Mirante de Santana

O Mirante de Santana é a principal estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) no município de São Paulo, capital do estado homônimo. Está localizada no bairro de Jardim São Paulo, na zona norte da cidade. Nesta estação é medida a quantidade de chuva, umidade relativa do ar, radiação, pressão atmosférica, a direção e velocidade do vento.[1][2]

Mirante de Santana
Tipo praça
Geografia
Coordenadas 23° 29' 46.00" S 46° 37' 10.99" O
Localização São Paulo
País Brasil

Por estar a 792 metros do nível do mar é possível ter um preciso monitoramento, previsão do tempo e também um skyline da cidade (360 graus). Da praça é possível ter uma vista parcial do bairro de Santana e do centro da cidade. Somente na parte mais alta, restrita aos técnicos do INMET, há uma visão completa da cidade. É tido pelo jornal Agora como o melhor ponto da cidade para enxergar os fogos de artifício da Avenida Paulista, lançados no reveillon.[3]

O prédio do observatório é de 1929 e passou a registrar dados meteorológicos em 1945. No mirante foram registradas oficialmente a menor e maior temperatura no município. A mínima de -2,1 °C, em 2 de agosto de 1955 e a máxima de 37,8 °C, em 17 de outubro de 2014, ultrapassando o recorde anterior de 37,0 ºC registrado em 20 de janeiro de 1999. O maiores acumulado de chuva em 24 horas chegou a 151,8 milímetros (mm) em 21 de dezembro de 1988. Outros acumulados iguais ou superiores a 100 mm foram: 140,4 mm em 25 de maio de 2005, 123,6 mm em 5 de julho de 2019, 114,3 mm em 15 de dezembro de 2012, 109,5 mm em 28 de fevereiro de 2011, 106,4 mm em 16 de janeiro de 1991, 106,2 mm em 11 de março de 1994, 103,5 mm em 19 de janeiro de 1977, 103,3 mm em 8 de fevereiro de 2007, 102,7 mm em 17 de fevereiro de 1988, 102 mm em 21 de fevereiro de 2016, 101,6 mm em 24 de dezembro de 2019.[4][5]

Dados climatológicos para São Paulo (Mirante de Santana)
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima recorde (°C) 37 36,4 34,3 33,4 31,7 28,8 30,2 33 37,1 37,8 36,1 34,8 37,8
Temperatura máxima média (°C) 28,2 28,8 28 26,2 23,3 22,6 22,4 24,1 24,4 25,9 26,9 27,6 25,7
Temperatura média compensada (°C) 22,9 23,2 22,4 21 18,2 17,1 16,7 17,7 18,5 20 21,2 22,1 20,1
Temperatura mínima média (°C) 19,3 19,5 18,8 17,4 14,5 13 12,3 13,1 14,4 16 17,3 18,3 16,2
Temperatura mínima recorde (°C) 10,2 11,1 11 6 3,7 1 0,4 -2,1 2,2 4,3 7 9,4 -2,1
Precipitação (mm) 288,2 246,2 214,5 82,1 78,1 50,3 47,8 36 84,8 126,6 137 224,4 1 616
Dias com precipitação (≥ 1 mm) 16 14 13 7 7 4 4 4 7 10 10 14 110
Umidade relativa compensada (%) 77,2 76 77,1 75,3 75,6 73,2 71,6 69,4 72,5 74,3 73,6 75,5 74,3
Horas de sol 139,1 153,5 161,6 169,3 167,6 160 169 173,1 144,5 157,9 151,8 145,1 1 893,5
Fonte: Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) (normal climatológica de 1981-2010;[6] recordes de temperatura: 1945-presente)[7][8][9][10][11]
Transmissão de rádio
Ver artigo principal: Roberto Landell de Moura

Dizem que em 1893 o padre Landell de Moura teria realizado a primeira transmissão de rádio do mirante até a avenida Paulista. Porém há registros que comprovam que o mesmo realizou o experimento no Colégio Irmãs de São José, hoje Colégio Santana, próximo a Capela de Santa Cruz no bairro de Santana. O padre era o paróco desta igreja neste mesmo ano.[12]

Panorama dos aparelhos do Mirante, ao fundo o bairro de Santana e a zona central da cidade

Referências

  1. «Mirante de Santana atualmente é estação meteorológica». O Globo Online. 28 Jan 2007. Consultado em 14 de julho de 2009 
  2. «Faz calor ou faz frio». Revista E. Consultado em 31 de julho de 2009 [ligação inativa]
  3. «Mirante de Santana é opção para ver fogos na Paulista». Jornal Agora. 31 de dezembro de 2011. Consultado em 5 de janeiro de 2012 
  4. Instituto Nacional de Meteorologia. «BDMEP - Série Histórica - Precipitação (mm) - São Paulo (Mirante de Santana)». Consultado em 24 de março de 2014 
  5. Instituto Nacional de Meteorologia. «Código da Estação: 02346117». Agência Nacional de Águas. Consultado em 31 de dezembro de 2019 
  6. INMET. «NORMAIS CLIMATOLÓGICAS DO BRASIL». Consultado em 12 de outubro de 2020 
  7. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome NCB-1931-1960
  8. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome Estação: SÃO PAULO (MIR.de SANTANA) (83781)
  9. INMET. «Estação: SÃO PAULO - MIRANTE (A701)». Consultado em 12 de outubro de 2020 
  10. INMET. «Banco de dados meteorológicos». Consultado em 12 de outubro de 2020 
  11. NONATO, Viviane Samara Barbosa (8 de outubro de 2020). «SÃO PAULO CAPITAL REGISTRA A 3ª MAIOR TEMPERATURA EM 77 ANOS». INMET. Consultado em 12 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 13 de outubro de 2020 
  12. «A fantástica experiência de Landell de Moura - 03 de junho de 1900». 26 de maio de 2006. Consultado em 5 de julho de 2009. Arquivado do original em 13 de maio de 2013