Monte submarino

Um monte submarino é uma montanha que se eleva do fundo do oceano sem atingir a sua superfície, isto é sem atingir o nível médio do mar. Como norma, os oceanógrafos apenas consideram como montes submarinos as elevações que atingem pelo menos 1000 m acima dos fundos marinhos circundantes. A maioria dos montes submarinos são vulcões extintos que se elevam abruptamente acima dos fundos circunvizinhos a partir de profundidades da ordem dos 1000 m a 4000 m abaixo da superfície das águas. Apesar da sua grande altura, os cumes dos montes submarinos podem situar-se a profundidades que vão de alguns metros (constituindo recifes ou bancos submarinos) até alguns milhares de metros abaixo do nível médio das águas (constituindo nesse caso parte do oceano profundo).[1] Estima-se que existam mais de 30 000 montes submarinos no oceano global, tendo apenas sido explorados algumas centenas.

Os locais no mundo com mais montes submarinos.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Nybakken, James W. and Bertness, Mark D., 2005. Marine Biology: An Ecological Approach. Sixth Edition. Benjamin Cummings, San Francisco

BibliografiaEditar

  • Keating, B.H., Fryer, P., Batiza, R., Boehlert, G.W. (Eds.), 1987: Seamounts, islands and atolls. Geophys. Monogr. 43:319-334.
  • Koslow, J.A. (1997). Seamounts and the ecology of deep-sea fisheries. Am. Sci. 85:168-176.
  • Menard, H.W. (1964). Marine Geology of the Pacific. International Series in the Earth Sciences. McGraw-Hill, New York, 271 pp.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre hidrografia em geral é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.