Abrir menu principal

Monóxido de cloro

composto químico
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2009). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou seção foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde dezembro de 2009). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Monóxido de cloro
Alerta sobre risco à saúde
Chlorosyl.svg Chlorine-monoxide-3D-SF.png
Outros nomes Chlorine monoxide
Identificadores
Número CAS 14989-30-1
PubChem 166686
ChEBI 29314
InChI
InChI=1/ClO/c1-2
Propriedades
Fórmula química ClO
Massa molar 51.45 g mol-1
Termoquímica
Entalpia padrão
de formação
ΔfHo298
101.8 kJ/mol[1]
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O Monóxido de cloro é um gás que causa a destruição da camada de ozônio[1]

HistóriaEditar

O monóxido de cloro foi surgindo ao longo dos anos através de aquecimento do oxigênio e do cloro, formando o monóxido de cloro.

Em 1926 Thomas Midgley inventou o Freon com a mistura de flúor, cloro e carbono com a separação de uma molécula de oxigênio, e essa invenção foi para a geladeira para a substituição do sistema de gelo na parte de cima da geladeira assim essa invenção em 1939 foi para a 2ª guerra mundial, chamada guerra a Freon, diferente da Primeira Guerra Mundial chamada guerra a nitrogênio e dióxido de enxofre.

Em 1945 Thomas Midgley recebeu 56 milhões de doláres devido a invenção do Freon e começa a segunda guerra a Freon, a Guerra Fria. Em 1957 surge mais uma guerra a Freon, a Guerra do Vietnã e em 1960 vem a Guerra de Angola que foi terminada em 2003 depois da guerra fria em 1989.

Protocolo de KyotoEditar

O Protocolo de Kyoto foi medida de preservação da camada de ozônio e do meio ambiente surgido em 1992. O Protocolo de Kyoto não foi assinado pelos Estados Unidos e entre as metas estão os modos de reduzir o número de edificações, efetuar reciclagem de lixo, reciclagem e reconstrução de eletrodomésticos antigos, etc.

Referências

  1. a b Egon Wiberg; Nils Wiberg; Arnold Frederick Holleman (2001). Inorganic chemistry. [S.l.]: Academic Press. p. 462. ISBN 0123526515