Miguel Araújo

músico português

Miguel Costa Pinheiro de Araújo Jorge (Maia, 13 de julho de 1978) é um músico português.

Miguel Araújo
Miguel Araújo
Fotografia de Paulo Bico
Informação geral
Nome completo Miguel Costa Pinheiro de Araújo Jorge
Nascimento 13 de julho de 1978 (45 anos)
Origem Maia
País Portugal
Gênero(s) Rock, folk, pop, bossa nova, adult contemporary
Instrumento(s) vocal, guitarra, ukelele, baixo, piano, maraca
Período em atividade 2002 – presente

Carreira editar

Miguel Araújo é um músico, autor e intérprete português. Para além das canções editadas em nome próprio, escreve habitualmente para outros artistas, como é o caso de Ana Moura, António Zambujo, Carminho, Ana Bacalhau, Raquel Tavares, entre outros.

Começou a gostar de música em 1989, influência dos seus tios, que tinham uma banda de covers dos anos 1960/70 (Bob Dylan, Beatles, Rolling Stones, etc.), e nesse ano recebeu de presente o seu primeiro baixo. Fez parte dos Yellow Lello (onde também estava Marlon, com quem tocou n'Os Azeitonas). Depois vieram os Tsé Tsé, que lançaram um álbum pela BMG, mas que terminaram logo a seguir.

Ficou conhecido como integrante da banda Os Azeitonas, sobre o seu pseudónimo Miguel AJ (ou Miguel Araújo Jorge). Os Azeitonas formaram-se em 2002, aquando de uma viagem de faculdade. Decide trocar o baixo pela guitarra, para poder cantar ao mesmo tempo. É neste grupo que começa a compor. O álbum de estreia, Um Tanto ou Quanto Atarantado, é editado em 2005 pela editora Maria Records, de Rui Veloso. Ao longo dos anos, a banda viria a lançar vários sucessos, como "Quem és tu Miúda", "Anda Comigo ver os Aviões", "Ray-dee-oh" ou "Tonto de Ti", todos da autoria de Miguel Araújo.

Em dezembro de 2007, cria o Blogue do Mendes. Com o seu alter ego Mendes, estreia-se ao vivo em 18 de junho de 2009 [1]. A partir de fevereiro de 2010, começa a colaborar com João Só[2] e lançam o EP Não Entres Nesse Comboio Amor, pela Optimus Discos.

Entretanto, António Zambujo grava o tema "Reader's Digest", escrito por Araújo, para o seu disco Guia.

Além do disco com João Só, participou nos espetáculos Como Desenhar Mulheres, Motas e Cavalos, de Nuno Markl.[3] Gravou ainda o tema musical de encerramento da série humorística Rádio Calipso (2011/12), do Canal Q, também protagonizada por Markl.

Em maio de 2012, lançou o seu primeiro álbum a solo, Cinco dias e meio. Este álbum conta com sucessos como "Os Maridos das Outras", "Reader's Digest", "Autopsicodiagnose", "Fizz Limão" e "Capitão Fantástico". A música Os Maridos das Outras ganhou bastante notoriedade pela melodia simples e original e pela letra divertida, brincando com preconceitos sobre o casamento e as diferenças dos sexos. O álbum entrou no top 3 das vendas em Portugal.[4] Como segundo single do álbum, foi divulgado a música "Fizz Limão". Na letra, o músico fala de maneira irónica das saudades e nostalgias portuguesas e especialmente da sua geração.[5]

António Zambujo ("O Que é Feito Dela") e Ana Moura ("E Tu Gostavas de Mim") gravam músicas da sua autoria nos discos que lançam em 2012.

Continua entretanto a dar prioridade ao seu trabalho nos Azeitonas, enquanto desenvolve atividades musicais paralelas. Nessa altura, estava a trabalhar num disco de canções para crianças com António Zambujo, Pedro Silva Martins (Deolinda) e Luísa Sobral e mantinha um outro projeto paralelo, Os da Cidade, com António Zambujo, João Salcedo (teclista d'Os Azeitonas) e Ricardo Cruz.

O sucessor de "Cinco Dias e Meio" saiu no dia 21 de abril de 2014, e tem como nome "Crónicas da Cidade Grande". É composto, segundo Miguel Araújo, por "cantigas simples, que contam pequenas histórias, nada de muito chique". Neste disco colabora com João Martins, que fez os arranjos para algumas músicas. Músicas como "Contamina-me", "Balada Astral" (com a então desconhecida Inês Viterbo), "Cartório", "José", "Romaria das Festas de Santa Eufémia" (com António Zambujo), "Recantiga" e "Valsa Redonda" (com Marcelo Camelo) estão incluídas neste trabalho. O álbum entrou diretamente para o número 1 do top de discos do iTunes e para o top 3 da tabela portuguesa de vendas de álbuns.

Em agosto de 2015, Miguel Araújo e António Zambujo anunciaram, nas respetivas redes sociais, um concerto conjunto com apenas os dois músicos em palco, nos Coliseus do Porto e Lisboa. As datas esgotaram rapidamente e o espetáculo acabou por se tornar num autêntico fenómeno sem precedentes, esgotando um total de 28 datas entre as duas salas.

A 11 de outubro de 2016, Os Azeitonas anunciam a novidade nas redes sociais de que Miguel Araújo abandonou a banda portuense para se dedicar à sua carreira a solo.

Giesta, o terceiro álbum de originais de Miguel Araújo, foi editado a 19 de maio de 2017. Dele fazem parte os singles "1987" - em dueto com Catarina Salinas (Best Youth) - "Axl Rose" e "Meio Conto".

Em 2018, editou o livro de crónicas Penas de Pato, pela editora Companhia das Letras.Em 2020, foi editado o seu sucessor, Seja o que for. Luísa Mellid-Franco, do Expresso, atribuiu ao livro 4 estrelas em 5: "Um livro belíssimo, a não perder. (...) um livro de exceção".

Em 2021, foi editado o álbum Peixe Azul, gravado durante o confinamento de 2020. Nele, Miguel Araújo assina a autoria da totalidade das músicas, a produção, o grafismo e a execução da totalidade dos instrumentos. "Um tesouro nacional", de acordo com Luís Guerra, do Expresso, que também destaca a "escrita cada vez mais apurada e transparente". Manuel Falcão (Blitz, Se7e, O Independente, Expresso, etc), a propósito de Peixe Azul, escreveu na sua coluna semanal do Jornal de Negócios que "Miguel Araújo é quem melhores canções escreve e interpreta hoje em dia em Portugal".

Em julho de 2021, a cidade da Maia condecorou Miguel Araújo com a Medalha de Mérito (Grau Ouro), numa cerimónia no Salão Nobre do Paços do Concelho da Câmara Municipal da Maia.

O nome de Miguel Araújo nem sempre esteve livre de controvérsia: o músico deu um concerto na cidade de Alcobaça no dia 2 de agosto de 2023, espetáculo esse que foi anunciado como sendo de "acolhimento" aos peregrinos da Jornada Mundial da Juventude de 2023, que se estava a realizar então em Lisboa, sendo que o concerto se deu no segundo dia do evento. O evento foi adjudicado a uma empresa de publicidade da Benedita,[6] vila que pertence ao concelho de Alcobaça. Os moldes do contrato - através de um "concurso urgente", com um orçamento de cerca de 48 mil euros e publicado em Diário da República - entre a Câmara Municipal de Alcobaça e o músico foram questionados pelo ramo local da Iniciativa Liberal[7] e pelos vereadores do PS[8] naquela câmara municipal, a única oposição nesse organismo ao executivo liderado por Hermínio Rodrigues, que respondeu depois que as acusações tinham um "tom populista" e que aquele concerto "faz parte de uma estratégia de âmbito nacional".[9] Miguel Araújo já havia atuado a solo em 2014[10], 2016 e 2019 em Alcobaça e em 2017 na Benedita.

Discografia editar

Ano Editora Álbum
2010 Optimus Discos Mendes e João Só
2012 EMI Cinco Dias e Meio
2014 Warner Music Crónicas da Cidade Grande
2015 Warner Music Cidade Grande Ao Vivo no Coliseu do Porto
2017 Warner Music Giesta
2021 Chiu Peixe Azul
2022 Chiu As Canções da Esperança
2022 Chiu Chá Lá Lá

Livros editar

  • Penas de Pato (2018), Companhia das Letras
  • Seja o que For (2020), Companhia das Letras

Prémios e nomeações editar

Ano Trabalho Prémio Resultado
2013 Prémios Lux “personalidade masculina do ano na área da música" Nomeado
"Maridos das Outras" Globos de Ouro - Melhor Música Nomeado
Globos de Ouro - Melhor Intérprete Nomeado
Prémio Autores Nomeado
Gala Melhores do Ano (RTP) - Canção do Ano Nomeado
Os Azeitonas MTV Europe Music Awards - Best Portuguese Act Nomeado
2014 "Ray Dee Oh" - Os Azeitonas Globos de Ouro - Melhor Música Nomeado
Os Azeitonas Globos de Ouro - Melhor Banda Nomeado
2015 "Balada Astral" Globos de Ouro - Melhor Melhor Música Nomeado
"Pica do Sete" Globos de Ouro - Melhor Música Vencedor
2016 "Será Amor" Prémios Sophia - Melhor Canção Original para um filme (Canção de Lisboa) Nomeado
2017 MTV Europe Music Awards - Best Portuguese Act Nomeado
Festival F Iberian Festival Awards - Best Live Performance Vencedor
"Axl Rose" Bang Awards Animation Festival Vencedor
2018 Globos de Ouro - Melhor Intérprete Individual Nomeado
2019 Globos de Ouro - Melhor Espetáculo ao Vivo Nomeado
2020 "Catavento da Sé" (canção interpretada por António Zambujo) Prémios aRitmar - Melhor canção em língua portuguesa Vencedor
2020 "Talvez se eu Dançasse" Prémios aRitmar - Melhor canção em língua portuguesa 2ª classificado

Referências

  1. [1]
  2. [2]
  3. www.tvi24.iol.pt, visitada a 16 de setembro 2012
  4. www.acharts.us, visitada a 16 de setembro de 2012
  5. www.bllitz.sapo.pt, visitada a 16 de setembro 2012
  6. «DETALHE - Contrato». BASE. 20 de julho de 2023. Consultado em 29 de julho de 2023 
  7. «Talvez não saibam, mas Alcobaça...». Facebook - Iniciativa Liberal Alcobaça. 24 de julho de 2023. Consultado em 25 de julho de 2023 
  8. «PS - Concelho de Alcobaça». Facebook. 25 de julho de 2023. Consultado em 27 de julho de 2023 
  9. Rodrigues, Hermínio (25 de julho de 2023). «ESCLARECIMENTO SOBRE O CONCERTO DE MIGUEL ARAÚJO». Câmara Municipal de Alcobaça. Consultado em 27 de julho de 2023 
  10. «Feira de São Bernardo - 20 a 24 de Agosto». UF Alcobaça e Vestiaria. 14 de agosto de 2014. Consultado em 2 de agosto de 2023 

Ligações externas editar