Minha Irmã e Eu

filme de 2023 dirigido por Susana Garcia

Minha Irmã e Eu é filme de comédia brasileiro de 2023, dirigido por Susana Garcia e roteirizado pela própria diretora com a colaboração de Ingrid Guimarães, Célio Porto, Veronica Debom, Leandro Muniz e Fil Braz. O filme acompanha as irmãs Mirian (Ingrid Guimarães) e Mirelly (Tatá Werneck) que seguiram caminhos muito diferentes na vida mas precisam deixam de lado suas discordâncias quando a mãe (Arlete Salles) desaparece.[2]

Minha Irmã e Eu
Minha Irmã e Eu
Pôster oficial do filme.
 Brasil
2023 •  cor •  112 min 
Gênero comédia
Direção Susana Garcia
Produção Paris Entretenimento
Coprodução Paramount
Telecine
Simba
Globo Filmes
Roteiro Ingrid Guimarães
Susana Garcia
Célio Porto
Veronica Debom
Leandro Muniz
Fil Braz
Elenco
Distribuição Paris Filmes
Lançamento
  • 28 de dezembro de 2023 (2023-12-28)[1]
Idioma português
Orçamento R$ 7 milhões
Receita R$ 33,3 milhões

Produzido pela Paris Filmes em coprodução com a Paramount Pictures e Simba Content, o filme foi lançado nos cinemas do Brasil em 28 de dezembro de 2023 pela Paris Filmes.[3] Minha Irmã e Eu foi recebido com avaliações mistas por parte da crítica de cinema. No entanto, o filme foi sucesso de público e registrou a melhor estreia nacional nas bilheterias de 2023.[4] Em sua primeira semana em cartaz, foi assistido por 540 mil pessoas e arrecadou cerca de R$ 10 milhões.[5]

Sinopse

editar

Mirian (Ingrid Guimarães) e Mirelly (Tatá Werneck) são duas irmãs nascidas em Rio Verde, no interior de Goiás. Elas não concretizaram o desejo da mãe, Dona Márcia (Arlete Salles), de se tornarem uma dupla sertaneja e seguiram direções opostas na vida. Mirian optou por permanecer na cidade natal, adaptando-se à serenidade da rotina do interior e dedicando-se aos cuidados da família, composta pelo marido Jayme (Márcio Vito), os filhos Jayme Júnior (Jaffar Bambirra) e Marcelly (Nina Baiocchi), além da mãe.

Por outro lado, Mirelly aparenta uma vida glamorosa nas redes sociais ao lado de amigos famosos, como Lázaro Ramos e Iza, mas, na realidade, enfrenta problemas financeiros, mora em um pequeno apartamento e trabalha como cuidadora de animais de estimação de celebridades. O enredo se desenrola quando Mirelly retorna a Rio Verde para celebrar o aniversário de Dona Márcia em uma festa luxuosa organizada por Mirian. Após uma briga entre as irmãs, Dona Márcia desaparece de maneira misteriosa, levando Mirian e Mirelly a superarem suas diferenças e embarcarem em uma aventura hilária pelas estradas do interior de Goiás para encontrar a mãe.[5]

Elenco

editar

Produção

editar

Desenvolvimento

editar

O desenvolvimento do filme iniciou-se em 2019. Em outubro de 2022, Ingrid Guimarães deu entrevista falando sobre o projeto, citando que realizou um sonho de estrelar um filme ao lado de Tatá Werneck. "Há muito tempo quero falar sobre irmãs, algo essencial na minha vida. E também sempre quis falar um pouco das minhas raízes goianas", disse a atriz.[6] O roteiro do filme foi idealizado pela própria atriz em parceria com Veronica Debom, Célio Porto, Fil Braz e Leandro Muniz.[6] As gravações tiveram início em novembro de 2022 com locações no Rio de Janeiro e em Goiânia.[7]

Lançamento

editar

Minha Irmã e Eu foi lançado em 28 de dezembro de 2023 pela Paris Filmes em em 1.017 salas de cinema em todo o país.[8] Sessões de pré-estreia do filme foram realizadas desde o dia 25 de dezembro.[8]

Recepção

editar

Bilheteria

editar

O filme registrou a melhor estreia de um filme nacional no ano de 2023. Em seu primeiro final de semana em cartaz, entre 28 de dezembro e 2 de janeiro de 2024, o filme foi assistido por 340 mil pessoas e gerou R$ 6 milhões de receita.[8][9] Em 5 de janeiro, o filme já registrou a marca de 540 mil espectadores, acumulando uma receita de R$ 10 milhões.[5] Durante esse período, Minha Irmã e Eu ocupou a vice-liderança no ranking de bilheteria nos cinemas do Brasil, ficando atrás apenas do filme estadunidense Aquaman 2.[9] Depois de três semanas, passou um milhão de espectadores, algo que não ocorria com um filme brasileiro desde Minha Mãe é uma Peça 3 em 2019.[10]

Resposta da crítica

editar
 
A performance de Ingrid Guimarães foi elogiada pela crítica.

Minha Irmã e Eu obteve um recepção morna por parte da crítica especializada. Escrevendo para o website Papo de Cinema, o jornalista Marcelo Müller elogiou o desempenho de Ingrid Guimarães no papel da interiorana Mirian, citando que a atriz se "esforça para desenhar com consistência essa mudança, mas sem descaracterizar a personagem que passa a ter um pouco mais de consciência".[11] No entanto, Müller pontou que há um "desnível" nas performances das protagonistas, pois enquanto Guimarães busca manter sua personagem coesa, Tatá Werneck "parece mais preocupada em utilizar uma metralhadora de palavras e improvisos a fim de instaurar o caos", nas palavras do crítico.[11] Ele conclui sua crítica dizendo que, apesar dos deslizes, o saldo do filme ainda é positivo.[11]

Inácio Araújo, da Folha de S.Paulo, escreve que o filme "reaviva a boa comédia brasileira".[12] O crítico deu ao filme 3 de 5 estrelas (     ) e disse: "O dinamismo do roteiro é bem aproveitado pela diretora Susana Garcia, cujo sucesso em uma série de comédias da década passada - culminando com Minha Mãe É uma Peça 3 - parece ter dado a segurança para se manter num gênero".[12] Araújo ainda escreveu que: "Os momentos de riso, sorriso e alguma gravidade se alternam no roteiro, em que a oposição entre os temperamentos de Mirian e Mirelly ocupa lugar central - como essas oposições entre marido e mulher nas antigas comédias do casamento. As personagens, digamos, são complementares e, irmãs sempre, até deixam suas diferenças de lado quando a mãe decide desaparecer da vista de todos e o problema se transforma - em vez de ser cuidar da mãe, agora encontrar a mulher se torna a questão".[12]

Victor Cierro, do portal Tangerina, fez uma avaliação negativa do filme e escreveu: "O único ponto positivo do filme nacional é Tatá. As piadas da atriz mostram quão bom é seu timing cômico, mas que fica destoante em uma trama como essa. Minha Irmã e Eu usa referências atuais da cultura pop para ter seus momentos mais engraçados. Se a história saísse dos clichês e apostasse nessa fórmula, o resultado seria completamente diferente".[13] Já Janda Montenegro, do CinePOP, deu ao filme 4 de 5 estrelas (     ): "Uma vez mais Susana se debruça sobre o universo familiar e, particularmente, sobre o universo feminino, construindo, com leveza, os temas do seu filme, que, ao final, emociona sem a gente nem perceber o que está acontecendo. Não se surpreenda se uma ou duas lágrimas escaparem".[14]

Referências

  1. Thiago Nolla (3 de dezembro de 2023). «Ingrid Guimarães e Tatá Werneck no clipe INÉDITO da comédia 'Minha Irmã e Eu'; Confira!». CinePOP. Consultado em 6 de dezembro de 2023 
  2. Nathalia Jesus (30 de novembro de 2023). «Novo filme de Tatá Werneck e Ingrid Guimarães está conectado com Paulo Gustavo? Minha Irmã e Eu promete uma nova trilogia do humor». Terra. Consultado em 6 de dezembro de 2023 
  3. Flávio Pinto (25 de novembro de 2023). «Minha Irmã e Eu : Ingrid Guimarães e Tatá Werneck são irmãs em trailer; veja». Omelete. Consultado em 6 de dezembro de 2023 
  4. Pinto, Flávio (2 de janeiro de 2024). «Minha Irmã e Eu é a melhor estreia nacional nas bilheterias de 2023». Omelete. Consultado em 5 de janeiro de 2024 
  5. a b c Povo, Correio do (5 de janeiro de 2024). «"Minha Irmã e Eu" ultrapassa público de 500 mil espectadores nos cinemas». Correio do Povo. Consultado em 5 de janeiro de 2024 
  6. a b «Ingrid Guimarães realizará sonho de estrelar filme com Tatá Werneck. Veja como será a trama». O Globo. 18 de outubro de 2022. Consultado em 5 de janeiro de 2024 
  7. «Gravações da comédia nacional Minha Irmã e Eu começam». www.arrobanerd.com.br. 21 de novembro de 2022. Consultado em 5 de janeiro de 2024 
  8. a b c Pinto, Flávio (2 de janeiro de 2024). «Minha Irmã e Eu é a melhor estreia nacional nas bilheterias de 2023». Omelete. Consultado em 5 de janeiro de 2024 
  9. a b Digital, Olhar; Gomez, Vitoria Lopes (3 de janeiro de 2024). «Aquaman 2 continua no topo da bilheteria nacional». Olhar Digital. Consultado em 5 de janeiro de 2024 
  10. Como 'Minha Irmã e Eu' driblou crise do cinema com 1 milhão de espectadores, Folha de S. Paulo
  11. a b c «Minha Irmã e Eu :: Crítica». Papo de Cinema. Consultado em 5 de janeiro de 2024 
  12. a b c «Crítica: Filme de Tatá Werneck e Ingrid Guimarães reaviva a boa comédia brasileira». Folha de S.Paulo. 27 de dezembro de 2023. Consultado em 5 de janeiro de 2024 
  13. Cierro, Victor (28 de dezembro de 2023). «Minha Irmã e Eu: Nem piadas de Tatá Werneck salvam filme clichê». Tangerina. Consultado em 5 de janeiro de 2024 
  14. «Crítica | Minha Irmã e Eu – Tatá Werneck e Ingrid Guimarães estrelam COMÉDIA divertida, engraçada e alto astral - CinePOP». 29 de dezembro de 2023. Consultado em 5 de janeiro de 2024 

Ligações externas

editar