Abrir menu principal

Moral em Concordata

filme de 1959 dirigido por Fernando de Barros
Moral em Concordata
Odete Lara (em primeiro-plano), Maria Della Costa e Jardel Filho, em destaque no cartaz do filme.
 Brasil
1959 •  p&b •  95 min 
Direção Fernando de Barros
Roteiro Carlos Alberto de Souza Barros
Elenco Odete Lara
Jardel Filho
Maria Della Costa
Benjamin Cattan
Felipe Carone
Género drama
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Moral em Concordata é um filme brasileiro de 1959, do gênero drama, dirigido por Fernando de Barros e com roteiro adaptado de peça de Abílio Pereira de Almeida.

SinopseEditar

Jovem violento de péssimo temperamento, que trabalha como operário em uma indústria em São Paulo, começa a subir na vida quando se envolve com a filha do patrão. Compra uma lambreta e, irritado e bêbado porque seu time perdeu, briga com a esposa e logo em seguida a abandona, levando depois a filha ainda bebê. Sozinha e desesperada, a moça acaba sendo acolhida pela irmã que vive uma vida de prostituta de luxo graças ao seu rico amante.

Elenco[1]Editar

Elenco Original
Ator Papel
Odete Lara Estrela
Maria Della Costa Rosário
Jardel Filho Raul
Benjamin Cattan Zeca
Ilema de Castro Dona Filomena
Armando Bogus Chico
Sebastião Campos Juvenal
Felipe Carone Comendador José Katurian
Márcia Cardeal Josefina
Elza Rian Doroteia
Rubens de Falco Narrador
Geraldo José de Almeida Narrador do Jogo de Futebol
Mario Benvenutti[2]
Hélio Ansaldo[2]

Referências

  1. «Moral em Concordata». Cinemateca Brasileira. Consultado em 21 de julho de 2017 
  2. a b «Moral em Concordata». Cinemateca Brasileira. S/data. Consultado em 13 de fevereiro de 2014. LRB/CP (Lucila Ribeiro Bernardet: Cinema Paulista 1955–1968. acrescenta no elenco <Ansaldo, Hélio> e <Benvenutti, Mario>. 

Ligações externasEditar