Michael Gambon

ator irlandês

Sir Michael John Gambon, Kt, CBE (Dublin, 19 de outubro de 1940Witham, 28 de setembro de 2023[1]) foi um ator irlandês. É mais conhecido por interpretar Albus Dumbledore a partir do terceiro filme da saga Harry Potter, após a morte de Richard Harris, que interpretou o personagem nos dois primeiros filmes.

Michael Gambon
Michael Gambon
Michael Gambon
Nome completo Michael John Gambon
Nascimento 19 de outubro de 1940
Dublin, Irlanda
Nacionalidade irlandês
britânico
Morte 28 de setembro de 2023 (82 anos)
Witham, Inglaterra
Ocupação Ator
Cônjuge Anne Miller
Prémios Screen Actors Guild
Melhor Elenco em Cinema
2002 – Gosford Park
2011 – The King's Speech
Prémios BAFTA
Melhor Ator em Televisão
2002 - Perfect Strangers
2001 - Longitude
2000 - Wives and Daughters
1987 - The Singing Detective
Outros prêmios
Satellite Award de Melhor Elenco em Cinema
2002 - Gosford Park

Nasceu em Dublin, capital da Irlanda, e emigrou para o Reino Unido em 1945 com cinco anos. Ele estudou em uma escola católica.

Biografia editar

Depois de se integrar ao Teatro Nacional Real, sob a Diretoria Artística do Laurence Olivier, Gambon conseguiu vários papéis escritos por Alan Ayckbourn. Sua carreira deslanchou em 1980 quando atuou na peça A Vida de Galileu, de Bertolt Brecht, numa produção do dramaturgo inglês John Dexter.[2]

Desde então Gambon apresentou-se regularmente no Teatro Nacional Real e no Royal Shakespeare Company, em papéis que incluem Rei Lear, Otelo, Macbeth e Coriolano. Foi descrito por Ralph Richardson como “O Grande Gambon” e considerado uma das maiores celebridades teatrais britânicas.

Por suas atuações, recebeu da Rainha Elizabeth II, em 1998, o título de "Sir".

Em 2002 foi escolhido como o sucessor de Richard Harris no papel de Dumbledore, o diretor da escola de Hogwarts, na série cinematográfica Harry Potter. O então sucessor de Richard, Ian McKellen, recusou o papel porque Richard havia o criticado anos antes.[3]

Vida pessoal editar

Gambon casou-se com Anne Miller com 22 anos, mas sempre foi reservado sobre sua vida pessoal, respondendo nas entrevistas, quando perguntavam sobre ela: "que esposa?". O casal viveu próximo a Gravesand, Kent, onde ela tinha uma oficina. Eles tiveram um filho, Fergus, o especialista em cerâmica do programa da BBC Antiques Roadshow. Nas honrarias anuais de 1998, Gambon foi considerado Cavaleiro Celibatário por seus "Serviços Teatrais",[4] e no dia 17 de julho de 1998, foi honrado por Carlos, Príncipe de Gales.

Em 2001, durante as filmagens de Gosford Park, Gambon conheceu Philippa Hart, com quem iniciou um relacionamento. Quando o envolvimento do dois se tornou público Gambon mudou-se de sua casa e passou a viver junto com Philippa.[5] O casal teve dois filhos, o primeiro em fevereiro de 2007 e o segundo em 2009.[6][7]

Gambon possuía Brevê e sua paixão por carros o fez aparecer no programa Top Gear em dezembro de 2002. Gambon dirigiu um Suzuki Liana e estava dirigindo tão agressivamente que voou na última curva. Desde então, a última curva do circuito de testes do programa recebeu o nome de Gambon.

Morte editar

Gambon morreu no hospital em 28 de setembro de 2023, aos 82 anos, após uma tentativa de tratamento para uma pneumonia.[8]

Michael Gambon supostamente tinha um patrimônio líquido de 20 milhões de dólares no momento de seu falecimento, em setembro de 2023, de acordo com o Celebrity Net Worth. Ele construiu sua riqueza tendo uma carreira próspera no teatro, cinema e televisão. Ele foi um dos atores mais queridos de sua geração e recebeu inúmeras homenagens por suas atuações, incluindo um Tony Award e quatro BAFTA TV Awards.[9]

Prêmios e indicações editar

  • Melhor Ator pela Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films em “Toys” (1992)
  • Vencedor do BAFTA Awards nos anos 1987, 2000, 2001 e 2002
  • Nomeado para o Broadcast Film Critics Association Awards por “The Life Aquatic with Steve Zissou” (2004)
  • Ganhador do Broadcasting Press Guild Awards por “The Singing Detective” (1986)
  • Indicado ao Emmy Awards por “Path to War” (2002)
  • Vencedor do Florida Film Critics Circle Awards por “Gosford Park” (2001)
  • Nomeado ao Globo de Ouro de Melhor Ator por “Path to War” (2002)
  • Vencedor do SAG Awards de Melhor Elenco por “Gosford Park” (2001)

Filmografia editar

Referências

  1. «Michael Gambon, 2º ator a interpretar Dumbledore em 'Harry Potter', morre aos 82 anos». G1. 28 de setembro de 2023. Consultado em 28 de setembro de 2023 
  2. «Michael Gambon». prezi.com. Consultado em 28 de setembro de 2023 
  3. http://movies.yahoo.com/person/ian-mckellen/
  4. «Page 1 | Supplement 54993, 30 December 1997 | London Gazette | The Gazette». www.thegazette.co.uk. Consultado em 15 de janeiro de 2016 
  5. Weiler, Lauren (28 de setembro de 2023). «Who Was Michael Gambon's Wife, Who Was His Mistress, and How Many Kids Did He Have?». Showbiz Cheat Sheet (em inglês). Consultado em 28 de setembro de 2023 
  6. Strang, Fay (16 de fevereiro de 2015). «The Casual Vacancy's Sir Michael Gambon's TWO families revealed: Wife of 50 years and lover 25 years younger». mirror (em inglês). Consultado em 28 de setembro de 2023 
  7. «Harry Potter actor Sir Michael Gambon becomes a father at 68». The Telegraph (em inglês). 22 de junho de 2009. Consultado em 28 de setembro de 2023 
  8. Wiegand, Chris (28 de setembro de 2023). «Michael Gambon, star of Harry Potter and The Singing Detective, dies aged 82». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 28 de setembro de 2023 
  9. asad, hadlines (28 de setembro de 2023). «Exclusive News Michael Gambon, Harry Potter, Dies at 82». hadlines (em inglês). Consultado em 30 de setembro de 2023 
  10. IMDB

Ligações externas editar