Abrir menu principal

Mi delirio (canção)

canção de Anahí
"Mi delirio"
Single de Anahí
do álbum Mi delirio
Lançamento 14 de agosto de 2009 (2009-08-14)
Formato(s) Download digital
Gênero(s)
Duração 3:13
Gravadora(s)
Composição
Produção Ulises Lozano
Cronologia de singles de Anahí
"El Regalo Más Grande"
(2009)
"Me Hipnotizas"
(2010)
Lista de faixas de Mi delirio
"Quiero"
(2)
Amostra de áudio
informação do ficheiro · ajuda

"Mi delirio" é uma canção gravada pela cantora e compositora mexicana Anahí, lançada como primeiro single do disco homônimo. Sua composição foi realizada pela própria Anahí em parceria com Gil Cerezo, Miguel Blas, Ulises Lozano e produzida pelo último. A canção foi lançada em 14 de agosto de 2009, através da gravadora EMI Music. Trata-se de uma faixa dos gêneros electropop, pop e dance-pop. Sua letra abrange temas como força, sedução e loucura.

A cantora chegou a atuar a canção em várias ocasiões, ainda como parte da promoção do álbum. A primeira apresentação aconteceu durante a edição de 2009 dos Premios Juventud, em 16 de julho daquele ano. A canção então foi nomeada a duas categorias a premiação, não tendo vencido em nenhuma. No Brasil, com a Mi Delirio World Tour, a canção foi interpretada pela primeira vez em 2 de novembro de 2009, durante a participação da intérprete no Programa do Jô.[1]

O videoclipe oficial do single, dirigido por Max Gutiérrez, foi divulgado em 15 de novembro de 2009. Apresenta Anahí em um manicômio, onde a cantora aparece usando lingerie preta. Logo após o lançamento o vídeo foi censurado em alguns países do mundo pelo YouTube por "conteúdo impróprio".[2] O clipe chegou ao primeiro lugar dos vídeos mais requisitados do Brasil, pela MTV, o que nenhuma intérprete mexicana havia conseguido antes. A repercussão rendeu a cantora duas nomeações a categorias voltadas á vídeos, uma para o Premios Juventud e outra para o Orgullosamente Latino.[3]

Índice

Antecedentes e composiçãoEditar

"Mi delirio" foi composta pela própria Anahí em colaboração com Gil Cerezo, Miguel Blas, Ulises Lozano e produzida por este último.[4] No dia 15 de agosto de 2008, após cinco álbuns de estúdio, quatro álbuns de vídeo e mais de quinze singles, o grupo RBD no qual Anahí era uma dos seis integrante anunciaram o fim da carreira.[5] Em entrevista ao Folhateen, a cantora afirmou que a inspiração para compor algumas faixas do álbum veio de acontecimentos do seu dia-a-dia.[5] Em uma entrevista a Adelante Magazine, Anahí revelou que suas músicas são obviamente pop, no entanto, com batidas eletrônicas e alternativas. Ainda revelou que estava escrevendo a canção em dezembro de 2008, quando o fim do grupo RBD estava em andamento.[3]

Recepção críticaEditar

No geral, "Mi delirio" foi bem recebida pela crítica especializada. Tijana Ilich, editora do portal About.com, relatou em uma lista contendo canções e vídeos da indústria musical latina, que de todos os membros do RBD, Anahí é a única que parece ter os movimentos sensuais que são necessárias para torná-la uma grande estrela pop feminina nos dias de hoje, referenciando a canção e sua performance no Premios Juventud 2009.[6][7] Foi relatado por Diego Alvez, do portal POPLine que "o álbum Mi delirio trás músicas bem pop, tal como a faixa-título do álbum". Ainda completou que: "As canções tem um pegada mais hot onde a cantora esbanja sensualidade.[8]

Apresentações ao vivoEditar

 
Anahí interpretando a versão cabaret da canção durante a terceira fase da Mi Delirio World Tour, em São Paulo (2011).

Em julho de 2009, Anahí deu inicio a sua primeira turnê após o término do grupo RBD, em qual ela era integrante. A primeira atuação da canção na sexta edição dos Premios Juventud, realizado em Miami, nos Estados Unidos. A atuação da cantora foi eleita pela revista People como a melhor do evento.[9] Na ocasião, a cantora surge em um andaime, vestida com roupas de pedreiro e um capacete vermelho e interpreta a canção com cerca de vinte pessoas de ambos os sexos.[9] As primeiras visitas da cantora ao Brasil para promover o disco aconteceram ainda em 2009, entre 7 e 15 de agosto. Ao todo foram nove apresentações realizadas em sete cidades diferentes, tais como Rio de Janeiro e São Paulo.[10][11] Anahí ainda atuou em um concerto realizado na Cidade do México, na Praça de touros.[3][12]

Em 3 de novembro daquele ano, Anahí deu início a sua segunda turnê, a Mi Delirio World Tour.[13] A cantora desembarcou mais uma vez no Brasil antes mesmo dos shows começarem, onde além de uma entrevista no Programa do Jô ela apresentou a faixa "Hasta Que Me Conociste".[1] A cantora ainda realizou espetáculos na Guatemala, Croácia, Espanha, Honduras, Costa Rica, Paraguai, Panamá, Eslovênia, entre outros países.[14][15] Anahí encerrou a turnê no México, no Teatro del Pueblo na cidade Querétaro.[16] Devido ao grande desastre natural no Chile conhecido como Sismo do Chile em 2010,[17] Anahí anunciou que doaria todo dinheiro arrecadado em seus shows realizados em Monterrey e Guadalajara ao país.[18]

Vídeo musicalEditar

"Em seu primeiro vídeo como cantora solo, Anahi apresenta-se completamente diferente do que estávamos acostumados a ver no RBD, e estamos muito satisfeitos."

O vídeo da canção foi dirigido por Max Gutiérrez, gravado a 16 de outubro de 2009 em Los Angeles, na California.[19] O lançamento ocorreu em novembro seguinte através do site americano Univision. A história contada no videoclipe, assim como na canção, é sobre um amor não correspondido que deixa Anahí louca, fazendo com que ela seja internada em um manicômio.[20][21]

Em 30 de novembro daquele ano, através do serviço Vevo da EMI, o vídeo foi publicado em sua conta oficial no Youtube. Mas tarde, chegou a ser bloqueado em alguns países por apresentar "conteúdo impróprio".[22][23] Este videoclipe chegou ao primeiro lugar dos vídeos mais requisitados no Brasil, pela MTV, o que nenhuma intérprete mexicana havia conseguido antes.[24] Em 11 de janeiro de 2010 foi divulgada um lista dos melhores clipes pelo portal POPLine, onde Anahí ficou na primeira posição, deixando para trás cantoras como Lady Gaga, Rihanna, Beyoncé e Britney Spears.[3][25] Em 2017, o vídeo musical foi transferido pro canal Vevo da cantora.

Faixas e versõesEditar

Anahí esteve envolvida em todo processo das remisturas feitas para promover o single nas rádios. Foram feitas duas versões alternativas da canção, a acústica e a misturada.[26] A versão original e as duas alternativas foram produzidas por Ulises Lozano.[26]

Descarga digital
N.º TítuloCompositor(es)Produtor(es) Duração
1. "Mi delirio"  Anahi, Gil Cerezo, Miguel Blas, Ulises LozanoUlises Lozano 3:13

Créditos de elaboraçãoEditar

Lista-se abaixo todos os profissionais envolvidos na elaboração de "Mi delirio", de acordo com o portal AllMusic Guide.[4]

  • Composição - Anahi, Gil Cerezo, Miguel Blas, Ulises Lozano, Graciela Carballo, Rafael Esparza-Ruiz
  • Produção - Ulises Lozano
  • Vocais - Anahí
  • Violoncelo - María Valle Castañeda, Sergio Rodriguez
  • Bateria - Enrique "Bugs" Gonzáles
  • Viola - Ricardo David, Ulises Manuel Gomez Pinzón, Orozco Buendía
  • Violino - López Pérez, Arturo Fonseca Miquel, Alan Lerma, Jesús De Rafael, José Del Aguila Cortés

Desempenho comercialEditar

"Mi delirio" fez a sua estreia nas tabelas musicais dos Estados Unidos através da Billboard Latin Pop Songs na vigésima nona posição, na qual permaneceu por sete semanas, tendo sido esta a sua melhor posição.[27] Ainda alcançou a vigésima segunda colocação na parada Billboard Latin Rhythm Airplay.[3][28]

País Tabela (2009) Melhor
posição
  Estados Unidos Billboard Latin Pop Songs[27] 29
Billboard Latin Rhythm Airplay[28] 22

Prêmios e indicaçõesEditar

A obra recebeu diversas nomeações a prêmios da indústria fonográfica mundial, das quais destacam-se três nomeações aos Premios Juventud; uma indicação ao Orgullosamente Latino; uma ao Premios People en Español. O videoclipe da música também recebeu duas nomeações, não vencendo nenhuma.

Ano Prêmio Categoria Resultado
2010 Premios Juventud[29] "A (canção) mais pegajosa" Indicado
2010 "Meu vídeo favorito" Indicado
2010 "Meu Ringtone" Indicado
2010 Orgullosamente Latino[30] "Vídeo Latino do Ano" Indicado
2010 Premios People en Español[31] "Canção do Ano" Indicado

Histórico de lançamentoEditar

A canção foi lançada no Estados Unidos para descarga digital no dia 14 de agosto de 2009, mais tarde, sendo lançada nas rádios. No México foi lançada nas rádios em 1 de outubro de 2009. Em janeiro do ano seguinte, foi lançada nas rádios mexicanas a versão misturada com Ken e Mix.

País Data Formato/Versão Gravadora
  Estados Unidos 14 de agosto de 2009 descarga digital[32] EMI Music
1 de outubro de 2009 Lançamento para as rádios[33]
  México 19 de janeiro de 2010 Versão remix, por Kinky[34]
Versão remix, por Ken e Mix[35]

Referências

  1. a b «Entrevista com Anahí». Programa do Jô. 2 de novembro de 2009. Rede Globo 
  2. «Veja o clipe de Anahí (ex-RBD) censurado no You Tube por conteúdo impróprio». UOL. Consultado em 28 de junho de 2012. Cópia arquivada em 17 de abril de 2013 
  3. a b c d e «Anahí, Mi Delirio». Adelante Magazine. Consultado em 28 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 17 de abril de 2013 
  4. a b «Mi Delirio - Allmusic.com» (em inglês). Allmusic Guide. Consultado em 28 de junho de 2012 
  5. a b SAMIA MAZZUCCO. «Para a ex-RBD Anahí, carreira solo é "mais pop e sexy"». Consultado em 19 de setembro de 2012. Cópia arquivada em 17 de abril de 2013 
  6. «Latin Music Songs and Videos» (em inglês). Portal About.com. Consultado em 28 de junho de 2012. Cópia arquivada em 17 de abril de 2013 
  7. «Anahi - RBD's Anahi Performs at Premios Juventud 2009» (em inglês). Portal About.com. Consultado em 28 de junho de 2012. Cópia arquivada em 17 de abril de 2013 
  8. Diego Alvez. «Futuro POP: Anahí, a menina do RBD começa a dar seus primeiros passos em carreira solo». POPLine. Consultado em 28 de dezembro de 2012 [ligação inativa]
  9. a b Natelinha.com. «Anahí lança sua nova música - Univision». UOL Mais. Consultado em 28 de junho de 2012 
  10. «Anahí escolhe São Paulo para debutar em DVD». Laboratório Pop. Consultado em 28 de junho de 2012 [ligação inativa]
  11. «Ex-RBD Anahí começa turnê no Brasil nesta terça-feira». G1. Consultado em 21 de janeiro de 2012 
  12. «Concierto Exa 2009». lastfm.com. Consultado em 21 de janeiro de 2012 
  13. «Anahí asegura que como solista sonará diferente a RBD» (em espanhol). Música Terra. Consultado em 28 de junho de 2012 
  14. «Anahi - Mi Delírio». EMI. Consultado em 19 de setembro de 2012 [ligação inativa]
  15. «Anahí, en Argentina». 26 notícias. Consultado em 18 de setembro de 2012 
  16. «Dulce María se apresentará dia 19 de agosto na FENAPO 2011». POPLine. Consultado em 18 de setembro de 2012 [ligação inativa]
  17. «Chilean quake toll jumps to 708». BBC News. 28 de fevereiro de 2010. Consultado em 28 de fevereiro de 2010 
  18. «Ex-RBD Anahí doa dinheiro de shows no México para o Chile». O fuxico. 5 de março de 2012. Consultado em 21 de janeiro de 2012 
  19. «Cantora mexicana Anahí lança o clipe "Mi Delirio"; veja o clipe». Coritiba Online. Consultado em 6 de janeiro de 2012 [ligação inativa]
  20. Aline Vieira. «Anahí 'faz a louca' em clipe de "Mi Delirio"». UOL. Consultado em 6 de janeiro de 2012 
  21. «Abusada! Novo clipe de Anahí é censurado no YouTube». O fuxico. 15 de dezembro de 2009. Consultado em 19 de janeiro de 2012 
  22. «First Look "Mi Delirio" Anahí» (em inglês). Mundo Six. Consultado em 28 de junho de 2012. Arquivado do original em 27 de fevereiro de 2012 
  23. «Anahi's New Video for "Mi Delirio" to Premiere on November 18th on Univision.com» (em inglês). PerMusic. Consultado em 28 de junho de 2012 
  24. «Anahí llega a la posición número uno en Brasil» (em espanhol). Música Terra. Consultado em 28 de junho de 2012 
  25. «TOP Request: A parada de clipes do POPLine volta com Anahí em #1». POPLine. Consultado em 3 de outubro de 2012. Arquivado do original em 14 de janeiro de 2010 
  26. a b «Mi Delirio (Edición Deluxe)» (em espanhol). Portal Ofuxico. Consultado em 28 de junho de 2012 
  27. a b «Latin pop Songs: Mi delirio» (em inglês). Revista Billboard. Consultado em 30 de maio de 2012 
  28. a b «Latin Rhythm Airplay 2009-12-19». Billboad.biz. Nielsen Business Media, Inc. 19 de dezembro de 2009. Consultado em 8 de julho de 2011 
  29. «Anahí habló de sus nominaciones a Premios Juventud» (em espanhol). Portal Univison. Consultado em 30 de maio de 2012 
  30. «Anahí da batalla en OL 2010» (em espanhol). Ritmoson Latino. Consultado em 30 de maio de 2012 
  31. «Ganadores: Música: MEJOR CANCIÓN DEL AÑO: Página 2 : PeopleEnEspañol.com» (em espanhol). Revista People. Consultado em 30 de maio de 2012 
  32. «Mi Delirio - single de Anahí» (em espanhol). iTunes. Consultado em 30 de julho de 2012 
  33. «Anahí lanza en todas las radios Mi Delirio, su primer sencillo.» (em espanhol). Univison. Consultado em 18 de agosto de 2012 
  34. «Download: "Mi Delirio" (Remix Kinky) - Single by Anahí». Itunes. Consultado em 14 de março de 2012 
  35. «Download: "Mi Delirio" (Ken y Mix) - Single by Anahí». iTunes. Consultado em 14 de agosto de 2012 

Ligações externasEditar