Microexpressão

(Redirecionado de Micro expressões)
Contrações musculares da face via estímulo elétrico (em Mécanisme de la Physionomie Humaine, 1862) de Guillaume-Benjamin Duchenne

A microexpressão (pré-AO 1990: micro-expressão) é uma expressão facial involuntária mostrada na face do ser humano, quando este tenta esconder uma emoção[1]. Elas costumam ocorrer em situações de tensão, onde as pessoas têm algo a perder ou a ganhar. Diferentemente das expressões faciais normais, é difícil disfarçar e não se pode fingir uma micro expressão.

No âmbito da sua teoria pioneira NeuroFACS 3.0 (Neuro Facial Action Coding System 3.0), o Dr. Freitas-Magalhães criou, em 2019, os conceitos de Neuromicroexpressão e Neuromacroexpressão. [2][3], atualmente utilizada pela Interpol, Federal Bureau of Investigation, Agência de Segurança Nacional, diversos órgãos policiais e pela comunidade científica.

Segundo o psicólogo norte-americano Paul Ekman as sete emoções universais são: nojo, raiva, medo, tristeza, alegria, surpresa e desprezo.[4] No entanto, Paul Ekman expandiu sua lista de emoções básicas, incluindo uma gama de emoções positivas e negativas dos quais nem todas são codificadas nos músculos faciais. Estas emoções são: diversão, desprezo, excitação, culpa, mentira, orgulho, alívio, satisfação, prazer e vergonha. Tais expressões duram por volta de meio segundo.

TiposEditar

Comuns

Aparecem quando as pessoas tentam deliberadamente ocultar suas emoções (ou inconscientemente reprimir suas emoções), visível apenas a pessoas treinadas.

Sutis

São "mini" movimentos faciais que muitas vezes aparecem em apenas uma região do rosto: as sobrancelhas, cantos dos olhos, pálpebras, bochechas, nariz ou boca. Esses pequenos movimentos podem ocorrer quando uma emoção começa gradualmente. Os indivíduos apresentam expressões tão leves que podem passar desapercebidas pelo próprio indivíduo de que ele ou ela estão exteriorizando sentimentos de emoção.

TécnicaEditar

Durante uma consulta ou interrogatório, além de concentrar-se na linguagem oral, é dada especial atenção aos micro movimentos faciais involuntários. Associados a uma imagem apresentada, a palavra proferida ou ouvida pelo indivíduo, é possível detectar-se o tipo de emoção que aquela imagem, palavra ou conjunto de palavras provoca no seu inconsciente. Ao longo de um breve diálogo, é possível saber-se com precisão os sentimentos e emoções geradas e não verbalizadas. Em muitos casos, essa técnica substitui o Polígrafo (detector de mentiras).

Ver tambémEditar

Referências

  1. Freitas-Magalhães, A. (2012). Microexpression and macroexpression. In V. S. Ramachandran (Ed.), Encyclopedia of Human Behavior (Vol. 2, pp.173-183). Oxford: Elsevier/Academic Press. ISBN 978-008-088-575-9x
  2. Freitas-Magalhães, A. (2019). Human Microexpressions: Brain, Face and the Emotion.Porto: FEELab Science Books. ISBN 9789898766649
  3. Freitas-Magalhães, A. (2019). NeuroFACS 3.0: A Neurociência da Face.Porto: FEELab Science Books. ISBN 9789898766618
  4. P. Ekman, “Facial Expressions of Emotion: an Old Controversy and New Findings”, Philosophical Transactions of the Royal Society, London, B335:63-69, 1992