protestante, ambos ministros da Igreja Anglicana, .

Índice

Origem do metodismoEditar

Parte de uma série sobre
Metodismo
   
John Wesley George Whitefield

Contexto
Cristianismo
Protestantismo
Pietismo
Anglicanismo
Arminianismo
Wesleyanismo
Calvinismo

Doutrinas distintas
Artigos da Religião
Graça preveniente
Expiação governamental
Justiça transmitida
Perfeição cristã
Preservação condicional dos santos

Pessoas
Richard Allen
Francis Asbury
Thomas Coke
Albert C. Outler
James Varick
Charles Wesley

Outros grupos
Igreja Metodista Wesleyana
Conselho Mundial Metodista
Igreja AME
Igreja AME Sião
Igreja do Nazareno
Igreja CME
Igreja Metodista Livre
Igreja Metodista da Grã-Bretanha
Igreja Unida na Austrália
Igreja Metodista Unida

Movimentos relacionados
Igreja Moraviana
Movimento de Santidade
Exército da Salvação
Personalismo
Pentecostalismo

  Portal do Cristianismo

A origem do metodismo está ligada a três nomes: John Wesley, seu autor e organizador, Charles Wesley, seu irmão, escritor de hinos, e George Whitefield, um eloquente pregador e reavivalista. Em 1729, John, recém ordenado diácono, se reuniu com um grupo de estudantes organizado por seu irmão Charles, na Universidade de Oxford, com o propósito de estudar as Escrituras, e praticar a religião com fidelidade. John se tornou o líder do grupo, que, por decisão dos membros, ele chamou de "o clube santo (the holy club) e os metodistas". A sociedade se desfez em 1735.[1]

Mais tarde, após uma viagem à América (1736-1738), John Wesley organizou, em 1739, a primeira Sociedade Metodista, e abriu uma capela (The Foundry) em Londres. Como os púlpitos da Igreja Anglicana foram se fechando aos irmãos Wesley e Whitefield, este decidiu fazer as pregações ao ar livre. Seu sucesso foi enorme, e logo os irmãos Wesley seguiram seu exemplo.[1]

Mesmo permanecendo até a morte como membro da Igreja Anglicana, quando, em 1740, os seus seguidores foram excluídos da comunhão, Wesley passou a administrar a comunhão nas suas reuniões.[1] Quando da independência dos Estados Unidos, Wesley se viu obrigado a ordenar sacerdotes para o novo país republicano, e a separação com a Igreja Anglicana em terras americanas se tornou inevitável, e a nova igreja passou a ser chamada de Igreja Metodista Episcopal.[2] Na Inglaterra, isto só aconteceu em 1795, quatro anos após a morte de John Wesley e na ala calvinista. Na Ala wesleyana isso ocorreu em 1797.

Em 1742, foi criado um sistema de "classes", grupos pequenos de aproximadamente 12 pessoas nos quais os metodistas se aconselhavam e prestavam contas mutuamente de sua vida espiritual. Dois anos depois foi realizada a primeira conferência anual dos pregadores metodistas com o rev. John Wesley.[1]

Doutrinas metodistasEditar

O metodismo herdou muito da Reforma Inglesa, Wesley baseou os "25 Artigos do Metodismo" nos "39 Artigos da Religião Anglicana".[3] No metodismo existem ênfases distintas nas doutrinas da Reforma:

  • Autoridade - Em ampliação à aplicação de Sola Scriptura, proveniente da Reforma Protestante, o metodismo cria o princípio do Quadrilátero Wesleyano: Deve-se imaginar um quadrilátero com as Escrituras no centro, por serem as principais fontes de Revelação sobre Deus; As Escrituras, então, devem ser interpretadas pela Fé, pela Razão, Tradição e pela Experiência pessoal com Deus; Cada um destes itens deve ser colocado em uma das extremidades do quadrilátero. As Escrituras continuam como a suprema autoridade.
  • Arminianismo - Diferentemente do Calvinismo, o entendimento wesleyano concorda com o Arminianismo, onde a graça de Deus é livre, ou seja, é por todos e para todos os seres humanos. Assim, pela atuação do Espírito Santo, o homem pode responder com fé ao chamado universal de salvação de Deus por meio de Seu Filho, Jesus Cristo, que se sacrificou pela salvação do mundo. Ou pode, livremente, rejeitar essa graça. O Cristão, em casos extremos, pode até cair da Graça e perder a Salvação. Neste ponto discordam os Metodistas de Gales, conhecidos como "Metodistas Calvinistas", discípulos do Rev. George Whitefield, e que influenciaram grandemente o grande pregador do século XX, Martin Lloyd-Jones. Os "Metodistas Calvinistas" creem na Predestinação, na eleição incondicional, na Vocação Eficaz (Graça Irresistível), diferente da maioria dos metodistas, que são armínio-wesleyanos.
  • Salvação - é, conforme o ensino bíblico, baseada na Graça de Deus, que atua em três dimensões: Graça Preveniente (preparando para a salvação), Graça Justificadora (concedendo o perdão) e Graça Santificadora (renovando a natureza humana corrompida); o alvo é a plena santificação e a perfeição cristã (amor perfeito a Deus e ao próximo). Ser santificado não é ser como Deus, e sim tornar-se mais humano, ou seja, obedecer ao plano original que Deus tinha para o Ser Humano.

O metodismo na InglaterraEditar

O metodismo é herdeiro da Reforma Protestante, mediante a Igreja da Inglaterra, cujos 39 Artigos formam a base dos "Artigos de Religião do Metodismo" e cuja liturgia (O Livro de Oração Comum) exerceu grande influência na liturgia metodista. O metodismo aceitou as três colunas principais da Reforma: a Autoridade das Escrituras, a Justificação pela Fé e o Sacerdócio Universal dos crentes (que também podemos simbolizar pelos "3 Ps", ou seja, palavra, perdão e povo).

O metodismo nos Estados UnidosEditar

A primeira "Sociedade" metodista surgiu, em Londres, em fins de 1739 – vinte anos depois já se implantava no Novo Mundo. Em 1760, Natanael Gilbert, convertido por John Wesley, na Inglaterra, ao voltar para Antígua, no Caribe, começou a compartilhar as boas-novas com a população escrava. O mesmo impulso de missão espontânea fez o metodismo em Virgínia e Maryland, construiu rudes capelas de pau roliço, itinerou diversas das "Três Colônias", e até despertou vocações entre jovens dos Estados Unidos.

Pouco depois, numa outra família de metodistas imigrantes da Irlanda, a Sra. Barbara Heck estaria pressionando seu primo e pregador metodista, Filipe Embury, a iniciar uma missão de proclamação em Nova Iorque. Bem mais para o norte, encontrava-se um jovem imigrante, Guilherme Black, engajado na pregação leiga na Terra Nova, hoje parte do Canadá. Só alguns anos depois dos começos mencionados é que, a pedido dos metodistas arrebanhados do Novo Mundo, Wesley e os metodistas ingleses enviaram obreiros à guisa de missionários.

Desdobramentos do metodismoEditar

Dentre muitas outras, algumas denominações que emergiram do metodismo:

  • A Igreja Metodista Unida dos Estados Unidos, (United Methodist Church) - segunda maior denominação protestante dos Estados Unidos, organizada pela união de vários grupos evangélicos pietistas e metodistas.[4]
  • Igreja Metodista Episcopal Africana - ramo do metodismo americano voltado à comunidade negra.
  • Igreja Metodista Livre - ramo evangelicalista.
  • Movimento de Santidade - (Holiness Churches), como a Igreja do Nazareno.
  • Exército de Salvação - organização que enfatiza a prática das doutrinas sociais e crença da conversão pessoal do metodismo.
  • A concepção ecumênica do metodismo levou várias denominações a se unirem, como a Igreja Unida do Canadá, Igreja Valdense-Metodista na Itália, Igreja Unida da Austrália, Igreja Unida do Sul da Índia.
  • Igreja Metodista Wesleyana - Igreja surgida em 1967 em Nova Friburgo, Rio de Janeiro, a partir da Igreja Metodista do Brasil. De característica mais pentecostal.
  • Igreja Evangélica Metodista Portuguesa.
  • Irmandade Metodista Ortodoxa - fundada pelo pastor José Henriques da Matta juntamente com os outros colegas de ministério e sua equipe pedagógica em 31 de janeiro de 1934.
  • Igreja Metodista Renovada - fundada pelo pastor Joel Cardoso Junior no ano de 1993 na zona sul de São Paulo.
  • Igreja Wesleyana Unida - ramo do metodismo histórico, fundada a 13 de fevereiro de 1981.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c d The Original Catholic Encyclopedia, Methodism, III. History [em linha]
  2. John Foxe, Foxe's Book of Martyrs (1848) Chapter XX. An Account of the Life of John Wesley [em linha]
  3. Gouvêa Mendonça, Antônio. O celeste porvir: a inserção do protestantismo no Brasil. EdUSP, 2008. pp. 74. ISBN 8531410533
  4. Roberts, Keith A.; Yamane, David. Religion in Sociological Perspective. SAGE Publications, 2011. pp. 189. ISBN 1412982987