Abrir menu principal

Viagem espacial

(Redirecionado de Missão espacial)
O foguete V-2.

Viagem espacial, ou simplesmente voo espacial, é a denominação do método de transporte de veículos tripulados e não-tripulados no (e através do) espaço sideral. A viagem espacial está associada às tecnologias de propulsão de espaçonaves, direção (astrodinâmica), construção e lançamento de veículos com este objetivo.

A viagem espacial é um componente necessário da exploração espacial, mas também suporta atividades tais como lançamento de satélites de telecomunicações e turismo espacial.

Histórico das viagens espaciaisEditar

 
A sonda Voyager 1.

Os primórdios da viagem espacial podem ser rastreados até Konstantin Tsiolkovsky; todavia, Tsiolkovsky escrevia em russo, e a princípio, suas ideias não causaram grande impacto fora da Rússia.

A viagem espacial tornou-se uma possibilidade da engenharia a partir de um ensaio de Robert Hutchings Goddard publicado em 1919, A Method of Reaching Extreme Altitudes, onde ele analisa a possibilidade da utilização de foguetes de combustível líquido em viagem interplanetárias. Este ensaio teve grande influência sobre Hermann Oberth e Wernher von Braun, que mais tarde seriam personalidades fundamentais no campo da viagem espacial.

O primeiro foguete a atingir o espaço, em dois voos de teste consecutivos em Junho de 1944 a altitudes de 176 e 189 km, foi o V-2 ainda na Alemanha Nazista.[1]

Em 4 de outubro de 1957, a União Soviética lançou o Sputnik 1, que se tornou o primeiro satélite artificial a orbitar a Terra. O primeiro voo espacial tripulado ocorreu na missão Vostok 1 em 12 de abril de 1961, na qual o cosmonauta soviético Yuri Gagarin executou uma órbita ao redor da Terra. Os principais personagens do programa espacial soviético naquela época foram: Sergei Korolev e Kerim Kerimov.[2]

Segundo a própria NASA a primeira espaçonave na acepção da palavra foi o Módulo Lunar Apollo,[3] desde que ele foi o único veículo tripulado projetado para, e operado apenas no espaço; além de ser caracterizado por um formato não aerodinâmico.

Foguetes continuam sendo hoje em dia, o único meio prático de atingir o espaço. Tecnologias alternativas, como por exemplo o motor Scramjet, ainda ficam aquém da velocidade orbital.

A viagem espacial que mais se distanciou do Sol até hoje é a da Voyager 1, que está mais de 100 unidades astronômicas (UA) de distância e se movendo a 3,6 UA por ano.[4]

Nos dias de hojeEditar

A Scaled Composites com sua SpaceShipOne foi pioneira em voos sub-orbitais de veículos reutilizáveis que levou os pilotos Mike Melvill e Brian Binnie em voos consecutivos em 2004 a vencer o Ansari X Prize. A empresa The Spaceship Company pretende produzir a sua sucessora a SpaceShipTwo. Um frota de SpaceShipTwo operada pela Virgin Galactic pretendia iniciar o uso veículos reutilizáveis em voos espaciais privados levando passageiros (Turismo espacial) em 2008, mas essa intenção foi adiada devido a um acidente durante o desenvolvimento do sistema de propulsão do veículo.[5]

Ver tambémEditar

Referências

  1. "The V2 and the German, Russian and American Rocket Program", C. Reuter. German Canadian Museum. p. 170. ISBN 1-894643-05-4, ISBN 978-1-894643-05-4.
  2. Peter Bond, Obituary: Lt-Gen Kerim Kerimov, The Independent, 7 April 2003.
  3. Apollo Expeditions to the Moon: Chapter 10. History.nasa.gov (1969-03-03). Retrieved on 2011-10-05.
  4. «Spacecraft escaping the Solar System». Heavens-Above GmbH. Consultado em 27 de agosto de 2013. Arquivado do original em 27 de abril de 2007 
  5. Launch aircraft development continues while suborbital ship awaits investigation into fatal explosion in California, retrieved 2012-01-27.

Ligações externasEditar