Monobloco

Disambig grey.svg Nota: Se procura outros significados, veja Monobloco (desambiguação).

Monobloco[1] é um dos mais conhecidos blocos de Carnaval brasileiros do Rio de Janeiro.

Monobloco
Monobloco no Rio em 2007.
Informação geral
Origem Rio de Janeiro, Rio de JaneiroRJ
País  Brasil
Gênero(s)
Período em atividade 2000 – atualmente
Afiliação(ões) Pedro Luís e A Parede
Integrantes Pedro Luís
Rodrigo Maranhão
Ex-integrantes Sérgio Loroza

A oficina do Monobloco funciona em um teatro no Rio de Janeiro. A intenção é ensinar pessoas sem qualquer iniciação musical a tocar instrumentos de percussão. Ela começa em abril e só termina no carnaval. Os alunos da oficina, junto com os professores, formam uma bateria de 120 pessoas que se apresenta todos os anos durante as quatro sextas-feiras que precedem o carnaval na Fundição Progresso. Estas festas servem como ensaio para o desfile. As festas atraem um público de aproximadamente quatro mil pessoas por noite.

OrigemEditar

 
Monobloco no Centro do Rio de Janeiro em 2016 no Carnaval.

O grupo carnavalesco – criado no ano 2000 pelo grupo Pedro Luís e A Parede - começou como uma oficina com a intenção de ensinar batucada. Ao final do primeiro ano o grupo fez um desfile no Rio de Janeiro e se oficializou como um bloco.[2] O diferencial do grupo sempre foi usar instrumentos de escola de samba para tocar outros ritmos além do samba, como, marchinha, coco, funk, xote, ciranda e charm.[3]

Desde sua criação, todos os anos, no domingo após o carnaval, o bloco sai com a bateria completa, comandada pelo maestro Celso Alvim. Inicialmente os desfiles se realizavam na praia do Leblon e Ipanema no Rio de Janeiro, mas em 2007 foram trasferidos para Copacabana por causa da grande quantidade de pessoas que atraia. Em 2007 o bloco reuniu 40.000 pessoas em Copacabana, em 2008 foram 200.000 e em 2009, a pedidos da prefeitura da cidade, o bloco foi transferido para o centro da cidade onde atraiu uma multidão de 400.000, fazendo do Monobloco o segundo bloco em audiência no carnaval da cidade.

ShowsEditar

 
Show do Monobloco em 2011 na Fundição Progresso, no boêmio bairro da Lapa no Rio de Janeiro.

Com o sucesso do bloco, o Monobloco começou a apresentar shows durante o ano com uma bateria reduzida de 20 pessoas. Este grupo menor não tem a participação de alunos da oficina, ele é composto por músicos profissionais e por isso tem arranjos mais elaborados.

O monobloco dá apoio e workshops a várias oficinas em outros países. Já foram feitos workshops na Dinamarca, Austrália, Nova Zelândia e Japão. Todos os anos é feito um workshop no Reino Unido.

BandaEditar

O bloco possui uma banda, também conhecida como Monobloco Show, que é formada por Celso Alvim, Mário Moura, Sidon Silva, C.A Ferrari, e Pedro Luís, da banda Pedro Luís e a Parede. Em 2008, na Oceania, o Monobloco participou do Sydney Festival, na Austrália, e do Jambalaya Festival, na cidade de Rotorua, na Nova Zelândia.

O grupo já fez apresentações internacionais, e também fez oficinas de percussão na Irlanda, Inglaterra, e Dinamarca.

DiscografiaEditar

Álbuns de estúdioEditar

VideografiaEditar

DVDEditar

CD e DVDEditar

Em 2002 o grupo lançou o CD "Monobloco".[5] O segundo lançamento foi o "Monobloco Ao Vivo" gravado em 2006 e lançado em CD e DVD em 2007, com participações especiais.

No dia 16/10/2009, o grupo gravou seu novo DVD - Monobloco 10, na Fundição Progresso/RJ, num show com lotação esgotada, com a participação de Elba Ramalho. No dia 11/09/2010, o grupo lançou o novo CD/DVD no show em Maringá.

Referências

Ligações externasEditar


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Categoria no Commons