Monogástrico

Monogástricos (mono significando um; gástrico significando digestão) são os animais não ruminantes que apresentam um estômago simples,[1] com uma capacidade de armazenamento pequena. Existem animais não ruminantes, como os cavalos e coelhos que possuem o ceco funcional, contendo microorganismos capazes de digerir alta porcentagem de fibra (celulose e hemicelulose).

As principais espécies de monogástricos são: o homem, aves, suínos, cães, gatos, coelhos, equinos etc.[2]

Os ruminantes (latim científico: Ruminantia) são uma subordem de mamíferos artiodátilos, que inclui os veados, girafas, bovídeos e por vezes incluídos até mesmo os camelos, caracterizados pela presença de um estômago complexo, com quatro câmaras (rúmen, retículo, abomaso e omaso), adaptado à ruminação.

Referências

  1. Eyng, Cinthia. «FISIOLOGIA DA DIGESTÃO MONOGÁSTRICOS – AULA 1» (PDF). Universidade Federal de Grande Dourados. Consultado em 1 de abril de 2020  line feed character character in |titulo= at position 23 (ajuda)
  2. «Monogastrics Vs Ruminants» (PDF) (em inglês). Consultado em 1 de abril de 2020 
  Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.