Mildred Moore

actriz norte-americana
Mildred Moore
Nome completo Mildred Amelia Smith
Outros nomes Mildred Lee
Mildred Lee Moore
Nascimento
New Albany, Indiana, EUA[1]
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americana
Morte 12 de agosto de 1941
Nova Iorque, EUA
Atividade 1919-1920

Mildred Moore (? - 12 de agosto de 1941) foi uma atriz de cinema estadunidense da era do cinema mudo, que atuou em 38 filmes pela Universal Film Manufacturing Company entre 1919 e 1920,[2] na maioria curta-metragens de comédia ou western.

BiografiaEditar

Nasceu em New Albany, e cresceu em St. Louis, mudando-se posteriormente para Kansas City. Quando criança cantava em teatros amadores, por possuir voz mezzo-soprano.[1]

Mildred foi uma das 11 ganhadoras do concurso “Beauty and Brains”,[1][3] realizado pela Photoplay Magazine em 1916, quando representou Kansas City, ainda sob o nome Mildred Lee.[4]

Após o concurso, assinou um contrato com a Universal Film Manufacturing Company, e seu primeiro filme foi a comédia curta-metragem His Body for Rent, em 1919, ao lado de Eddie Lyons e Lee Moran. Fez ao longo de 1919 e 1920, várias comédias curtas, ao lado de Lyons e Moran, todos pela Universal. Eventualmente atuava em western, tais como The Crow (1919), e Hair Trigger Stuff (1920), ambos ao lado de Hoot Gibson. Em 1920, atuou em um único seriado, The Moon Riders, em 18 capítulos, ao lado de Art Accord. Em 1920, pode ter feito seu último filme, Her Perfect Husband (não confirmada).[2]

A carreira de Mildred terminou abruptamente em 18 de setembro de 1920, quando foi presa e acusada por posse de cocaína e heroína. Em uma entrevista concedida ao Los Angeles Examiner, Moore admitiu ser viciada em cocaína há anos. O ator Jay Belasco, que foi preso juntamente com Moore, continuou a trabalhar em filmes até 1936. A prisão de Mildred Moore e Jay Belasco precedeu os acontecimentos que seriam chamados "Roaring Twenties", uma década de efervescência cultural e ruptura das antigas tradições nas maiores cidades do mundo, mas que teve como conseqüência a destruição, pela dependência de tóxicos, de artistas populares como Juanita Hansen, Barbara La Marr, Alma Rubens e Wallace Reid.[4][5]

Mildred morreu de ataque cardíaco em 12 de agosto de 1941, em Nova Iorque.

Filmografia parcialEditar

  • His Body for Rent (1919)
  • The Crow (1919)
  • The Fighting Line (1919)
  • The Wife Breakers (1919)
  • Hair Trigger Stuff (1920)
  • His Nose in the Book (1920)
  • The Moon Riders (1920)
  • Her Perfect Husband (1920)

Notas e referênciasEditar

  1. a b c Photoplay Magazine, jul-dez. de 1916, p. 26, 65. In: Photoplay Magazine
  2. a b Mildred Moore no IMDB
  3. The Wichita Daly Eagle, 9 de maio de 1920, p. 32
  4. a b Mildred Moore no Fandango
  5. Mildred Moore no All Movie

Ligações externasEditar