Mike Budenholzer

basquetebolista estadunidense

Michael Vincent Budenholzer[1] (Holbrook, 6 de agosto de 1969) é um treinador americano de basquete profissional atualmente treina o Milwaukee Bucks da National Basketball Association (NBA).

Mike Budenholzer
Mike Budenholzer
Budenholzer em 2021
Informações pessoais
Nome completo Michael Vincent Budenholzer
Data de nasc. 06 de agosto de 1969 (53 anos)
Local de nasc. Holbrook, Arizona,  Estados Unidos
Informações profissionais
Período como treinador 1993–presente
Times que treinou
Anos Clubes Jogos (V - D)
1993–1994
1996–2013
2013–2018
2018–Presente
Vejle BK
San Antonio Spurs (Assistente)
Atlanta Hawks
Milwaukee Bucks


449 (230-219)
367 (251-116)

Antes de chegar aos Bucks, Budenholzer passou cinco temporadas como treinador do Atlanta Hawks e 18 temporadas com o San Antonio Spurs, servindo como coordenador de vídeo nas duas primeiras temporadas e depois como assistente técnico do treinador Gregg Popovich.

Budenholzer é comumente referido por outros treinadores, jogadores e meios de comunicação como "Bud" ou "Coach Bud", de maneira semelhante ao seu mentor Popovich.

Carreira como jogadorEditar

Natural de Holbrook, Arizona, Budenholzer estudou no Pomona College e jogou quatro anos de basquete e golfe e foi nomeado Atleta Sênior de Destaque em 1993. Ele se formou em filosofia, política e economia.[2]

Em 19 de setembro de 2015, Budenholzer foi introduzido no Pomona-Pitzer Hall of Fame.[3]

Carreira como treinadorEditar

Após a universidade, ele passou a temporada de 1993-94 na Dinamarca, jogando profissionalmente pelo Vejle Basketball Klub, onde obteve uma média de 27,5 pontos e também atuou como treinador de dois times do sistema juvenil do clube.[4]

San Antonio SpursEditar

 
Budenholzer como assistente técnico do San Antonio Spurs

No início da temporada de 1994-95, Budenholzer foi contratado pelo San Antonio Spurs da National Basketball Association (NBA) como coordenador de vídeo. Ele ocupou esse cargo por dois anos antes de ser nomeado assistente técnico sob o comando do técnico Gregg Popovich no início da temporada de 1996-97. Budenholzer fazia parte das equipes que venceram quatro títulos da NBA enquanto estava nos Spurs.[4]

Atlanta HawksEditar

Budenholzer deixou San Antonio no final dos playoffs de 2013 para começar sua nova carreira como treinador principal do Atlanta Hawks.[5] Os Hawks se classificaria para os playoffs da Conferência Leste como a 8ª melhor campanha em sua primeira temporada como treinador, mas perderia para o Indiana Pacers na primeira rodada.

Budenholzer foi nomeado o Técnico do Mês da Conferência Leste em dezembro de 2014, depois de liderar os Hawks a um recorde de 14-2 no mês. Ele foi nomeado treinador principal da equipe da Conferência Leste no All-Star Game da NBA de 2015 em virtude de Atlanta estar em primeiro lugar na conferência. Budenholzer ganhou o prêmio de Treinador do Mês da Conferência Leste em janeiro de 2015, depois de levar os Hawks ao primeiro recorde de 17-0 em um mês na história da NBA. Ele passou a liderar os Hawks a um recorde da franquia de 60 vitórias, bem como a mais profunda disputa de playoff em 48 anos. Em 21 de abril, ele foi nomeado vencedor do Troféu Red Auerbach como o Treinador do Ano da NBA em 2014-15.

Em 30 de junho de 2015, Budenholzer assumiu a função de Presidente de Operações de Basquete, além de suas funções como treinador. Enquanto Wes Wilcox foi promovido a gerente geral, Budenholzer teve a palavra final em todos os assuntos de basquete.[6]

Em 1 de agosto de 2015, Budenholzer atuou como treinador assistente do Team Africa no jogo de exibição da NBA Africa em 2015.[7]

Em 25 de abril de 2018, Budenholzer e os Hawks concordaram em se separar.[8][9]

Milwaukee BucksEditar

Em 17 de maio de 2018, o Milwaukee Bucks anunciou Budenholzer como treinador.[10][11] Os Bucks tiveram sucesso em sua primeira temporada, registrando um recorde de 60-22. Em janeiro de 2019, a NBA anunciou Budenholzer como treinador da equipe da Conferência Leste do All-Star Game da NBA de 2019.[12][13] No final da temporada, ele ganhou o Prêmio de Treinador do Ano da NBA pela segunda vez em sua carreira e também ganhou o prêmio de treinador do ano da National Basketball Coaches Association.[14]

Em 20 de julho de 2021, Budenholzer liderou o Milwaukee Bucks ao título da NBA, derrotando o Phoenix Suns em seis jogos.[15]

Estatísticas como treinadorEditar

Temporada Regular Playoffs
Time Ano J V D % Classificação J V D % Resultado
Atlanta 2013–14 82 38 44 .463 4th na Divisão Sudeste 7 3 4 .429 Perdeu na Primeira Rodada
Atlanta 2014–15 82 60 22 .732 1st na Divisão Sudeste 16 8 8 .500 Perdeu na Final de Conferência
Atlanta 2015–16 82 48 34 .585 2nd na Divisão Sudeste 10 4 6 .400 Perdeu nas Semi-Finais Conferência
Atlanta 2016–17 82 43 39 .524 2nd na Divisão Sudeste 6 2 4 .333 Perdeu na Primeira Rodada
Atlanta 2017–18 82 24 58 .293 5th na Divisão Sudeste Não foi para os playoffs
Milwaukee 2018–19 82 60 22 .732 1st na Divisão Central 15 10 5 .667 Perdeu na Final de Conferência
Milwaukee 2019–20 73 56 17 .767 1st na Divisão Central 10 5 5 .500 Perdeu nas Semi-Finais Conferência
Milwaukee 2020–21 72 46 26 .639 1st na Divisão Central 23 16 7 .696 Ganhou o título da NBA
Milwaukee 2021–22 82 51 31 .622 1st na Divisão Central 10 7 3 .700 TBD
Carreira 719 426 293 .595 97 55 42 .528

Fonte:[16]

Vida pessoalEditar

Budenholzer é o caçula de sete filhos nascidos de Vince e Libby Budenholzer.[17] Ele é descendente de alemães.[18] Seu pai também era treinador de basquete e passou 25 anos treinando equipes do ensino médio e da faculdade no Arizona antes de se aposentar em 1997.

Ele tem quatro filhos: William Vincent, Savoia Elizabeth, Hanna Louise e John Bent.[4]

Budenholzer foi preso em Atlanta por suspeita de dirigir sob influência em 28 de agosto de 2013. Ele foi considerado inocente da acusação 34 meses depois por um júri do Tribunal Estadual do Condado de Fulton em 27 de junho de 2016.[19]

Referências

  1. «International NBA Players - Pronunciation Guide». National Basketball Association  |obra= e |publicação= redundantes (ajuda)
  2. «In the Blood of Coach Bud». San Antonio Spurs (em inglês). Consultado em 13 de maio de 2022 
  3. «Pomona Pitzer» (em inglês). Consultado em 13 de maio de 2022 
  4. a b c 2011–2012 Spurs media guide (PDF). San Antonio Spurs. [S.l.: s.n.] 
  5. «Hawks name Mike Budenholzer as head coach». Atlanta Hawks  |obra= e |publicação= redundantes (ajuda)
  6. «Hawks Head Coach Mike Budenholzer Named President Of Basketball Operations And Wes Wilcox Promoted To General Manager». NBA.com 
  7. «NBA stars, legends shine in Africa exhibition» 
  8. «Hawks Part Ways With Head Coach Mike Budenholzer». NBA.com 
  9. «Hawks Announce Reorganization of Basketball Operations». NBA.com 
  10. «Mike Budenholzer Named Head Coach Of The Milwaukee Bucks». NBA.com 
  11. «Bucks name Budenholzer as new coach». ESPN.com 
  12. «Bucks' Mike Budenholzer to Coach Team Giannis at 2019 NBA All-Star Game». NBA.com 
  13. «Mike Budenholzer named East All-Star Head Coach». bleacherreport.com 
  14. «Bucks' Budenholzer named top coach by peers». ESPN.com 
  15. Pingue, Frank (23 de julho de 2021). «Milwaukee wins first NBA title since 1971, Antetokounmpo named Finals MVP». Reuters (em inglês). Consultado em 13 de maio de 2022 
  16. «Mike Budenholzer». Basketball-Reference.com (em inglês). Consultado em 30 de maio de 2020 
  17. «Spurs asst. Budenholzer up next». Arizona Republic 
  18. «Hitzige Diskussionen mit Pop» (em alemão) 
  19. «Budenholzer found not guilty of DUI charge» 

Links externosEditar